//
você está lendo...
Polícia, Política, Segurança pública

A segurança pública

O governador não fez, o seu vice também não, o secretário de segurança igualmente, o delegado geral idem. Então o promotor militar Armando Brasil fez o que era elementar e sensato: chamou as esposas dos policiais militares que acamparem em frente à sede do comando e fizeram outras manifestações de protesto para cobrar melhores condições de trabalho e mais dinheiro no fim do mês do soldo dos maridos: conversou com elas e fez um acordo. Elas encerraram o movimento e o promotor prometeu proteger os PMs de represálias, que podem caber na letra fria da lei, mas também podem ser atenuadas pelo caráter pacífico do protesto.

Agora elas já sabem que o caminho de uma decisão não passa pelas instâncias que seriam as competentes para tratar do sério problema. Mas elas não são competentes. E ninguém mais tem o direito de duvidar. Nem essas autoridades.

Discussão

8 comentários sobre “A segurança pública

  1. Espero que não somente elas tenham chegado a essa conclusão.

    Curtir

    Publicado por José Silva | 18 de fevereiro de 2017, 23:58
  2. Mas Lucio, a bem da verdade, houve sim uma reunião das mulheres com o governo, logo no inicio do movimento, diferente do que você afirma. Foi até noticiado, com direito a fotografia . E nessa reunião participaram pelo governo, o vice, que estava no exercício , o secretário de segurança , o comandante da PM, o delegado geral e o chefe da casa civil. Não chegaram a um acordo, que só foi possível agora com o promotor , quando as mulheres já estavam só cumprindo tabela, já que o desgaste e cançasso falavam mais alto.

    Curtir

    Publicado por Pedro Paulo | 19 de fevereiro de 2017, 08:48
    • Não disse que não houve reunião. Houve uma e mais nenhuma. Prometeram retomar o contato com uma proposta e não apresentaram nenhuma. Só o promotor militar Armando Brasil. O movimento já estava em refluxo porque não dava para manter as mulheres acampadas por mais tempo. Mas o acordo só se tornou possível porque alguém tomou a iniciativa de propô-lo. Armando assumiu uma responsabilidade que vai precisar cumprir. Do contrário, o próximo passo poderá ser mais forte.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 19 de fevereiro de 2017, 09:03
    • “cançasso”?
      Me doeram os olhos!!!

      Curtir

      Publicado por Carlos André | 20 de fevereiro de 2017, 09:35
  3. Ditadura da corrupção?

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 19 de fevereiro de 2017, 11:18
  4. Enquanto isso PMs amotinados metralharam a casa do governador do Espírito Santo. A corporação está se revelando…será?

    Curtir

    Publicado por José Silva | 19 de fevereiro de 2017, 23:56

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: