//
você está lendo...
Polícia, Política, Segurança pública, Violência

Éder Mauro (ainda) calado

Poucas horas depois de consumadas as 10 execuções promovidas por homens encapuzados, que depois se soube serem policiais militares, que vingavam o assassinato do cabo PM conhecido por Pet, no dia 5 de novembro de 2014, o deputado federal (e delegado licenciado da polícia civil) Éder Mauro divulgou através das redes sociais (WhatsApp, Twitter e Facebook), um vídeo de 29 segundos.

No vídeo, que ele próprio gravou, em Brasília, além de fazer comentários sobre os atos de violência, prometeu acompanhar a situação em Belém. Antes mesmo de viajar, no dia seguinte, mandou um recado “pra toda população que tem feito contato via whatsApp comigo”.

O recado: “Fiquem tranquilos, tomei conhecimento do que tá acontecendo na grande Belém, e quero mandar um recado pra bandidagem: amanhã de manhã estou em Belém e vou pra rua”.

Epispisódio ainda mais grave de matança, que chegou a 25 executados, aconteceu no dia 20, mas o deputado desta vez não se manifestou a respeito. A última postagem que fez no seu Face com certa relação com o que aconteceu em Belém de sexta-feira para sábado da semana passada, foi, no dia 7. Tratando do massacre na penitenciária de Manaus, lembrou:

“Um dos três criminosos mais poderosos do Brasil, líder da ‘Família do Norte’ (FDN) que comandou recente execução de presos ligados ao PCC no complexo prisional em Manaus, foi preso pela equipe comandada pelo Delegado Éder Mauro, em 2009.

José Roberto Fernandes Barbosa, ‘Zé Roberto da Compensa’, líder da terceira maior facção criminosa do País, foi detido naquele ano após ser identificado como ‘patrão’ e sócio de Jocicley Braga de Moura, o ‘Dote’, ambos seriam responsáveis por 90% da venda de entorpecentes na Grande Belém.

‘Zé Roberto da Compensa’ era considerado pela Polícia como o chefe do tráfico de drogas no Nordeste do Brasil”.

O silêncio do deputado-delegado está pesando.

Discussão

8 comentários sobre “Éder Mauro (ainda) calado

  1. Possivelmente o número de assasinatos desta vez foi muito acima da média para ele tentar resolver.

    Curtir

    Publicado por Jose Silva | 24 de janeiro de 2017, 00:40
    • Eder Mauro está calado desde a derrota nas eleições. Na certa foi um duro golpe para ele, considerando que a sua expectativa era a de, no mínimo, chegar ao segundo turno.

      Curtir

      Publicado por Jonathan | 24 de janeiro de 2017, 13:40
      • Deve estar, portanto, sofrendo de melancolia e pensando em novas formas de se vingar do povo que não o escolheu. Creio que seja erro de estratégia, pois com a cassação do Zenaldo haverá uma nova eleição em breve.

        Curtir

        Publicado por José Silva | 25 de janeiro de 2017, 09:09
  2. No esgarçamento do tecido social podem aparecer as linhas mestras.

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 24 de janeiro de 2017, 10:21
  3. ele se manifestou à epoca com o interesse eleitoral… como fora derrotado nao ha o pq falar nada agora

    Curtir

    Publicado por marcos | 24 de janeiro de 2017, 11:07
  4. O ultimo JP fez um excelente histórico das facções da região, mas Éder Mauro também falou do Primeiro Comando do Norte. Você fará algum comentário sobre está facção ou algum comentário sobre a mesma? Ela merece destaque?

    Curtir

    Publicado por Fabrício | 24 de janeiro de 2017, 18:47

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: