//
você está lendo...
Energia, Grandes Projetos, Hidrelétricas

Propina de R$ 200 milhões

Quando foi decidida a licitação para a hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, no Pará, em 2010, o custo da obra estava em 19 bilhões de reais (agora, quatro anos depois, se aproxima de R$ 30 bilhões). Se o esquema de propina das empreiteiras nas obras da Petrobrás foi seguido, com margem de 1% a 3% de pagamento “por fora” para garantir o resultado, a corrupção devia chegar ao mínimo de R$ 180 milhões.

Diretores de uma das empreiteiras da usina, a Camargo Corrêa, que fizeram delação premiada dentro da Operação Lava-Jato, teriam admitido que a empresa se comprometeu a pagar uns R$ 20 milhões em propina. A quantia devia ser a mesma das demais integrantes do consórcio construtor na usina de Belo Monte.

Segundo o acerto revelado pelos executivos, cada empresa do consórcio teria que contribuir com a mesma quantia para um fundo, que, assim, somaria R$ 200 milhões.

No entanto, foram diferentes as participações das 10 empresas do cartel.
A Andrade Gutierrez é a líder, com 18% do capital. Camargo Corrêa e Odebrecht ficaram com 16%, enquanto coube 11,50% à OAS e Queiroz Galvão. Contern e Galvão compareceram com 10% cada uma, Serveng com 3% e J. Malucelli e Cetenco, com 2% cada.

A partir desse ponto, a investigação precisa ser aprofundada para identificar os recebedores da propina. Uma das pistas pode ser a comissão que se formou no Congresso Nacional para acompanhar as obras.

Discussão

4 comentários sobre “Propina de R$ 200 milhões

  1. Infelizmente é lamentável nos depararmos com a possibilidade de haver corrupção agora em Belo Monte. Creio que simplesmente a nossa, não tão célere, justiça não tenha fôlego suficiente pra também investigar a institucionalização da corrupção agora nesse setor, faço votos meu caro, que consigamos banir essa peste endêmica que assola nosso país na atualidade.

    Curtir

    Publicado por viniciospp30 | 26 de março de 2015, 07:46
  2. Lúcio,
    Parabéns e obrigado por seu jornalismo comprometido com os reais interesses dos amazônidas. Será que vamos ter um desenrolar com punição dos envolvidos neste caso de Belo Monte?

    Curtir

    Publicado por JURAMIR OLIVEIRA | 26 de março de 2015, 18:05
  3. Brasil, a terra da corrupção. Tudo se pode em um lugar onde não nem ordem, muito menos progresso.

    Curtir

    Publicado por Rogério Palheta | 26 de março de 2015, 22:01

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: