//
você está lendo...
Grandes Projetos, Minério

S11D começou

Menos de 10 minutos atrás o ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, representando o presidente Michel Temer, e o presidente da Vale, Murilo Ferreira, secundado por algumas autoridades, acionaram o mecanismo que despejou 100 toneladas do melhor minério de ferro do planeta no primeiro vagão do comboio que transportará o produto, por quase mil quilômetros, até o porto de embarque em São Luiz do Maranhão. Assim, foi dado por inaugurado o projeto S11D, na serra sul de Carajás, o maior investimento privado realizado no Brasil atual.

Antes de chegar ao silo que o recebeu, a partir do acionamento do mecanismo de carregamento, o minério passou por toda a linha 1 de produção, saindo da mina, seguindo por correia transportadora (uma das maiores inovações tecnológicas da mineração mundial) até a usina, onde foi processado e então enviado para os vagões do trem. O S11D conta com dois silos de carregamento, o que permite o carregamento simultâneo de dois vagões . Quando estiver em operação serão carregados por dia, aproximadamente, 330 vagões, o que soma 33 mil toneladas de minério.

 

Discussão

5 comentários sobre “S11D começou

  1. Muito minério exportado a um preço muito baixo para cobrir o mais rápido possível o deficit da Vale. Enquanto isso, no entorno desta pujante obra o desmatamento está acelerado e a desigualdade social continua a aumentar como nunca.

    Curtir

    Publicado por José Silva | 17 de dezembro de 2016, 13:40
  2. Ao preço de 83 dólares a tonelada, este trem renderá então 9,6 milhões de reais, aproximadamente. Pelo regime tributário anterior à Lei Kandir, ao Pará caberia 1 milhão e 250 mil reais como ICMS, beneficiando todos os 144 municípios. Atualmente, a título de Contribuição Financeira pela Exploração Mineral, somente Canaã receberá aproximadamente 30 mil reais.

    Curtir

    Publicado por Pedro Pinto | 17 de dezembro de 2016, 21:02
    • Obrigado, Pedro. Apareça mais vezes por aqui. Aproveito para te pedir que calcules separadamente o ICMS (com a parte do Estado e dos municípios), a CFEM e a taxa estadual (as duas últimas distribuídas apenas pelos municípios beneficiários). E também aproveito para apresentá-lo aos que não o conhecem: Pero é um dos meus irmãos mais novos.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 18 de dezembro de 2016, 07:26
      • Espero que o Pedro seja Tuna também, rsrsrsrsrs, para não sofrer tal como o LFP. Trinta mil reais por trem é muito pouco. Uma esmola para os súditos. Quanto o governo federal devolve de forma indireta? Até onde eu sei o Para recebe mais recursos do governo federal do que arrecada, confere?

        Curtir

        Publicado por José Silva | 19 de dezembro de 2016, 09:29
  3. Da arrecadação do ICMS, 25% é divido entre os municípios, sendo Belém e Parauapebas os que recebem maior fatia. Esses dados estão disponíveis no site da SEFA. O restante, 75%, é gerido pelo Governo do Pará. Desde a vigência da Constituição de 1988, que proporcionou a expansão da base tributária do ICMS, a participação da Receita Própria no orçamento cresceu. Nos anos 1980 era de 20%. Nos anos 1990, oscilou entre 40 e 45%. Hoje é de 50%. Poderia ser maior esta participação não fosse a Lei Kandir. Podemos afirmar que ela “desatrelou” o desenvolvimento econômico do desenvolvimento social ao permitir que a Vale venda o minério (matéria prima e não produto) para outros países sem pagar imposto. Hoje, é o próprio texto da Constituição que lhe garante a imunidade. A verdadeira reforma tributária que precisamos é garantir que o Brasil e o Pará possam receber recursos da venda do minério que ainda resta. Ou então que venham gerar produtos aqui. Em 2002, a esperança era o Lula.

    Curtir

    Publicado por Pedro Pinto | 19 de dezembro de 2016, 20:12

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: