//
você está lendo...
Imprensa

O assassinato do fato

Até hoje de manhã pensei que tinha ido ontem ao Hangar receber um prêmio concedido pela Federação das Indústrias do Pará a três jornalistas que deram sua contribuição à profissão e ao bem comum, eu entre eles (Vera Castro e Ary Souza). Qual o quê. Foi sonho, ilusão, miragem. Nenhuma referência a meu respeito tanto em O Liberal, já tradicional na exclusão do meu nome de qualquer notícia, quanto no recém-chegado à nova inquisição, o Diário do Pará.

Cada jornal citou apenas os seus próprios profissionais, omitindo os do rival, igualmente premiados. É até natural que cada um destaque a gente da “casa”, mas pelo menos ambos deviam fazer alguma referência à existência de outros contemplados. Seria o respeito mínimo ao leitor, que gostaria de ser informado melhor sobre o acontecimento.

Talvez seja uma tática do “sem querer querendo”: para tirar a média do noticiário de cada um dos jornais das famílias Maiorana e Barbalho, o leitor tem que comprar os dois jornais (e ir além deles). A espinha dorsal da dupla de desafetos deixou de ser o respeito ao fato, regra essencial do jornalismo. Só o fato utilitário é registrado, quando não é deturpado ou manipulado conforme as conveniências e interesses da “casa”.

Não me importo de ser morto-vivo nos veículos do grupo Liberal e, agora, novamente (já houve precedente desse índex), da RBA, Toco na minha pele e percebo que ela continua viva. Consulto meu cérebro e constato que ainda funciona. Olho em torno e diviso a história se realizando. Logo, sobrevivo, apesar da sentença de morte em vida (pelo menos essa concessão ao existir)  dos monopolistas da informação no Pará.

A que me interessa mesmo é a do leitor, que pode manifestá-la livremente neste espaço, possibilidade interditada pelos dois jornalões. E, no entanto, o mundo continua a se mover.

Discussão

13 comentários sobre “O assassinato do fato

  1. O que me deixa triste, é perceber, que a “elite” da nossa terra, por uma fotinha, continua a se desinformar, com o medo de cair em desgraça nas mãos desses destruidores do nosso estado.

    Curtir

    Publicado por Tony | 25 de novembro de 2016, 14:03
  2. O sonho acabou. …JL
    NÃO EXISTE MAIS NA GRANDE MÍDIA JORNALISMO OU REPORTAGEM…..SÓ ECXISTE MATÉRIA DE INTERESSE, ESCRITA A MANEIRA DO PATRÃO. ….COM OMISSÕES, MANIPULAÇÕES E INSINUAÇÕES CABÍVEIS.

    Curtir

    Publicado por Sérgio Pina | 25 de novembro de 2016, 14:07
  3. Lúcio.
    Teu voar é das águias.
    Outros ciscam no chão.
    Paz&saúde

    Curtir

    Publicado por Valdemiro | 25 de novembro de 2016, 15:08
  4. Já foi o tempo em que a informação vinha somente desse tipo de meio de comunicação. A internet e suas redes sociais estão ai para contradizer esses veículos manipuladores de informação.

    Curtir

    Publicado por Marcus Brabo | 25 de novembro de 2016, 16:29
  5. Parabéns, Lúcio!! Prêmio mais que merecido! És orgulho de nós paraenses!!

    Curtir

    Publicado por Hamilton Bordalo Jr. | 25 de novembro de 2016, 21:20
  6. Quem fica ridicularizado são esses jornais. tu continuas merecendo nosso apreço, atenção e parabéns.

    Curtir

    Publicado por Dulce Rosa Rocque | 25 de novembro de 2016, 23:16
  7. Parabéns, Lúcio. Esse novo prêmio reafirma o que tantos outros já proclamam mundo afora, a importância do teu fazer Jornalismo. Sabemos que não existe o que suprima o fluxo de uma história de vida profissional como o que jorras, fonte indispensável sobre a história da Amazônia, e especificamente do Pará. Contam-se nos dedos os rios azuis, como o Tapajós da Santarém onde nasceste, Lúcio Flávio Pinto, e os jornalistas como tu.

    Curtir

    Publicado por avelinovdovale | 28 de novembro de 2016, 19:31

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: