//
Arquivos

Arquivo para

A alternativa ameaçada

Quando comecei a trabalhar como jornalista profissional, em 1966, vários dos colegas de redação ainda escreviam à mão. Desde então, a imprensa avançou na direção de uma crise de transição, causada principalmente por inovações tecnológicas febris. A principal delas foi o surgimento da rede mundial de computadores e seus efeitos acompanhantes. Muitos, como eu, ainda … Continuar lendo

Menor idade, maior crime

Início da tarde de sábado, dia 21, no bairro do Guamá, um dos mais violentos de Belém. Um homem conduz um rapaz na garupa da sua motocicleta. Passa-lhe uma pistola ponto 40. O adolescente, de 15 anos, desce, segue no rumo de Rafael Pantoja e o mata a tiros. Depois volta à motocicleta, devolve a … Continuar lendo

A corrupção num esquema de poder

Mário Vargas Llosa completará 78 anos no próximo dia 28. É um dos maiores intelectuais vivos do mundo, no singular quando situado no continente latino-americano de hoje e com poucos companheiros para ombreá-lo, se visto da perspectiva histórica. Teria direito a essa posição singular se tivesse vencido a eleição para presidente do Peru, em 1990? … Continuar lendo

Sangue exposto

O caderno de polícia do Diário do Pará circulou hoje com nove fotos de cadáveres, três delas na capa. A tarja eletrônica  sobre o rosto dos mortos, que tinha sido suprimida, voltou novamente a ser retirada. A exibição do cadáver é total, em todos os detalhes dos assassinatos, sempre provocando muito sangue. Não há mais … Continuar lendo

Propina de R$ 200 milhões

Quando foi decidida a licitação para a hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, no Pará, em 2010, o custo da obra estava em 19 bilhões de reais (agora, quatro anos depois, se aproxima de R$ 30 bilhões). Se o esquema de propina das empreiteiras nas obras da Petrobrás foi seguido, com margem de 1% … Continuar lendo

Cadáveres impressos

Registre-se: a edição de ontem do caderno de polícia do Diário do Pará voltou a aplicar a tarja eletrônica nas fotos de cadáveres. No número anterior, o jornal deu um passo a mais no sensacionalismo, exibindo o rosto dos assassinados. Infringiu assim um acordo na justiça para poupar os leitores dessa exibição macabra. Na edição … Continuar lendo

Belém: entre a riqueza e o submundo

A população de Belém é de 1,4 milhão de habitantes, oito vezes menor do que a de São Paulo, com seus quase 12 milhões de moradores. Já o orçamento da capital paraense é 18 vezes menor do que o paulista, indicador da pobreza ainda maior da cidade, que completará 400 anos em 2016. O prefeito … Continuar lendo

Ecologia: governo recua

De 2012 a 2014 o governador Simão Jatene prometeu, com ênfase, aos 170 integrantes do setor de áreas protegidas, que funcionava na Secretaria de Meio Ambiente do Estado: criaria o Instituto de Biodiversidade e Áreas Protegidas, seguindo o exemplo da União, que criou o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. A equipe técnica decidiu … Continuar lendo

100 mil

O blog acaba de passar de 100 mil visitações. Aproveito o registro da marca para pedir aos leitores uma avaliação crítica desse espaço: estão satisfeitos ou não? Têm sugestões a apresentar? Podem propor temas? Fazem algum questionamento ao formato atual?  

Jornalismo sensacionalista

A primeira página da edição de hoje do caderno de polícia do Diário do Pará é chocante, mesmo para quem já se acostumou ao seu padrão de sensacionalismo. Traz cinco fotografias de pessoas assassinadas, um número até rotineiro no tabloide. Só que as duas fotos da capa não têm mais a tarja eletrônica, que protegia … Continuar lendo