//
você está lendo...
Cultura

Poema de Paloma

Para celebrar o dia internacional da mulher com intensidade real e intimidade plena, partilho com meus leitores a poesia a seguir, de Paloma Franca Amorim.

Eu não vou lamentar quão ofensiva minha existência é para aqueles que querem que eu o faça, mas eu sinto muito pelos que se têm ofendido

diga ao teu deus que:

eu sinto muito se minha força te assusta

minha inteligência, meu coração

ou se porque as mulheres de minha família aprenderam desde cedo a nocautear muralhas

– mesmo na dor, mesmo na angústia, mesmo nos dias mais acinzentados e tristes –

tu te enlouqueças.

 

eu sinto muito se o meu útero, ou a ausência dele, te intoxica

eu sinto muito pela tua pequeneza em relação a minha pele

e a pele de minhas companheiras, minha irmã, minhas primas, minha tia Iracema,

mais claras, mais escuras, retintas

as brancas

as Rosas

eu sinto muito que do meu samba o teu pé não beba e que desejes uma vida pra ti onde a minha não importa

nem a de Maria.

sinto muito

por ti.

deste lado, cá, celebramos, sobreviventes, bradando pelo direito à terra que nos pertence

pela força impiedosa de nossas sementes

estamos juntas, unidas pelo filho que nos arrancaram

pelo filho que nos impuseram

pelo filho que não tem pai

resistimos às tragédias domésticas

ao punhal que chamas amor

e que não é amor

porque amor não tem nome

 

aqui há um beijo de sim na boca interdita

aqui a língua liberta

somos um só corpo

esse corpo estirado no asfalto

(vês esse corpo estirado no asfalto?)

(VÊS ESSE CORPO ESTIRADO NO ASFALTO?)

somos esse corpo estirado no asfalto

os dois:

o vivo

e o morto.

 

aqui há muitos braços

saias, danças, estilhaços

tempestades criadas desde a tenra infância

sem polidez nem elegância

sem teto

 

somos um só corpo

esse corpo estirado no asfalto

(vês esse corpo estirado no asfalto?)

(VÊS ESSE CORPO ESTIRADO NO ASFALTO?)

somos esse corpo estirado no asfalto

os dois:

o vivo

e o morto.

Discussão

4 comentários sobre “Poema de Paloma

  1. É um voo de Paloma sobre certas condições dos primatas humanos. Muito pai d’degua!!!!

    Curtido por 1 pessoa

    Publicado por Helio Franco de Macedo Jr | 8 de março de 2017, 14:15
  2. Diante da força das guerreiras, devemos reconhecer nossa tibieza e agradecer seus ensinamentos. Apenas as representantes universais da força feminina da humanidade, célebres ou anônimas, estampam à insignia do Amor que reconduz do caos a essência humana e com Amor cura as dores dos semelhantes.

    Curtido por 1 pessoa

    Publicado por Thirson Rodrigues de Medina | 8 de março de 2017, 14:35
  3. ÚTERO PAGÃO, AVANTE!

    Curtido por 1 pessoa

    Publicado por Luiz Mário | 8 de março de 2017, 15:38
  4. Obrigado Paloma por compartilhar. Parabéns para você e todas as leitoras.

    Curtir

    Publicado por José Silva | 9 de março de 2017, 08:49

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: