//
você está lendo...
Imprensa

Blog: 400 mil visualizações

O blog está chegando neste momento a 400 mil visualizações desde que começou a funcionar, em agosto de 2014, com aproximadamente 134 mil visitantes. Acumula 1.363 posts e 3.691 comentários.

Deixo esses números para a análise dos leitores. Nos próximos três dias estarei fora, sem garantia de poder acrescentar novos textos (o que tentarei fazer). Até o final da semana deverá sair a nova edição do Jornal Pessoal, inteiramente dedicada à crise nacional.

Discussão

24 comentários sobre “Blog: 400 mil visualizações

  1. Lúcio, boa viagem e um bom retorno.

    Curtir

    Publicado por Ronaldo Passarinho | 28 de março de 2016, 23:14
  2. Tenho medo de faltar suas brilhantes abordagens.

    Curtir

    Publicado por Erick Matheus | 29 de março de 2016, 00:12
  3. Boa viagem professor. Vou correndo pra banca do Alvino no sábado. Essa edição é histórica.

    Curtir

    Publicado por Márcio W.B.Monteiro | 29 de março de 2016, 01:27
  4. Fabuloso , isto e credibilidade …

    Curtir

    Publicado por Afonso Marcal | 29 de março de 2016, 01:29
  5. O quem tem qualidade e veracidade gera credibilidade. Aliás, três fundamentos de sua vitoriosa carreira profissional

    Curtir

    Publicado por jmbsouza | 29 de março de 2016, 03:32
  6. Parabéns por mais este sucesso na sua brilhante carreira jornalística!!!

    Curtir

    Publicado por mvpsantos | 29 de março de 2016, 07:50
  7. Parabéns, Lúcio. É preciso sempre cultivar nosso jardim. E o tu o fazes com a maestria dos bons jardineiros.

    Curtir

    Publicado por Carlos Mendes | 29 de março de 2016, 10:08
  8. Volte logo! Nós, seus leitores, sentimos sua falta…

    Curtir

    Publicado por Senna | 29 de março de 2016, 14:40
  9. Lucio,

    Parabens! As estatisticas são excelentes.

    Curtir

    Publicado por Jose Silva | 30 de março de 2016, 00:38
  10. Agora é só os leitores contribuirem para a continuidade do blog!

    Curtir

    Publicado por Everaldo | 30 de março de 2016, 10:23
  11. Parabéns,querido Lúcio

    Mais do que nunca você merece ser lido, debatido , respeitado . Um cabano na Belém contemporânea , cheio de ânimo , compromissos inarredáveis , resistência admirável. Sigamos na luta sem medo de pensar e ousar .

    Curtir

    Publicado por Marly Silva | 31 de março de 2016, 06:43
  12. Uma das coisas de que me orgulho é de apoiar financeiramente esse esforço jornalístico já há alguns anos. Convido mais e mais leitores e fazerem o mesmo.
    Só gostaria que houvesse pelo menos um Jornal Pessoal/blog como esse em cada estado da federação. Gostaria muito que houvesse um no meu Ceará.

    Curtir

    Publicado por Paulo Barbosa Silva | 31 de março de 2016, 12:16
  13. Caro jornalista, parece que existem diversos processos penais no Brasil. Aqui no Pará vigora o processo Morosidade,capitaneado pelo MP do Pará, onde nunca se chega a prisão definitiva de ninguém. Na lava-jato, a gente vê grandes empresários e políticos do Brasil sendo presos e condenados, com diversas delações premiadas, melhor artifício legal para se prender bandido, seja de qual partido for, mas nào se tem notícia aqui no estado da utilização da delação. Nosso procurador Nelson Medrado, nas melhores das intenções, diga-se passagem, parece desconhecer a lei da delação premiada. Vamos cobrar do nosso Ministério Público e rezar a Deus para aparecer um Moro no Judiciário do Estado.

    Curtir

    Publicado por Glauco Godinho | 1 de abril de 2016, 19:10
  14. Verdade. Mais um pinto pequeno. A GAECO ainda desconhece o instituto da delação premiada. Prende um e pega uma cambada de assaltantes dos cofres públicos. Juiz Moro e MPF precisam vir dar um curso de especializacão para prender politicos e empresarios no Pará. Não vai ficar um solto, seja de qual partido for. O problema que parece que o MP e o Judiciario tem rabo preso também

    Curtir

    Publicado por Marco Baptista | 1 de abril de 2016, 19:45
    • Precisamos de uma base técnica e científica para combater melhor a corrupção em todo país, especialmente no âmbito da jurisdição da justiça estadual, ainda à margem e abaixo da justiça federal. O mesmo se aplica ao Ministério Público dos Estados. Para que isso ocorra, é preciso que as sociedades locais pressionem as instituições, cobrando procedimentos e resultados.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 2 de abril de 2016, 10:24
  15. Prof. Lúcio, mesmo nos bastidores acredito que acompanhe o cenário de articulações que acontece diuturnamente na tentativa de manter o estado atual das coisas, isto é, a tentativa febril do atual governo em sabotar o rito do impeachment. Abrirão as portas do submundo e o “Senhor do Caos” brinda com seus regentes físicos! Espero que esteja com Saúde, e retorne em breve!

    Curtir

    Publicado por Thirson Rodrigues de Medina | 1 de abril de 2016, 22:28

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: