//
você está lendo...
Cultura, Imprensa

Meio século de Edgar Augusto

Edgar Augusto completará neste ano 50 anos de carreira, 45 deles à frente de um programa de rádio de rara longevidade, o Feira do Som. Iniciado em 1972 na rádio, se desdobrou numa coluna publicada três vezes por semana no jornal Diário do Pará (que registrou a data na boa reportagem de Dominik Giusti na edição de hoje). Com uma marca ainda mais rara: sempre praticando o jornalismo musical, com incursões – felizmente, cada vez mais constantes – pela historiografia.

A família Proença é toda de gente talentosa, que tem como eixo o jornalismo a partir do avô de Edgar, que lhe herdou o nome, um cronista mundano que foi diretor do Teatro da Paz, quando o conheci e com ele partilhei seu camarote, para o qual fui gentilmente convidado.

Também conheci e tive alguma relação com o pai de Edgar, o Edyr Proença (que se estendeu ao Edyr Proença filho, escritor de fecunda bibliografia, agora com presença internacional). Edyr foi um dos melhores locutores esportivos do Pará, numa época em que o gênero era abrilhantado por muitas espécies de qualidade, de uma geração que ainda sobrevive – em meio a uma mediocridade tal que sequer os nomes dos jogadores são conhecidos pelos narradores – na figura de Ivo Amaral.

Edgar Augusto não só faz o jornalismo musical: ele é também um personagem da cidade, um tipo bem belenense, para o qual puxo os parabéns neste espaço.

Discussão

7 comentários sobre “Meio século de Edgar Augusto

  1. Edgar, Parabéns! Que as duas Feiras do Som tenham longa vida…

    Sugiro ao Edgar escrever as memórias desses 50 anos. Isso vai ajudar muita gente de hoje entender a evolução do cenário musical da cidade, entre outras coisas, na época que bandalheira era apenas um bloco de carnaval da cidade e não atividade profissional (e bem remunerada) de um bocado de gente.

    Curtir

    Publicado por Jose Silva | 2 de março de 2017, 14:23
  2. Amigo Lucio.
    Muito obrigado pelas suas palavras a respeito de meus 50 anos de carreira e 45 da Feira do Som. Fiquei muito feliz. Quanto ao livro , já tenho um segundo pronto. Traz crônicas que venho escrevendo às quintas feiras no Diário, todas se referindo a Belém. As ilustrações serão de Biratan Porto. O nome : Leque de Estrelas, uma homenagem a minha tia Adalcinda e a meu pai Edyr. Porque vejo Belém como a estrela maior do trabalho. E seus personagens compondo um imenso leque. Grande abraço.
    Edgar Augusto

    Curtir

    Publicado por Edgar Augusto | 3 de março de 2017, 11:29
  3. Li o livro Feira da Noite, achei um livro rico de informações, e adorei. Com as diversas cronicas esparsas sobre os diversos assuntos, a historia de bares como o Maracaibo, os carnavais, aliados a muita música, os diferentes artistas que teve contato, um pouco da cultura musical da terra e dos que vieram gorjear por estas paragens, um pouco do que teve contato, assim como diversos outros assuntos.
    As cronicas do Edgar no Jornal Diário do Pará são as melhores, junto com as do Elias. Cronicas sobre a música, sobre infância e principalmente sobre uma Belém que se foi em tempo idos.
    Acho que o autor sabe muito sobre a historia do rádio em Belém, tema de muitos estudos por aqui. Projetos que poderiam ser lançados para falar mais ricamente de assuntos específicos e determinados. A quantidade de cronicas sobre a cidade também são muitas, dando um bom livro, assim as cronicas do Lúcio sobre seu contato com a cidade.
    E mais, Lúcio. Acho que o titulo do livro é de um trecho da famosa música Bom Dia Belém, da Adalcinda e do Edyr Proença, que não foi eleita a música de Belém nos seus 400 anos, mas ainda é uma grande música que canta a cidade. Saiu um boa música, mas ainda mais belo o poema, que se mais divulgado poderia ser apresentado como o nossa canção do exílio. Transcrevo os últimos versos com o trechos que representa o titulo do novo livro. “Sem círio de virgem, sem cheiro cheiroso/ Sem a chuva das duas que não pode faltar/ Murmuro saudades de noite abanando/ Teu leque de estrelas/ Belém do Pará!”

    Curtir

    Publicado por Fabrício | 5 de março de 2017, 20:26

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: