//
você está lendo...
Cidades

Lixão mata 24

Pelo menos 24 pessoas morreram e 28 ficaram feridas em um deslizamento de aterro sanitário na periferia da capital. O deslizamento começou no sábado. A enorme montanha de lixo deslizou, carregando 30 barracos de pessoas que viviam no lixão.

O número de vítimas ainda deve aumentar, porque o deslizamento atingiu uma área relativamente grande. A maioria das vítimas eram catadores que vasculhavam incansavelmente nas montanhas de lixo em busca de objetos com algum valor.

O acidente (ainda) não aconteceu em Marituba. Foi hoje de manhã, perto de Adis Abba, a capital da Etiópia. O aterro sanitário de Koshe existe há mais de 40 anos e é um dos maiores nos arredores da cidade, com 4 milhões de habitantes.

Mas pode servir de advertência para o lixão da região metropolitana de Belém, que só tem dois anos de existência, com um dos piores padrões do mundo.

E inspirar uma palavra de ordem:

Lixão: fora!

Discussão

14 comentários sobre “Lixão mata 24

  1. É isso . Fora lixões !
    Por um mundo sem lixões
    Por um mundo sem políticos-profissionais especialistas em produção de lixões .
    Por um mundo sem economia produtora de lixões !

    Curtir

    Publicado por Marly Silva | 12 de março de 2017, 20:40
  2. Morte ao bandidos políticos profissionais e a corrupta elite.

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 13 de março de 2017, 10:54
  3. Lixo é um problema mundial. Sem um consumo sustentável, esse problema só tende a aumentar. Falamos atualmente de Marituba, Belém, mais e as outras cidades do Pará, como está sendo tratado ou não o lixo nessas cidades? Acho que chegou o momento de assumirmos nossa responsabilidade. Primeiro cobrando trabalho sério a respeito desse assunto dos prefeitos, e caso eles não façam aquilo para que foram eleitos, cobrar dos órgão fiscalizadores que atuem, por exemplo o Ministério Público, afinal eles tem o poder para agir e são bem pagos para isso é por último, e acho que esse é o caso de Belém, afastar os governantes incompetentes.

    Curtir

    Publicado por Everaldo | 13 de março de 2017, 11:16
  4. Everaldo , e você acredita numa sociedade de ” consumo sustentável” sem lixões , na economia capitalista ?

    Curtir

    Publicado por Marly Silva | 13 de março de 2017, 11:24
  5. Bom, o Lúcio acredita no jornalismo

    Curtir

    Publicado por Everaldo | 13 de março de 2017, 15:19
  6. A questão do lixo é uma realidade que a cada dia fica mais evidente, e só percebemos isso quando o carro do lixo não passa para recolher o nosso. Mas vale a discussão de como resolver o problema de forma sustentável e definitiva, sou favorável a extinção do aterro em Marituba, mas temos que pensar onde o lixo será tratado se não for em Marituba onde será? Tenho acompanhado que até na câmara de vereadores de Belém o assunto entrou em pauta, o que temos que fazer é acompanhar e cobrar dos vereadores e prefeito pelo tratamento adequado do lixo em Belém para que não possamos passar por tragédias como a descrita no texto do Lúcio.

    PS. Lúcio acho que você esqueceu de uma letra no nome da capital da Etiópia.
    Adis Abeba.

    Curtir

    Publicado por Vinicios | 14 de março de 2017, 06:08
  7. Nossos vereadores.

    http://www.cmb.pa.gov.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id

    Temos que cobrar deles.

    Curtir

    Publicado por Everaldo | 14 de março de 2017, 07:10
  8. http://www.cmb.pa.gov.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=79&Itemid=14

    Clicando no nome do vereador aparecem informações como o número do telefone, por exemplo.

    Curtir

    Publicado por Everaldo | 14 de março de 2017, 09:58
  9. E importante começarmos a cobrar, quem tiver os e-enails deles e puder postar, seria interessante também.

    Curtir

    Publicado por Everaldo | 14 de março de 2017, 09:59
  10. Ou morrem os bandidos políticos profissionais ou morre o povo.

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 14 de março de 2017, 10:50
  11. Bom dia senhores, podemos sim fazer algo, basta reduzir o desperdício de lixo orgânico gerado por nos, aproximadamente 15% dos alimentos que compramos para nossas casas pasmem vão para o lixo,logo uma família que gasta em média R$ 500,00 com alimentação esta jogando fora R$ 75,00 fora, levantem seus bumbuns da cadeira e abram a geladeira la vai esta aquela meia banda de cebola aquele tomate amassado, aquela verdura queimada pelo frio da geladeira entre outras coisas, aquele iogurte que o filho de vocês enjoo , ou o resto do almoço que vocês não aproveitam ou o resto do lancha comprado na queles pontos tradicionais se pelo menos mil pessoas lerem deixaremos de jogar 10 toneladas de lixo orgânico no lixão de marituba ou em outro lugar.
    att Pablo Xavier

    Curtir

    Publicado por Pablo Xavier | 15 de março de 2017, 10:37
    • Pode-se ir além do lixo orgânico Pablo, quem não conhece o projeto Ecocelpa? Onde nos permite separar o lixo em casa (Plástico, papel, alumínio ferro etc) e trocar por descontos na fatura de energia, então mais que reclamar deveríamos sim levantar da cadeira e agir no sentido de segregar e encaminhar nossos resíduos para o descarte apropriado e ainda economizar com isso. Deixo uma sugestão de pauta para o Lúcio afim de se possa falar do projeto Ecocelpa e disseminar o debate,transformando palavras em ações efetivas. O nosso planeta agradece.

      Quem se interessar pelo projeto segue o link abaixo.
      http://www.celpa.com.br/conheca-a-celpa/responsabilidade-social/ecocelpa

      Curtir

      Publicado por vinicios | 15 de março de 2017, 16:02

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: