//
você está lendo...
Política

Retórica errada

Se o empreiteiro Ricardo Pessoa, considerado o chefe do cartel das empreiteiras da Petrobrás, “falar sobre mim, eu tomo” uma providência, prometeu ontem aos jornalistas a presidente Dilma Rousseff, em Washington.

Se fosse apenas uma cidadã, estaria certíssima. Mas ela é a chefe do governo que é acusado e representante do acionista controlador da estatal do petróleo, cujo conselho de administração presidiu quando a quadrilha montada dentro e fora da empresa agiu, desviando dos seus cofres 6,2 bilhões de reais entre 2005 e 2012.

Foi mais uma declaração infeliz. A presidente, justamente por comandar o segmento mais importante, numeroso e forte do poder público, não pode ficar em silêncio diante de tantas acusações graves. Mas não pode continuar a se manifestar como se estivesse num palanque eleitoral ou numa reunião fechada do seu governo, quando passa o carão, puxa as orelhas e coloca de castigo os seus auxiliares, por mais cheios de títulos que eles sejam – embora à base do nada pedagógico método do grito. A presidente, quando fala, tem por auditório uma nação com mais de 200 milhões de habitantes e o oitavo PIB do mundo.

Não pode se permitir sofismas primários, como comparar a delação premiada dos empresários que aceitaram confessar seus crimes e tudo que sabem sobre a corrupção de que participaram e o delator da inconfidência mineira, Silvério dos Reis, ou os agentes policiais infiltrados que delatavam subversivos durante a ditadura (sem falar, no outro extremo, nos presos que acabavam por delatar companheiros sob torturas insuportáveis).

Dilma Rousseff não está mais na posição de comprar briga e arengar uma força que se esvai a cada momento em que as denúncias se aprofundam e se espraiam, sem resposta satisfatória. A hora é muito séria. Sem seriedade, o Brasil pode entrar numa aventura, qualquer que seja o lado que a impulsione, de desdobramento incerto, não sabido e indesejável.

Discussão

2 comentários sobre “Retórica errada

  1. É o esperneio de uma pessoa acuada por um governo medíocre e pelos pecados do PT e seus aliados finalmente voltando-se contra eles.

    Isso ai é debater-se na água antes de se afogar.

    Curtir

    Publicado por Slaughter | 2 de julho de 2015, 02:54
  2. Puro desespero. A hora dela chegará. É impossível uma pessoa ter a posição que ela tinha na Petrobras e não saber o que ocorria de errado na empresa.

    Curtir

    Publicado por José Silva | 5 de outubro de 2016, 00:02

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: