//
você está lendo...
Cidades

Belém sob água e lixo

A chuva está se formando sobre Belém. Se a meteorologia da TV Globo não falar mais uma vez, em previsões sucessivas, vai ter muita água caindo do céu. E muito lixo exposto à enxurrada. Ainda há algum lixo acondicionado em depósitos específicos e em sacos plásticos. Mas a maioria está solta e dispersa, depois de dois dias sem coleta, caminhando para fechar o terceiro.

Agora, mesmo os cegos já podem ver o quanto a capital do Pará é suja. E quanto nem se importa com isso. A culpa maior é da prefeitura, mas a fatia dos moradores nesse bolo podre é cada vez maior. Lixo é atirado sem dó nas ruas. Muito lixo.

O volume se dissipa um pouco pela coleta, que é eventual na periferia, mas costuma ser diária nos pontos considerados nobres da cidade, onde moram os colarinhos brancos. As pessoas agem irracionalmente como se a natureza pudesse ser a grande catadora de lixo.

Como ela é vítima, o que acontecerá se desabar uma enxurrada? Talvez como nunca antes (parafraseando Lula), as drenagens ficarão entupidas, as águas transbordarão e a cidade será alagada. Ao contrário das outras vezes, porém, o volume, por ser recorde, não se dissipará. Belém poderá submergir sob as águas e a sujeira. Enfim, uma composição paisagística coerente com o seu estado doentio.

Discussão

24 comentários sobre “Belém sob água e lixo

  1. Uma triste realidade do lixo em Belém é o acúmulo em certos locais graças ao “trabalho” de alguns carroceiros. Encontra -se facilmente estes acúmulos até na margem de vias como a avenida perimetral que ainda nem foi inaugurada. Prejudicam a infraestrutura, meio ambiente, o sistema de esgoto e o próprio tráfego das pessoas, tudo isso por troca de alguns reais.
    O que percebemos é que há mais carroceiros dispostos a “trabalhar” para sujar do que prefeito disposto a limpar. Por fim, sabe-se que está questão não é de hoje, o que precisamos é de uma política série de coleta de lixo, sendo assim, pensaram em uma boa estratégia para se antecipar aos acúmulos de lixo locais. Caso contrário ninguém pensa nesse governo, apenas faz lixo e mexe no lixo.

    Curtir

    Publicado por Rafael Santos | 3 de março de 2017, 22:14
    • Isso é verdade. Ninguém respeita mais o governo municipal falido. Incapaz de colocar um pouco de ordem na cidade, o segundo mandato já terminou. Daqui para frente a tendência é piorar.

      Curtir

      Publicado por José Silva | 4 de março de 2017, 00:47
      • Já faz meses que a coleta de lixo deixou de ser diária em algumas partes da cidade. Aqui, por exemplo, praticamente só 3 vezes na semana. Restam os carroceiros que são muitos mais consequências da inoperância da prefeitura.

        Curtir

        Publicado por Jonathan | 4 de março de 2017, 08:24
    • Já fiz e refiz uma sugestão para os carroceiros (ou burro sem rabo, na expressão popular): a prefeitura os cadastraria, faria (gratuitamente) o plaqueamento das suas carroças, sujeito a renovação bianual (também de graça), estabeleceria os horários (e as áreas específicas) em que eles poderiam trabalhar e os locais em que seriam obrigados a depositar o entulho (e só entulho, nunca lixo). A prefeitura faria a coleta diária nesses locais (talvez de dois a três por bairro). Desrespeito às normas, que seriam assinadas entre o representante municipal e o carroceiro para vigir como um contrato (que faz lei entre as partes), acarretaria o cancelamento da licença para trabalhar.
      O licenciado receberia talonário de recibos para anotar o nome, o endereço e o CPF do seu cliente, obrigando-se a depositar a cópia no órgão responsável pela fiscalização. Assim, haveria uma eventual responsabilização de ambos, carroceiro e cliente, no caso de transgressão na deposição do entulho. Talvez o que hoje é problema se tornasse uma solução. E não se extinguiria postos de trabalho.
      Nunca tive qualquer resposta da prefeitura – aliás, nem dos leitores.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 4 de março de 2017, 09:50
      • Isso só funcionaria se tivéssemos um prefeito. Zenaldo não é e nunca foi. Pode ser muitas coisas, menos prefeito.

        Curtir

        Publicado por Jonathan | 4 de março de 2017, 10:27
      • Minha primeira proposta foi apresentada anos atrás. Três prefeitos já passaram. Nem eles nem seus assessores se manifestaram a respeito. É uma ideia simeples, barata e de efeito imediato. O que você acha?

        Curtir

        Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 4 de março de 2017, 10:42
      • Mas o que se pode fazer? O povo gosta de ter um desgoverno. Do contrário, não teria sido eleito duas vezes.

        Curtir

        Publicado por Jonathan | 4 de março de 2017, 10:29
      • Todos os três últimos prefeitos foram eleitos duas vezes: Edmilson pelo PT, Duciomar pelo PTB e Zenaldo pelo PSDB. Ao meu ver, tudo ruim ou péssimo.

        Curtir

        Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 4 de março de 2017, 10:43
      • Para mim, é impossível jogar todos no mesmo saco de gatos como a maioria faz. Edmilson e Duciomar tiveram alguns méritos e vários defeitos. O mesmo não se pode dizer de Zenaldo que, até agora, não teve mérito nenhum. Disparadamente, o pior prefeito que já assumiu a PMB nos últimos 30 anos, no mínimo.

        Curtir

        Publicado por Jonathan | 4 de março de 2017, 15:15
      • Mestre, a versão que publicou ano passado aqui no blog foi a integral e idêntica à que enviou aos alcaides? Se não, conseguiria (re)publicar ou disponibilizar para download (em pdf, por exemplo). Grande abraço.

        Curtir

        Publicado por Marlyson | 6 de março de 2017, 05:19
      • Venho escrevendo bem antes de criar o blog. Não mandei para ninguém. Publiquei no jornal, meio de acesso ao destinatário final, que é o leitor. Infelizmente, os representantes e intermediários do povo não se interessaram.

        Curtir

        Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 6 de março de 2017, 08:19
  2. Como nos dias de hoje é politicamente incorreto cantarolar em público , ” Ah! essa mulata quando samba é luxo só”….podemos certamente gritar , para além de choramingar , sem ameaça de censuras a seguinte musiquinha :

    ” Ah! esta cidade quando chove é lixo só …
    e quando o poder oficial se omite , é lixo só ….
    porém , se os citadinos se rebelam , se agitam em revolução , é um bom sinal pra radical transformação ….”kkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

    Publicado por Marly Silva | 4 de março de 2017, 09:12
    • Está inscrita para o próximo carnaval, Marly. E todos os seguintes, se o prefeito de Belém continuar no mesmo molde.
      O politicamente correto poderá acabar (foneticamente, semanticamente, etimologicamente e o que “maismente” se encontrar) com essa maravilhosa instituição brasileira chamada mulata. Teriam linchado o maior admirador musical delas, o Lamartine Babo (caso ele não tivesse morrido antes), que as imortalizou no seu momento mais fulgurante, o carnaval, com sambas e marchas, como “o teu cabelo não nega” – que canto até hoje, devidamente enclausurado no banheiro, é claro.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 4 de março de 2017, 10:00
  3. E por falar de água e lixo, li hoje que Altamira ganhou o título de cidade mais violenta do mundo. Tudo relacionado, é claro, ao elefante branco que a Dilma mandou construir lá para lavar dinheiro para o PT e PMDB. Lucio, vale a pena uma análise da situação.

    Curtir

    Publicado por José Silva | 4 de março de 2017, 09:27
  4. O cidadão vive no meio do lixo em sua (dele) cidade e está preocupado com Altamira, com a Dilma e o PT…

    Quanto à violência, lembro que às vezes os títulos não são dados a quem o merece.

    Já vivi em várias cidades, mas a mais violentas delas, com muita folga, chama-se BELÉM DO PARÁ…

    Curtir

    Publicado por Antônio Silva | 4 de março de 2017, 10:04
    • Triste a situação de um cidadão quando ele se vê obrigado a reivindicar para o lugar em que mora um título desses. E há disputa pelo merecimento desse título. Pobre Pará de Marabala, Paragobala, Altabala, Ananinbala, Belembala.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 4 de março de 2017, 10:10
      • Pois é, e ainda há cidadão que não vê como todas essas coisas (violência lá e aqui, lixo lá e aqui, corrupção lá e aqui, etc) estão relacionadas.

        indicadores quantitativos existem para dizer quem é quem com base em fatos e não opiniões. Os dados mais recentes indicam que a obra da Dilma fez um estrago na qualidade de vida da então pacata Altamira e do Pará como um todo, pois para onde vocês acham que os problemas irão transbordar? Certamente não é Porto Alegre e nem mesmo São Bernardo do Campo.

        Curtir

        Publicado por José Silva | 4 de março de 2017, 14:56
      • Mas soa, no mínimo, curioso falar de algo que atinge o PT em um tópico sobre um assunto que atinge uma prefeitura do PSDB.

        Não estou dizendo que você é tucano. Apenas deu a impressão de que você “forçou a barra”, como dizem por aí.

        Curtir

        Publicado por Jonathan | 4 de março de 2017, 15:24
      • Só quis chamar atenção do Lúcio sobre um tema urgente e importante sobre o Pará. Eu poderia ter feito sob qualquer outro post. O que eu não sabia é que isso mexeria com os brios dos que continuam a defender as coisas erradas que a Dilma fez no Brasil, em geral, e para a Amazônia, em particular.

        Curtir

        Publicado por Jose Silva | 4 de março de 2017, 18:48
  5. O finado e nem sequer totalmente implantado (mesmo com oito anos pra isso) projeto de coleta seletiva do Edmilson foi o rascunho mais próximo que jamais tivemos de alguma civilidade no trato com o lixo de Belém?

    Curtir

    Publicado por Marlyson | 6 de março de 2017, 05:23
  6. Não teve mérito nenhum? E o que seria a cereja do bolo da corrupção?

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 7 de março de 2017, 09:57

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: