//
você está lendo...
Imprensa, Política

Jornalismo e política

O Diário do Pará padece das limitações às quais sempre está sujeito um jornal de propriedade de um político. Os problemas se complicam ainda mais quando o político, dono do jornal, é polêmico como o senador Jader Barbalho, frequentemente acusado de se apropriar de recursos públicos. Ele é um dos políticos na mira dos investigadores da Operação Lava-Jato. Seu nome tem sido citado por vários dos personagens detidos.

O senador do PMDB nega peremptoriamente todas as acusações, agora com interjeições de irritação. Como as informações dos delatores se avolumam, observa-se que a Polícia Federal se acerca dele. A lentidão desse avanço e ela não ter até agora se dirigido diretamente a ele, é indicador de que não há ainda provas robustas para confirmar as acusações e autorizar uma investida sobre o ex-governador do Pará. Nada, porém, é seguro.

Por isso, o jornal tateia entre a obrigação de manter o seu leitor bem informado e a estratégia do dono nesse cão-e-gato em que se acha envolvido há meses. É uma situação extremamente delicada. Dela faz prova o noticiário do Diário do dia 15 sobre a ação, na véspera, da PF atrás de provas sobre o pagamento de propina a intermediário do favorecimento de empreiteiras na licitação da hidrelétrica de Belo Monte.

Foi omitida qualquer referência aos nomes dos políticos visados, como o ex-senador Luiz Otávio Campos, estreitamente vinculado ao grupo político de Jader, seu padrinho em Brasília. De modo contrário, o jornal foi fartíssimo ao noticiar a recente prisão do filho do governador Simão Jatene, do PSDB, seu principal adversário político (até que se prove a falsidade das aparências),

Para ajudar o leitor a ler nas entrelinhas das matérias do jornal, reproduz-se a matéria, publicada com a maior das discrições, em espaço de pouca visibilidade.

NOTÍCIA DO DIÁRIO

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (16) a Operação Leviatã, que tem como objetivo o cumprimento de seis mandados de busca e apreensão expedidos pelo Ministro Edson Fachin do Supremo Tribunal Federal (STF), referentes à Inquérito instaurado a partir de provas obtidas na Operação Lava Jato.

Os mandados são cumpridos nas casas e escritórios de trabalho dos investigados, localizados em Belém, além do Rio de Janeiro (RJ) e Brasília (DF).

A ação apura pagamento de propina a dois partidos políticos, no percentual de 1% sobre as obras civis da Hidrelétrica de Belo Monte, por parte das empresas integrantes do consórcio construtor.

Entre os alvos da operação estão os principais envolvidos no esquema de repasse de valores aos agentes políticos, que seriam o filho de um Senador da Republica e um ex-Senador ligado ao mesmo grupo político. As identidades não foram divulgadas pela PF.

Os investigados, na medida de suas participações, poderão responder pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

A operação foi batiazada em homenagem à obra “O LEVIATÔ, do filósofo político Thomas Hobbes, na qual ele afirma que o “homem é o lobo do homem”, comparando o Estado a um ser humano artificial criado para sua própria defesa e proteção, pois se continuasse vivendo em Estado de Natureza, guiado apenas por seus instintos, não alcançaria a paz social.

(Com informações da Polícia Federal)

Discussão

2 comentários sobre “Jornalismo e política

  1. Bem, pelo menos publicou. A omissão seria um caso sério. A públicacao, mesmo sem detalhes, mostra que há um pouquinho ainda de jornalismo residindo no jornal. Eu sempre volto a minha velha questão: quem, em sã consciência, presta atenção no que sai no Diário?

    Curtir

    Publicado por José Silva | 18 de fevereiro de 2017, 23:51

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: