//
você está lendo...
Política

Em campanha

Todos os três senadores e 17 deputados federais que formam a bancada federal paraense assinaram uma emenda parlamentar no valor de 42 milhões de reais. Ela apenas propõe ao executivo a realização do investimento. Helder Barbalho assumiu a emenda e conseguiu, na condição de ministro da Integração Nacional, efetivá-la.

Na sexta-feira, 10, ele comandou a solenidade de assinatura de ordens de fornecimento de 86 caminhões compactadores de lixo, 40 caminhões caçamba e 14 lanchas. Essa frota será entregue às prefeituras de 96 municípios, beneficiando 4,7 milhões de pessoas, representando quase 70% dos municípios e mais de 50% da população do Estado.

“É a primeira vez na história que uma emenda da bancada paraense permite a distribuição deste tipo de maquinário”, propagandeou press release do ministério da Integração Nacional. Seria a reafirmação “do nosso compromisso de apoiar municípios com ações que assegurem mais qualidade de vida à população. Essas máquinas trarão melhorias nas áreas de limpeza urbana, saneamento, meio ambiente e infraestrutura”.

Helder se declarou “feliz por ter conseguido unir a bancada federal do Pará num projeto desta magnitude. A união de esforços permitiu maximizar as compras de maquinários e os benefícios às populações dessas cidades”, disse o ministro, na sessão, realizada na sede da Sudam, em Belém, ao lado do pai, o senador Jader Barbalho, e da mãe, a deputada federal Elcione Barbalho, todos do PMDB.

Helder ressaltou que coube aos deputados federais e senadores a responsabilidade de definir os municípios contemplados e a distribuição do maquinário. Logo, não seria uma iniciativa exclusiva do PMDB nem uma mera ação política do candidato ao governo do Estado.

“As emendas de bancada visam atender às necessidades mais urgentes de cada Estado, tendo como objetivo a execução de obras e serviços de caráter estruturantes. No Pará, os recursos para a compra do maquinário são de emendas parlamentares relativas ao ano de 2016, atribuídas ao orçamento do Ministério da Integração Nacional”, acrescenta a nota do ministro.

A presença de pelo menos um político do PSDB, o deputado federal Nilson Pinto (a lista completa não foi divulgada), seria a confirmação do caráter suprapartidário do ato. Mas também certo reconhecimento dos trunfos do filho do senador Jader Barbalho para a eleição de 2018.

Ele teria cartas suficientes para atrair personagens de outros partidos, se sua condição de ministro se mantiver até o início da temporada de caça ao voto. Por enquanto, diante das incertezas da conjuntura, é apenas um lance mais audacioso, sem deixar de ter efemeridade.

Política à parte, é preciso acompanhar a execução das ordens de serviço para checar se no seu cumprimento não há algum elo de financiamento de campanha.

A primeira ordem de fornecimento de maquinário se destina à empresa Iveco Latin América, que poderá iniciar a produção de 86 caminhões coletores de lixo. A segunda, com a TCN Comércio e Construção Naval do Brasil, é para a produção e entrega de 14 lanchas. A terceira ordem é para a Mônaco Diesel, destinada à compra de 40 caminhões caçamba. As empresas terão até 120 dias para fornecer as máquinas. A data de entrega ainda não foi definida. Três cidades funcionarão como polos centrais para distribuição: Belém, Marabá e Santarém.

De olho no acompanhamento.

Discussão

3 comentários sobre “Em campanha

  1. Bem, pelo menos a bancada se juntou para fazer alguma coisa decente. O Helder deve ter facilitado o processo, com certeza. O que mais me espanta é ver todo esse alvoroço por 42 milhões para comprar veículos que todos os municípios deveriam ter a décadas. Pensamos muito pequeno mesmo…

    Curtir

    Publicado por José Silva | 12 de fevereiro de 2017, 18:21
  2. Campanha este cidadão esta desde que foi presidende da FAMEP, pois o mesmo andou pelo inerior do para como nunca em campanha,
    Senhores e senhoritas , assim que as delações forem abertas ao publico eu diria tchau tchau amor uma saudosa musica, não terá nada para a família barbalho: Pai, Mãe e Filho, essa bomba vai estoura logo logo , grande parte do dinheiro de campanha do PMDB ,PSDB , PT , PSD tem um pouco ou muito dinheiro dessas empreiteiras, se eu estiver errado me processem rsrsrsrs,
    se conselho fosse bom se vendia, não esta na hora de vir ao governo do estado, tem emissora no nome dele, o partido esta envolvido em um monte de escândalos que estar por vir tudo isto ira espocar no segundo semestre de 2017 muita água ira passar, o cara tem 80% de rejeição na grande Belém fica difícil se eleger , passar pro segundo turno passa o problema e levar o 2° turno ,

    Curtir

    Publicado por p | 13 de fevereiro de 2017, 17:00
  3. Máquina pública é máquina pública….

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 13 de fevereiro de 2017, 18:31

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: