//
você está lendo...
Imprensa

Três semanas de blog

O blog completa hoje sua terceira semana de vida. Recebeu quase 7,2 mil visualizações até agora, das quais 6,8 mil do Brasil e 400 do exterior, onde estão à frente os Estados Unidos (158), Portugal (122), França (39) e Japão (24).
É pouco, mas é até expressivo para o tipo de blog que decidi criar: sem fotos, sem vídeos, sem notas curtas, com textos às vezes longos, sóbrio na aparência. Não é o padrão no mundo virtual. Não é para ser exótico que estou fazendo o blog dessa maneira: é para colocar na internet o jornalismo que sei fazer.
Ele não tem e nunca terá publicidade nem mecenas. Para ser independente, depende apenas no seu leitor. Da sua compreensão para o caráter específico (nem especial nem melhor do que qualquer outro, mas diferente) deste espaço na blogosfera.
Para continuar, espero o retorno do leitor, que poderá se manifestar aqui ou pelos e-mails jornal@amazonet.com.br ou lfpjor@uolcom.br. Sobre:
a) o que está achando do blog.
b) qual a sua avaliação sobre a proposta e o conteúdo deste espaço.
b) as críticas que faz.
c) as modificações que propõe.
Também quero saber se o leitor, tendo livre acesso aos textos, gratuitamente, está disposto a pagar para manter este espaço, como se fosse uma assinatura. Todos os meses depositaria um valor na conta indicada, comprometendo-se assim a permitir ao blogueiro dedicar-se ao trabalho que aqui tem desenvolvido.
Obrigado a todos.

Discussão

13 comentários sobre “Três semanas de blog

  1. Seu blog é um ganho para todos aqueles que gostam do bom debate. Ótima ideia a assinatura. Agora, fico esperando como vai ser o pagamento. Valeu, abraços

    Curtir

    Publicado por Eduardo Barbosa | 20 de setembro de 2014, 14:38
  2. Comecei a comprar o JP este mês e vi a indicação do blog. Vi a indicação do blog no jornal e desde então comecei a ler e tenho gostado muito sobre o conteúdo, pois apresenta informações que não encontramos em qualquer veículo de comunicação. Quanto à assinatura seria ótimo e me disponho a pagar pela assinatura.

    Curtir

    Publicado por Marcos Damasceno | 20 de setembro de 2014, 23:39
  3. Prezado Lucio, eu já acompanhei a sua discussão sobre o porque do JP ser vendido apenas na banca. Do meu ponto de vista, contribuições voluntárias não serão o suficiente para manter este espaço. Acho que são poucas pessoas dispostas a pagar por um “produto virtual”, por mais que o seu conteúdo seja único, muito bem escrito e etc. Eu acredito que uma grande parte dos seus leitores são opositores, talvez tanto quanto os apoiadores.Eu acompanhei sua coluna no yahoo, com tem uma divulgação razoável. Mesmo assim, suas matérias não tinham o mesmo acesso do que o bbb, ou a foto do primo do filho do luciano huk. Você sabe muito bem que o problema não está no conteúdo, que é o mais interessante na imprensa do norte, e uns dos melhores do país.
    Uma assinatura do JP ainda é impossível? Esta seria apenas para o meu conforto, do qual eu sei que você gosta de tirar as pessoas, o que acho muito positivo. Mas no aspecto comercial, vender assinaturas do JP é inviável? Acredito que pagar por um conteúdo físico ainda seja mais fácil que um digital, além, claro, de facilitar a minha vida, que viajo boa parte do mês, e muitas vezes não consigo comprar os exemplares antigos.

    Curtir

    Publicado por Daniel Cruz | 22 de setembro de 2014, 21:23
    • Você tem razão, Daniel. Mas vou continuar insistindo nas assinaturas para o blog. Acho que as pessoas que circulam pela internet devem ser questionadas: não estão dispostas a pagar pelo conteúdo de um blog ou site? Hoje é simples. O depósito (ou a transferência) pode ser feito pelo celular. Se ficar provado que internauta não dá nem água a pinto (literalmente), coloco a viola no saco e vou cantar em outra freguesia. Mas pelo menos tentei valorizar o pobre do repórter.
      Quanto à assinatura no JP, só seria possível prestar esse serviço dispondo de capital. E para ter capital seria preciso ter anúncio. E para ter anúncio se impunha perder a independência. Apenas com a venda avulsa, não dá. O distinto leitor terá que continuar a ir à banca, aproveitando para caminhar (ou flanar) pela cidade. Todos ganhamos com isso, não?

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 23 de setembro de 2014, 12:54
      • Morri de rir com o “Se ficar provado que internauta não dá nem água a pinto (literalmente), coloco a viola no saco e vou cantar em outra freguesia”, rs…
        Como muitos leitores, também já não moro mais em Belém, há quase um decênio. Tirando as leituras dos conteúdos passados no blog do JP, só me atualizo do jornal quando passo na cidade (pena que nem no aeroporto, onde vez por outra faço escala, se dispõe mais do JP). E a ida à terrinha tem rareado cada vez mais. Só ficam as lembranças da época de estudante universitário, quando sedento por bom bom jornalismo e cultura regional, aproveitava os domingos e corria à pç. da República. Como diz o adágio, matava dois coelhos com uma cajadada só. Na banca do Alvino contava meus vinténs para adquirir o JP (às vezes eram as únicas economias de toda a semana), mas que hoje reconheço ter sido um investimento da qual minha formação intelectual e humanística é devedora até o fim da vida. O outro “coelho”, o cultural (embora o JP também fosse e é cultura) se trata do Arraiá do Pavulagem, mas é outro detalhe…
        O fato é que agora com o blog, apesar de não ter o mesmo conteúdo do JP, a joia rara e em extinção na Amazônia, vai facilitar a frequência da leitura daquilo que produz a verve jornalística de LFP. Penso que naturalmente este empreendimento virtual, o blog, que mantém alguns na zona de conforto (leitura na palma da mão), só para fazer referência a um leitor aqui, deveria ensejar o compromisso moral de contribuirmos minimamente. Por isso sugiro ao nosso Vanguardista que nos sugira um valor mensal necessário para que o blog seja mantido. Assim nossa consciência “monetária” é despertada para saldar o débito com o compromisso moral, e quando, por uma razão qualquer, a consciência faltar num mês, teremos uma base para compensar no outro.
        Quem sabe mantemos o cantor na nossa freguesia, e não se falte nem água nem milho ao pinto…

        Curtir

        Publicado por Geovane Grangeiro | 18 de setembro de 2015, 10:41
      • Um Grangeiro (apesar do “g”) tinha que entender mesmo de Pinto. Muito obrigado por sua mensagem, uma das melhores que recebi até agora. Obrigado por reconhecer uma utilidade no que escrevo que me recompensa todos os esforços e sacrifícios. É o que sempre quis ouvir de um leitor: que meu jornalismo foi útil à sua formação. É a minha aspiração máxima, que, inatingida, sempre deixa um travo de frustração. Obrigado por adoçar a minha consciência. Quanto ao vil metal, qualquer doação vale. Importa mais que a maioria dê um pouco do que uns poucos deem muito.Por isso é que nunca aceitei patrocínio nem mecenas. Um abraço.

        Curtir

        Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 18 de setembro de 2015, 11:07
  4. Meu Caro Lúcio!
    Quero parabeniza-lo pelo seu Blog, com um variado elenco de assuntos, com temas relevantes e de muito aprendizado .
    Gostaria ,com imenso prazer em participar na assinatura para a existência e manutenção do blog e também como será a forma de quitação do mesmo.
    Mais uma vez, parabéns e um forte abraço do Amigo .
    Fernando Pereira.

    Curtir

    Publicado por Fernando Pereira | 25 de setembro de 2014, 12:55
  5. O Blog está excelente. Por um conteúdo de qualidade participaria da assinatura sem problemas.

    Curtir

    Publicado por Alexandre Carvalho | 28 de setembro de 2014, 10:44
  6. Boa tarde Lúcio, pretendo acompanhar seu blog da Alemanha e contribuir humildemente lendo seus artigos, conversando com amigos e comentando os artigos pertinentes. Estou especiamente interessados em questões energéticas na Amazônia.
    Um abraço

    Curtir

    Publicado por Vitor Campos | 8 de dezembro de 2014, 19:48

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: