//
você está lendo...
Política

O Chávez do PT

No discurso de 50 minutos que pronunciou durante o 6º congresso nacional do PT, no dia 5, em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez demorada citação dos presidentes de esquerda na América Latina que foram seus contemporâneos no topo do poder. Declarou-se honrado pela companhia.

Sua citação mais aplaudida foi ao ex-presidente da Venezuela, Hugo Chávez, já falecido. O eco tonitruante à referência referendou a aprovação de Lula e do seu auditório à gestão de Chávez e à interpretação de que suas dificuldades resultaram não dele mesmo, mas de uma conspiração internacional, liderada pelos Estados Unidos, contra a revolução bolivariana do presidente cujos sucessivos mandatos só a morte interrompeu.

Se os correligionários de Lula acreditam na justeza de suas teses bolivarianas e dão destaque a Chávez, a mais comovente demonstração da incompetência do governo do coronel primariamente bonapartista está sendo apresentada em território brasileiro pela legião de venezuelanos que fogem do seu país e vão se acumulando nos Estados mais próximos da fronteira da Venezuela: Roraima e Amazonas.

A prefeitura de Manaus declarou hoje emergência social no município. Reconhece que já não tem condições de abrigar, manter e encaminhar a uma atividade de sobrevivência as centenas de cidadãos venezuelanos que chegam à mais populosa cidade da Amazônia. Quer a ajuda dos governos federal e estadual. A situação dos fugitivos se assemelha à de refugiados de guerra.

Eles não deixaram a terra natal por discordar do bolivarianismo ou por qualquer outro motivo político. Saíram porque a sobrevivência em seu próprio país se tornou impossível. Viver debaixo de coberturas de lona, em ambientes abertos, sem qualquer infraestrutura, lhes parece melhor do que na Venezuela, onde não têm comida ou emprego. Mas já não têm, sobretudo, esperança. O futuro venezuelano acabou para eles.

Os sectários do tosco discurso de Lula, cheio de inverdades e manipulações, embora de apelo carismático e de arguta apresentação, deverão continuar a aplaudir Chávez. Seus critérios ideológicos os tornam insensíveis, indiferentes e cegos para o drama humano dos venezuelanos em fuga. Pretendem fazer uma história cheia de jargões e lugares comuns, arrogantemente triunfalista. Mas com ralo ingrediente humano.

Discussão

22 comentários sobre “O Chávez do PT

  1. Lula é isso ai mesmo. Por ele teria se transformado em ditador eterno no Brasil a la Vargas. O azar dele é que, queira ou não, as instituições no Brasil funcionam um pouco melhor do que na Venezuela. O pior é que tem gente que acredita no que ele fala…

    Curtir

    Publicado por Jose Silva | 8 de maio de 2017, 21:55
  2. A “la Vargas”? Getúlio foi ditador civil por 7 anos, e depois, com eleição indireta, ficou no gov. até 1945, quando foi derrubado e voltou por eleição direta em 1950. Portanto, a semelhança com Lula pode ser nas realizações em proveito da sociedade.

    Curtir

    Publicado por Rodolfo Lisboa Cerveira | 8 de maio de 2017, 22:38
    • Eu disse que o Lula gostaria de ter sido ditador a la Vargas e não que foi um ditador. Sobre as realizações em prol da sociedade o Lula fez muito. Entretanto o muito dele foi direcionado para aqueles mais ricos, que controlavam empreiteiras e que sugavam o dinheiro público. A esmola pouca que ele deu para o povo em geral foi logo corroída pela recessão criada por sua fantoche. Em resumo: o saldo é negativo.

      Curtir

      Publicado por José Silva | 9 de maio de 2017, 08:08
  3. Uma legião de pessoas bem informadas mas cegas por uma ideia que não deu certo em lugar nenhum do mundo, pois exige o pensamento único, a falta de liberdade e supressão de direitos ante os de quem manda, o que fatalmente leva ao desastre após esgotar o que houver de reservas e de esperança. Assim foi na União Soviética e em todos os seus satélites, menos na China divergente dos russos e que manteve o governo absoluto e de força, sem liberdades políticas, mas participando do mercado de forma mais agressiva até que os competidores liberais em um mercado global.
    Os seguidores do “grande Amigo” não querem acordar com medo de reconhecerem que o sonho é um pesadelo da vida real. Preferem o sono ou cegueira.

    Curtir

    Publicado por JAB Viana | 9 de maio de 2017, 01:22
  4. Esse é o reflexo da política de mentalidade personalista que se produziu historicamente na América Latina. Se Chávez ainda conseguia dialogar com as elites Venezuelanas, Maduro fechou o cerco e estagnou as possibilidades de negociação. Há dois pólos nessa tragédia anunciada, o Estado e os coronéis da terra, não esqueçamos deles, afinal, se não fosse sua persistência na dominação dos modos de produção e das forças trabalhistas, o povo não aceitaria miséria dos governantes achando que isso é tudo.
    A mesma frustração de herói político ocorreu no Uruguai na transição de Pepe Mujica para Tabaré Vázquez que tem sido muito criticado pelas ruas.
    Do outro lado da moeda, queria ouvir teus comentários sobre a fala do FHC a propósito de Luciano Huck e João Dória. segundo o príncipe da sociologia, os dois representam “o novo” para 2018.
    Abraços,

    Paloma

    Curtir

    Publicado por Paloma Franca Amorim | 9 de maio de 2017, 08:41
    • Por algum mistério, não tão raro neste blog, minha resposta sumiu, Paloma.
      Vou de novo.
      Não boto fé no Dória. Mas ele é um fenômeno. De uma linhagem que começa a se multiplicar. De quebra-galho do PSDB para a eleição municipal em São Paulo, ele se tornou o mais forte aspirante à candidatura tucana à presidência da república no próximo ano. É uma onda, na qual FHC subiu para pegar jacaré.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 9 de maio de 2017, 10:23
      • Sim, é um fenômeno abastecido por muito investimento em propaganda, em São Paulo a população já começou a desconfiar do bom mocismo dele. Assim como o Luciano Huck (meu deus, como pode o Luciano Huck ser uma indicação do PSDB para as eleições de 2018?).

        Além disso, Lúcio, peço desculpas pelo livro não ter chegado ainda. Está na fase de envios ainda porque os correios entraram em greve na semana em que enviei, ao que parece estão negociando para voltar essa semana.

        Curtir

        Publicado por Paloma Franca Amorim | 9 de maio de 2017, 11:18
      • Não tem problema, Paloma. Estamos odos prejudicados pela paralisação dos correios.

        Curtir

        Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 9 de maio de 2017, 13:27
      • Se não paralisam, não são ouvidos enquanto trabalhadores. Enfim, a demora alimenta a expectativa, quando ele finalmente chegar espero que seja lido com alegria. Abraços

        Curtir

        Publicado por Paloma Franca Amorim | 9 de maio de 2017, 13:46
      • Já foi lido com surpresa, alegria e prazer nos originais. Quero ver como ficou na forma de livro.

        Curtido por 1 pessoa

        Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 9 de maio de 2017, 17:47
    • Paloma,

      Você tem razão soobre a Venezuela. Chavez e Maduro somente prosperaram porque os políticos de lá eram extremamente, mas extremamente corruptos. Entretanto, tanto lá como aqui, assim que a suposta “esquerda” assumiu o poder, as corrupções passaram a um nível nunca visto na história do país. A corrupção se tornou sistêmica, de tal forma que havia rodizio de dirigentes nas posições públicas para democratizar a roubalheira. Quando fui a Venezuela anos atrás, vi como a população estava desesperada e todas as instituições de pesquisa e ensino estavam praticamente destruidas. Agora a situação deve estar muito, mas muito pior.

      Sobre Dória, é um gestor que ainda não mostrou nada ainda. Eu esperava que essa idéia de gerentão e gerentona tinha sido sepultada com a experiência Dilma. Aoarentemente não. Sobre o Huck…nem é preciso comentar.

      O PSDB está perdido mesmo. Nem ideologia tem mais. O partido precisa se reinventar se quiser sobreviver. O PT, do outro lado, já está morto.

      Curtir

      Publicado por Jose Silva | 9 de maio de 2017, 11:57
      • José,

        Será que as corrupções cresceram ou foram escandalosamente evidenciadas? Percebo que na história sempre houve a “institucionalização da corrupção” que hoje atribuem ao PT. Não acho que esse partido não tenho entrado no jogo, mas como se vê pelo termo “jogo”, a tenda do circo já estava armada desde muito antes. Fico esperando a hora de ver partidos como o PSDB, PMDB, o DEM etc. serem também processados pela mídia para o grande público como responsáveis por essa situação na qual nos encontramos hoje.
        Como disseste, o PT representa uma “esquerda”, o residual do pó, não outra coisa… Mas a corrupção nesse país não foi inventada pelo Lula, é só fazer uma retrospectiva histórica. Olhemos os Santos do Pau Oco, olhemos a grilagem de terras, as pensões para as filhas de generais…
        Abraços.

        Curtir

        Publicado por Paloma Franca Amorim | 9 de maio de 2017, 12:26
      • Paloma,

        Corrupção sempre existiu no país. Sempre teve gente inovando para roubar dinheiro público no país desde que ficamos independentes de Portugal. Houveram sim iniciativas para controlar a roubalheira, mas toda vez que se fechava o cerco com novas regras e mais rigor na apuração, aparecia um gênio criativo para burlar as regras e roubar. Há corrupções de todos os tipos, desde grilagem de terra, passando pelas pensões e aposentadorias generosas, até chegar no trabalhador público que não trabalha. Para mim, tudo está no mesmo pacote. É a nossa tecnologia sofisticada de roubar.

        O PT e os seus aliados podem não ter inventado a corrupção, mas eles inovaram criando um sistema de grande escala para pagar as suas ambiciosas campanhas políticas. Mas ainda, o projeto de poder do partido ia além das bordas nacionais e visava criar uma estrutura que iria capturar recursos públicos de outros países também. Como a LJ revelou, esta rede continental não surgiu por acaso. Tinha objetivos muito claros e liderança bem definida.

        Curtido por 1 pessoa

        Publicado por Jose Silva | 9 de maio de 2017, 16:34
      • Tens razão. É escandaloso.
        Mas não percamos de vista a responsabilidade de todos os outros partidos que muitas vezes são posicionados como neutros nessa narrativa da corrupção.
        Abraços.

        Curtir

        Publicado por Paloma Franca Amorim | 9 de maio de 2017, 18:19
  5. A Senhora Paloma tem razão ao dizer que o companheiros não inventaram a corrupção, mas, contrariando o discurso que hoje pode ser considerado estelionato eleitoral, eles fizeram a maioria dos eleitores de 2002 e 2006 a acreditar que eram os paladinos da boa gestão e da honestidade, os cavaleiros da nova esperança, que levariam os trabalhadores e miseráveis ao Paraíso e o País, como um todo, ao primeiro mundo, com uma nova maneira de governar, com base na competência, planejamento estratégico, controle e transparência, sem corrupção e colocando o ser humano e os grupos sociais como objetivo do desenvolvimento sustentável e ambientalmente correto. Enquanto a economia global ia bem e o petróleo acima de 100 dólares o barril, a China importando nossas commodities a preços favoráveis, foi a uma maravilha, reduzindo as pressões por reformas deixadas para lá, como a agrária, as sociais, as políticas e econômicas, à base de bolsas, cestas básicas, propaganda e mensalões, tudo parecendo que se fazia acontecer, mesmo com batidas de icebergs da corrupção no casco do navio chamado Brasil.
    No primeiro governo ainda se buscou um toque de boa gestão, que aos poucos foi desmoronando, ante o desejo da perpetuação do poder e a expansão do império até em nível internacional.
    Então, tudo se agravou, posto que se precisava de muito dinheiro para ir-se às compras, além das tentações de quem se acha imune ao controle social, dos olhos do eleitor que é complacente quando está bem e das garras da justiça.
    Aí as cousas se expandiram de uma forma nunca antes vistas aos olhos dos contribuintes. E quem nunca comeu do mel, quando come se lambuza.
    E pior, junto com a corrupção, para sufocar CPIs e cobranças da massa mais esclarecida, a partir do segundo governo o fisiologismo mais que se expandiu, colocando gestores da pior espécie à frente de órgãos importantes, o que agravou a questão da competência na gestão. Somadas, corrupção e má gestão, o resultado é TNT pura, pois aumenta o nível de sonegação, os custos de produção, os resultados e as vantagens competitivas viram fumaça, os custos de transações aumentam (oficiais e oficiosos), a credibilidade desmorona e o País se queda para assistir o show de desfaçatez e canalhices pela media.
    Venderam a esperança e entregaram o quê?
    Essa é a indignação dos que acreditaram e enxergam o que aconteceu. E essa é a diferença para os antecessores, que todos pelo menos suspeitavam da lisura, mas não se esperava grandes cousas.
    Agora, tenha a certeza que todos querem uma catarse, uma fossa com todas essas podridões, que leve a todos os envolvidos, gregos e bolivarianos, ao caldeirão da justiça e à exclusão das oportunidades de gestões em nosso País.
    Porém, não é justificando os erros de uns com os de outros que vamos melhorar.

    Curtido por 1 pessoa

    Publicado por JAB Viana | 9 de maio de 2017, 19:55
    • Pois é Jab,

      O PT teve a oportunidade única de fazer as cinco reformas necessárias ao país: educacional, política, trabalhista, previdenciária e tributária. Não vez nenhuma. Qual a razão? LFP, alguma hipótese?

      Curtir

      Publicado por José Silva | 9 de maio de 2017, 20:17
      • O populismo de Lula. Soluções fáceis, demagógicas, superficiais. Ele deixou de lado o que de melhor os petistas produziram quando fora do poder.Petistas, aliás, que saíram do poder para continuar a pensar com independência e não pela cartilha do lulismo.

        Curtir

        Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 9 de maio de 2017, 21:27
      • E mais duas reformas que pareciam tão óbvias: a agrária e a da administração pública.

        Curtir

        Publicado por JAB Viana | 10 de maio de 2017, 04:19
      • Verdade jab. Aprendemos agora que populistas não gostam de reformas. Preferem o status quo por razões óbvias.

        Curtir

        Publicado por José Silva | 10 de maio de 2017, 07:59
  6. O PT tentou a famosa estratégia do Cavalho de Tróia, antes, porém, se enrolou com a Sociologia da Reeleição, consolidada pelo Financiamento Habitual da Corrupção?

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 10 de maio de 2017, 11:11
  7. Os comentários sobre a corrupção que grassa no país são muitos restritos. Não é necessário ser expertise em história para afirmar que ela chegou com a colonização e até agora não nos abandonou, nem arrefeceu, pelo contrário, se expandiu e ameaça a fazer muitos estragos se não soubermos contornar ou impedir a sua perigosa implantação definitiva. No Império e nas Repúblicas Velha e Nova ela tem sido uma constante incontornável. Agora, apontar e distinguir uma única agremiação política como a que mais aperfeiçoou as patifarias com o dinheiro público é, no mínimo, desconhecimento ou ausência de consciência política. Como não pretendo me estende muito no assunto vou citar um fato ocorrido durante o julgamento da Ação Penal 470, conhecida como “Mensalão”. Nas discussões havidas entre os ministros do STF, o decano Celso de Mello, conhecido por suas empoladas e prolongadas intervenções no plenário, entre outras acusações virulentas, comparou o PT (que governou o país por três períodos) com “as organizações criminosas do Comando Vermelho (PV) e do Primeiro Comando da Capital (PCC), ato considerado por vários especialistas com um impulso de “irresponsabilidade institucional.” Apesar dos vestígios de moralidade patriótica impregnada em seus pronunciamentos, este mesmo ministro, que foi secretário do jurista Saulo Ramos na Consultoria Geral da República e, posteriormente, se tornou o seu principal assessor, no Ministério da Justiça do governo Sarney (1985/89), jamais denunciou ou se posicionou sobre a corrupção que grassou naquele período, que foi pejado de alta corrupção, entre outras: farta distribuição de outorgas (concessão de rádio e TV, foram 1.028) a políticos como contrapartida (propina) para a aprovação dos projetos do executivo incluindo a extensão do mandato para cinco anos, como de fato aconteceu. O “mensalão” do PSDB e a compra de votos para a reeleição de FHC, também passaram em brancas nuvens pelo insigne mestre. A turma do PT não inventou a roda da corrupção e nem foi o única a “aparelhar” o Estado, como se propala na imprensa e nas redes sociais, que aproveitaram o discurso retórico acusatório desse ministro para sustentar esse quadro de animosidade. A operação Lava jato também encampou a aleivosia do ministro. Lembro que os maiores escândalos financeiros mais recentes (Banestado, Privataria Tucana, Vampiros da Saúde, Banco Marka, Tat de São Paulo, Anões do Orçamento, Navalha da Carne, Trensalão Tucano, Sudam e Máfia das Sanguessugas), somaram 178,77 bilhões de recursos públicos transferidos para os bolsos dos aproveitadores; os petistas ficaram isentos desses “afanos”. A seguir, as mais significativas frases da lavra desse intransigente defensor da ética e da moral, todas elas, é claro, assacadas contra o pessoal do Partido dos Trabalhadores, durante o julgamento do “Mensalão”:
    “Esses delinqüentes ultrajaram a República, é o maior escândalo da história”
    “Nunca presenciei caso em que o crime de quadrilha se apresentasse, em meu juízo, tão nitidamente caracterizado.”
    “Esta estabilidade se projeta para mais de dois anos, 30 meses. Eu nunca vi algo tão claro.”
    “Vitimas, senhor presidente, somos todos nós, ao lado do Estado. Vitimas de organizações criminosas que se reúnem em bandos.”
    “O que eu vejo nesse processo são homens que desconhecem a República – o objetivo dos acusados era dominar o sistema político brasileiro, de forma “inconstitucional.”
    “Os fins não justificam a adoção de quaisquer meios, especialmente quando tais meios se apresentam em conflito ostensivo com a Constituição e as leis da República
    “Estamos a condenar não atores políticos, mas protagonistas de sórdidas artimanhas criminosas.”

    Curtir

    Publicado por Rodolfo Lisboa Cerveira | 11 de maio de 2017, 19:54

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: