//
você está lendo...
Imprensa, Política

Náufragos abraçados

O governo do Estado pagou uma página na edição de hoje de O Liberal e Amazônia para anunciar que o Parque do Utinga “vem aí”, como “o espaço mais verde de Belém”, todo do cidadão. Informa que as obras “avançam para deixar este paraíso ainda mais bonito e gostoso para caminhadas, passeios de bike e trilhas”.

Quanto as obras já avançaram, quanto nelas foi gasto e quando o parque será inaugurado – nada disso a peça de publicidade diz. Aliás, ela não foi criada para informar o contribuinte e a população em geral. O parque do Utinga foi apenas mais um pretexto para o governador Simão Jatene transferir dinheiro do tesouro estadual para os combalidos cofres da família Maiorana, que coloca seus dois jornais a serviço do governador – quando há reciprocidade sonante, é claro. Serviço cada vez mais necessário para Jatene, diante da sua queda meteórica de credibilidade, prestígio e liderança.

Com a generosidade própria dos que a praticam com o dinheiro alheio, o governador do PSDB não se dá conta de que está investindo no vazio. O grupo Liberal afunda ao mesmo tempo. Não se sabe qual dos dois com maior velocidade. Só o tempo dirá.

Discussão

8 comentários sobre “Náufragos abraçados

  1. A obra pode até ser boa, dado que a cidade carece de espaços decentes para lazer. Entretanto, o processo precisa ser transparente, tanto do ponto de vista financeiro como do ponto de vista ambiental. Transparência é tudo. O Liberal deveria aprofundar a questão e ajudar a sociedade a compreender melhor a obra. Entretanto, isso é pedir muito para um jornal em declínio, não é?

    Curtir

    Publicado por José Silva | 29 de janeiro de 2017, 23:29
  2. Só discordo quando falas que os cofres dos Maiorana estão combalidos. Esse povo é muito rico, milionário.

    Curtir

    Publicado por Hiran Martins | 30 de janeiro de 2017, 00:47
    • É verdade. Mas só em relação ao principal executivo, Romulo Maiorana Jr, que criou negocios particulares, só dele. Os demais irmãos dependem apenas das empresas de comunicação, sobretudo dos jornais, que estão em situação difícil. A TV está sob o controle da Gobo.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 30 de janeiro de 2017, 06:21
  3. Poxa, nem pra quebrar logo esse veneno do Pará.

    Curtir

    Publicado por Paul Nan Bond | 30 de janeiro de 2017, 16:53
  4. Essa interferência da Globo é até quando? O que motivou? Existe a possibilidade da Liberal deixar de ser afiliada?

    Curtir

    Publicado por Hiran Martins | 30 de janeiro de 2017, 20:14
    • Se a lei lhe permitisse, a Globo – acho eu – já teria comprado a televisão dos Maioranas. Mas a rede dos Marinhos já tem o número legal máximo de emissoras próprias. Não podendo comprar, fez uma intervenção branca. É quem manda agora na Liberal, da redação ao financeiro. Nesse esquema, vai manter a afiliação. Até quando? É a questão.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 30 de janeiro de 2017, 21:01

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: