//
você está lendo...
Imprensa

Quando a imprensa se amordaça

Pelo segundo dia consecutivo, a grande imprensa de Belém ignora a iniciativa do Ministério Público Federal contra a Big Ben, detentora da maior rede de farmácias do Pará. A empresa teve que modificar o procedimento que adotava ao induzir seus clientes a cederem seu troco para doação a uma instituição de caridade.

Não os avisava, porém, que metade da doação seria aplicada num único titulo de capitalização, sob o controle da própria Big Ben. Inadvertidos, os aplicadores compulsórios não sabiam que podiam concorrer ao sorteio de brindes em função da sua doação.

O assunto é do mais alto interesse público. Tanto que já ultrapassaram 15 mil os acessos à reprodução do meu artigo tratando do tema no meu Facebook, segundo informação do jornalista Miguel Oliveira, que administra o espaço.

É evidente que os dois jornais – dos Maioranas e dos Barbalhos – estão protegendo um anunciante contra o seu dever de bem informar os seus leitores. Por causa desse silêncio, estimulo os frequentadores deste blog a darem os seus depoimentos sobre essa fraude, que talvez possa ser enquadrada em crime de estelionato.

A recomendação do MPF vai impedir que a Big Ben continue a enganar os seus clientes. Mas não tem efeito retroativo nem leva aos procedimentos necessários, administrativos e judiciais, para ressarcir o prejuízo causado pela empresa.

Através da contribuição dos leitores que doaram seus trocos ao fazerem uma compra na farmácia, vamos tentar – em conjunto – apurar a duração dessa fraude, o seu alcance e a forma de promover a devolução dessa apropriação, se não na forma individual, pela dificuldade de identificar todos os enganados, ao menos na formação de um fundo social a ser administrado pelo próprio MPF ou uma instituição de interesse público, em benefício da coletividade.

Quanto à imprensa paraense, pagará caro por essa decisão de ficar ao lado do autor dessa exploração do povo.

Discussão

8 comentários sobre “Quando a imprensa se amordaça

  1. Eu nunca dou troco para essas “campanhas” de troco em loja.
    Além da sonegação de impostos que garante recursos para ampliar redes e instalações de lojas suntuosas (a tal Big Ben pensava, certamente, ser dona do universo com aquela loja da Augusto Montenegro, de arquitetura duvidosa que imita uma nave espacial), a manipulação das merrecas deixadas pelos clientes nos cofrinhos das associações, clubes de mães, centros de espíritas, centros sociais, centros de recuperação de drogados. tudo mentira. O mesmo modelo empresarial que um dia obrigou a SEFA fazer uma mega operação (pirotécnica, diga-se de passagem) num grande supermercado da Doca de Souza Franco, nos anos 90. Quem lembra?

    Curtir

    Publicado por NELIO PALHETA | 26 de janeiro de 2017, 09:05
  2. Lúcio, graças ao seu blog e ao JP podemos tomar conhecimento de maracutaias como essa, tendo em vista que por interesses comercias são omitidas das publicações da “grande imprensa” de Belém, deixando o público cada vez mais alienado das informações de seu interesse.

    Curtir

    Publicado por SABINO JUNIOR | 26 de janeiro de 2017, 10:26
  3. Procurem se informar antes de sair acusando e tomando decisoes e opiniões enganosas. Parte do troco ajuda sim a família de crianças em tratamento de cancer a se hospedar com tudo garantido, alimentação e dormitórios. Eu ja fui na casa de apoio e conheço o trabalho da Casa Ronald McDonald. Que quiser conhecer é só ir lá, é aberto ao publico. A outra parte do troco vai para sorteio sim e quem é sorteado é informado também. Conheço pessoas que com doação de 1,00 ja foram premiadas.

    Curtir

    Publicado por Patricia | 26 de janeiro de 2017, 12:53

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: