//
você está lendo...
Imprensa, Política

Todos contra Zenaldo

O leitor tem nova motivação para encarar O Liberal e o Diário do Pará: verificar qual deles bate mais no prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho. Até recentemente, o jornal dos Maioranas era defensor e exaltador intransigente do alcaide tucano, enquanto o jornal do senador Jader Barbalho publicava matérias quase diárias contra a sua administração. Seu objetivo não era só minar a sua credibilidade: era também para abrir uma brecha na muralha que os tucanos levantaram na área metropolitana da capital.

Parecia, na segunda-feira, que os Maioranas tinham declarado trégua e esperavam a ação de intermediários para aumentar a verba de publicidade municipal para os veículos das Organizações Romulo Maiorana. Na véspera, os dois jornais da casa, incluindo o Amazônia, tinham trombeteado que sua “audiência” em todos os setores era de 75% no Estado. Logo, queriam pelo menos esse percentual da verba. Sem apontar a fonte desse número cabalístico.

Como não deve ter havido um retorno, de ontem para hoje, com intensidade crescente, O Liberal abriga matérias de crítica à prefeitura, até mais agressivas do que as do Diário. Para mostrar força, o jornal dos Maioranas abre uma página para informe publicitário não assumido sobre as maravilhas da sua circulação. Tudo parece risonho e franco, com resultados positivos, embora os jornaleiros estejam recebendo cota menor da edição de domingo do jornal, a que mais vende e também a de maior custo.

Se os ataques continuarem e Zenaldo não ceder, talvez aconteça de ele se tornar realmente o prefeito de Belém, caso – é claro – sobreviva à ameaça de cassação, que se apresentará amanhã à apreciação do Tribunal Regional Eleitoral – enfim!

UFA!

Por enquanto, os dois jornais parecem ter deixado de lado o governador tucano Simão Jatene. Ou é apenas acaso? Ou será por falta de quadros para dar conta de tantas tarefas?

Discussão

4 comentários sobre “Todos contra Zenaldo

  1. Quem diria. Zenaldo virou unanimidade! Pensei que ele fosse unanimidade antes da eleição, mas me enganei. Daqui a pouco ele começa a compartilhar os seus fundos. O problema é que os fundos são escassos. Talvez isso explique a briga entre as duas empresas de comunicação.

    Curtir

    Publicado por José Silva | 30 de novembro de 2016, 21:19
  2. O Rei da Quitanda está mais ávido do que de costume!!!

    Curtir

    Publicado por mvpsantos | 1 de dezembro de 2016, 08:04
  3. Na atual conjuntura, “quitanda” e “rei” são elogios.

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário de Melo e Silva | 2 de dezembro de 2016, 10:50

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: