//
você está lendo...
Economia, Política

Segredo do JBS

No cardápio que ofereceu ao Ministério Público Federal para ter acolhida à sua delação premiada, o empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo JBS, teria se comprometido a revelar as fraudes no ICMS praticadas pela empresa, maior produtora de carne do mundo. “O esquema consiste no pagamento de propina a governadores que oferecem uma redução na alíquota do imposto. Rio e Mato Grosso seriam exemplos”, garantiu a Veja da semana passada.

Podia ter citado também o Pará.

 

Discussão

10 comentários sobre “Segredo do JBS

  1. Ditadura da Corrupção…

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 9 de abril de 2017, 10:04
  2. O procurador federal Pedro Taques, hoje governador do Mato Grosso pelo PSDB, envolvido com corrupção?

    Eu não acredito!

    Assim como não acredito que tenha desviado milhões de reais da educação desde 2014, conforme foi noticiado no ano passado (conferir no Google).

    São duas as razões para eu não acreditar que o Pedro Taques é corrupto.

    A primeira é que o cidadão é procurador federal; e sabe-se que as pessoas que são aprovadas em concurso para procurador federal passam a ser imaculadas, incorruptíveis!

    Associado a isso, o Pedro Taques é do PSDB, partido igualmente incorruptível!!!

    Portanto, o Pedro Taques assim como o governador Simão Jatene são inocentes e essas insinuações maldosas certamente foram plantadas por comunistas…

    Curtir

    Publicado por Antônio Silva | 9 de abril de 2017, 10:36
  3. Quanta leviandade, caro Antônio Silva. Afinal,…deixa pra lá!

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 9 de abril de 2017, 17:59
    • Luiz,

      O António está sendo apenas ironico, entendeu?

      Seria interessante ver se o Pará está nesse rolo também. Se estava saiu, pois pelas últimas notícias neste blog as relações entre a JBS e o governo não estavam muito boas.

      Em relação ao Mato Grosso, o agronegócio faz de gato e sapato com qualquer governo lá. Como sempre, os líderes deste setor querem apenas mais e mais benefícios, mas não querem seguir as regras mais básicas de civilidade, tal como cumprir a lei. Do nome do estado, o mato já desapareceu. Somente o grosso ficou.

      Curtir

      Publicado por José Silva | 10 de abril de 2017, 00:27
  4. Obrigado pelo esclarecimento, caro José.

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 10 de abril de 2017, 04:56
  5. Não sei o motivo do Globo Rural em todos os programas falar o preço da arrouba do boi no Pará se o estado não é formador de custo bovino/bubalino!

    Curtir

    Publicado por Mestre Chico Barão | 10 de abril de 2017, 10:42
  6. Desculpem o atraso. No Pará, o governo concedeu um crédito presumido reduzindo o ICMS para 1,8% sobre a carne, quando o normal seria 17%.

    Curtir

    Publicado por Pedro Pinto | 11 de abril de 2017, 16:20

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: