//
você está lendo...
Cidades, Política

O voto do povo

Zenaldo Coutinho venceu em oito das 11 zonas eleitorais de Belém, restando a Edmilson ganhar em três delas. O tucano ficou à frente em 36 bairros e o psolista em 10 bairros, excluindo-se as ilhas, onde a votação foi dividida, com a vantagem do prefeito, que ganhou na maior delas, o Mosqueiro.

A distribuição das zonas por todo espaço da cidade impede uma estratificação simplória sobre a manifestação eleitoral do povo. Se Zenaldo abriu maior vantagem nos bairros que abrigam as classes A e B, ganhando em todas elas, Edmilson não foi um jejuno nessas áreas.

Seu maior reduto pode ser identificado pelos bairros litorâneos, que limitam com o rio Guamá, incluindo o mais populoso deles, o próprio Guamá, de tradição tanto oposicionista quanto de exclusão. Mas não chega a caracterizar uma polarização entre os que têm e os que não têm, frase famosa do historiador alemão Heinrich Handelman para definir a Cabanagem (aliás, alvo de versão carnavalizado de Edmilson quando na prefeitura de Belém). Terra Firme e Canudos, por exemplo, deram a vitória a Zenaldo.

Uma análise rigorosa do que aconteceu ontem esbarrará num fator de distorção: o emprego da máquina pública para mudar a péssima imagem que o prefeito tucano tinha na periferia. Para evitar o viés, seria preciso levantar os gastos eleitoreiros, aqueles feitos na fase final da campanha.

Tudo indica que foram amplos o suficiente para deixar o caixa municipal vazio para o reinício da gestão. Zenaldo vendeu o almoço para comprar o jantar. Essa manobra rendeu-lhe bons frutos de imediato, mas cobrará a conta durante o exercício do novo mandato, se confirmado pela justiça eleitoral. A fatura poderá ser apresentada daqui a dois anos aos novos candidatos do PSDB.

Discussão

19 comentários sobre “O voto do povo

  1. Com certeza Belém irá pagar cada centavo que foi gasto nesta campanha. Salvo se a expectativa de cassação se tornar realidade.

    Curtir

    Publicado por Fabiano | 31 de outubro de 2016, 13:51
  2. Será mesmo que foi gasto essa exorbitância ao qual o colunista fala. Eu particularmente não vi de ambos os lados essa gastança assim como você está se referindo. Esta certo que não moro na periferia, mas ando bastante por Belém e não vi esse “arrobou” de dinheiro gasto em campanha. Eu até achei muito “fria” e muito calma toda esse eleição para prefeito. Foi minha impressão.

    Curtir

    Publicado por marcusbrabo | 31 de outubro de 2016, 16:02
  3. Senhores o Marqueteiro do Zenaldo Oly bezzerra e bom pacas, tem que tira o chapéu para os paraenses!
    Orelhadas da campanha do Ednada:
    1° Vice Pombo cheio de processo muito fraquinho para ser vice sem nome, teriam outras opções melhores,
    2° Não se brinca com religião ,
    3° Achou que estava ganho,
    4° Falar de aposentadoria quem tem telhado de vidro …….
    5° Militância muito fraquinha , não significa que faltou dinheiro porque rolou muita grana ,
    6° Professor que falta muito nas aulas os alunos não perdoam,
    7° quantos votos em branco ou nulos foram de alunos que estão no ultimo ano da ufpa, IFPA e UFRA querendo receber o caneco e vem a tal da greve dica de quem não gosta de ouvir não prejudiquem esses alunos pela tal da luta, luda de quem? de quem quer o sindicato? são 3,5 bilhões que vão entrar nos sindicatos este ano , será que algum sindicato passa por uma simples auditoria rsrsrssr se passar sou capaz de doar todo meu dinheiro de 1 ano de trabalho, pago pra ver,
    8° Aceitar o manesqui e os barbalhos
    9° campanha parecida com o zenaldo cheia de musiquinha
    10° quem foi o imbecil que quis comparar 8 anos com 4 e doido, não seria melhor comparar 4 anos com 4 do primeiro mandato e depois 4 anos com 4 no segundo mandato
    11° eleições apertada como essa e tinha militante do psol dormindo, “camarão que dorme a maré leva”
    12° Perdendo no tapetão vai ficar pior ainda o que vai acontecer

    enfim olhem meus comentários Pablo xavier onde disse que o zenaldo ganharia entre 20.000 e 40.000 votos, analisando somente o perfil do eleitorado,

    Curtir

    Publicado por Pablo Xavier | 31 de outubro de 2016, 17:39
  4. Lúcio Flávio faça uma reportagem sobre de onde veio o dinheiro de campanha do EDMENTIRA, nunca vi isso em Belém, de onde apareceu tanto recurso pra bancar trio elétrico, carros som e muito material de campanha, fiquei confuso agora de onde veio tanto 💵💵💵💵💵💵💵💵💵💵💵💵💵💵💵💵💵💵💵

    Curtir

    Publicado por Leonardo Andrade | 31 de outubro de 2016, 20:30
    • Uma boa instigação para apurar.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 31 de outubro de 2016, 21:17
      • O PSOL é também um partido rico, pois tem acesso ao fundo partidário e a doações de milhares de simpatizantes no Brasil. Como o partido estava disputando a prefeitura em duas cidades importantes somente, faz sentido para o partido ter investido na campanha do Ed.

        Curtir

        Publicado por José Silva | 1 de novembro de 2016, 08:27
    • Seu candidato quase faliu a cidade para se reeleger e você preocupado com o dinheiro do Edmilson?

      Curtir

      Publicado por Jonathan | 1 de novembro de 2016, 19:29
      • Tem que investigar o dinheiro do Zenaldo, isso sim. Afinal, era ele que tinha a máquina pública ao seu dispor. Quanto dinheiro foi gasto com inúmeros carros sons por todos os cantos da cidade- especialmente nas vésperas das eleições-, gente com bandeiras até tarde da noite e cheques moradias? Como explicar o fato de que as lojas de materiais de construção cobram muito mais caro para quem apresenta cheque moradia? Isso sim tem que ser esclarecido. Cadê a transparência?

        Curtir

        Publicado por Jonathan | 1 de novembro de 2016, 19:41
    • De qual cidades estas falando? no Guamá, Canudos, Terra Firme a relação de carros e apoiadores de campanha era desfavorável ao ED, e numa proporção muito grande, a Cipriano Santos ( mesmo quase caindo dentro do Canal ) tava toda com Bandeira amarela, tem que ser muito otário pra achar que alguém das baixadas põe Bandeira Amarela em casa por “ideologia” de direita, resta saber como foi o pagamento para este ato “cívico”, claro que o ED teve grana do Jader, mas o nível financeiro estava muito desequilibrado ( como esteve no caso de ED x DUDU ), se botar os cabos eleitorais nos Bairros deveria dar uns 5 pra um em favor do Zenada

      Curtir

      Publicado por João Pablo UFPA | 1 de novembro de 2016, 19:39
      • Jáder é um muquirana. Duvido muito que tenha injetado dinheiro em Edmilson.Aliás, acredito que ele nem mesmo chegou a encontrá-lo. Essa “aliança” ficou muito mais no campo da ilação do que da concretude. Tudo por conta de Maneschi ter apoiado Edmilson.

        Curtir

        Publicado por Jonathan | 1 de novembro de 2016, 19:47
  5. Só uma correção, Edmilson ganhou na Terra Firme
    TERRA FIRME EDMILSON BRITO RODRIGUES 18229
    TERRA FIRME ZENALDO RODRIGUES COUTINHO JUNIOR 8169

    Curtir

    Publicado por Orlando Cardoso | 3 de novembro de 2016, 23:38

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: