//
Arquivos

Arquivo para

A Amazônia no espaço virtual

José de Alencar enviou sua importante contribuição para o debate sobre a criação de um Observatório Amazônico, tema de postagem neste espaço. Ele acha que não seria necessário dispor de espaço físico para instalá-lo. Bastaria o espaço virtual. Defendo um local físico para permitir o contato pessoal, inclusive dos alunos, com um grupo multidisciplinar dentro … Continuar lendo

O foragido

O radialista Nonato Pereira foi o único integrante da quadrilha montada para roubar dinheiro do fundo educacional que financia a educação básica no Brasil, o Fundeb, a conseguir escapar da operação realizada pela Polícia Federal em Belém, por ordem judicial. As outras cinco pessoas visadas pela PF foram presas. Nonato permanece foragido pelo terceiro dia. … Continuar lendo

Os Couceiros do Paissandu

Não conheço uma família tão profundamente ligada a um clube de futebol quanto aos Couceiros ao Paissandu. O líder futebolístico do clã, o engenheiro Antonio Diogo, recebeu o melhor dos presentes que podia desejar para comemorar o seu aniversário, ontem: inaugurou o hotel do Paissandu, que, por todos os títulos de justiça, leva o seu … Continuar lendo

O mundo pra quê?

De tempos em tempos renovo uma sugestão que apresentei originalmente muitos anos atrás: a criação de um Observatório da Amazônia no âmbito da maior instituição de ensino superior da região, a Universidade Federal do Pará. Uma equipe multidisciplinar, instalada em espaço adequado, confortável e acessível, manteria plantão 24 horas para atender consultas do público relativas … Continuar lendo

O nó se fecha

Os dois jornais diários de Belém, que mantiveram durante muito tempo o formato standard, agora estão entre os mais estreitos do mundo. Tanto o Diário do Pará quanto O Liberal reduziram o tamanho das suas páginas, o jornal dos Barbalhos mais acentuadamente do que o dos Maioranas. O objetivo é óbvio: economizar papel e reduzir … Continuar lendo

Nossa hidrelétrica em Marte

A segunda turbina da hidrelétrica de Belo Monte entrará em funcionamento na segunda quinzena do próximo mês, dois meses depois da máquina inaugural. Quando a nova máquina estiver conectada à rede nacional, a usina atingirá 10% da sua capacidade nominal, gerando pouco mais de 1,2 dos 11,4 mil megawatts de potência, que equivalem a 15% … Continuar lendo

Uma arma chamada microfone

A voz era bem parecida, mas não era a do dono do programa matutino de Nonato Pereira. Ele não compareceu hoje à rádio Mix FM, mas deve ter tido algum tipo de participação no recrutamento do seu substituto. Como não se apresentou espontaneamente à polícia, que o procura desde ontem para cumprir um mandado de … Continuar lendo

Inglês de bandido

Imagine-se chegando a Nova York para uma temporada de compras. Alguém lhe oferece um kit para o aprendizado de inglês, com três livros didáticos e três DVDs por 500 dólares. Você compraria? Ainda mais depois de ver a péssima qualidade do material didático, empacotado sem qualquer preocupação com seu valor pedagógico, só se fosse trouxa. … Continuar lendo

Máfia de US$ 400 bilhões

Cento e oitenta brasileiros (menos de 0,00000o1% da população nacional) retiraram ilegalmente do país 400 bilhões de dólares, o equivalente a 25% do PIB do Brasil, que patina há mais de três anos na busca por seis trilhões de reais. Esse valor, equivalente a 1,5 trilhão de reais, não é resultado de algum cálculo aleatório … Continuar lendo

A cultura incestuosa

O economista Antonio Delfim Netto é um dos mais representativos personagens da ditadura. Contribuiu decisivamente para fazê-la vicejar e durar, tirando vantagem pessoal da sua participação, sobretudo em dois momentos: durante o “milagre econômico” na transição dos anos 1960 para os 70, em glória, e no final do ciclo, sob o general Figueiredo, com opróbrio, … Continuar lendo