//
você está lendo...
Imprensa, Justiça, Política

Mais agressões

As agressões continuam pela internet. A impressão que se tem é que elas resultam de leitura apressada e superficial do texto criticado. Se ele começa com ideias ou fatos considerados desagradáveis ou divergentes, o leitor reage batendo o tambor para o fuzilamento do infiel, incréu, ser demoníaco.

Essa intolerância política obrigou o Miguel Oliveira a tentar explicar que ele não é o autor dos textos do Facebook que leva o meu nome. Reproduz os artigos deste blog, conforme mostra o link da reprodução. O que ele faz é administrar o espaço, ao qual não sou afeito e ao qual me afeiçoo cada vez menos, em vias de me despedir desse meio fantástico e alucinado.

Lamento que Mary Cohen, a quem admiro e respeito, altere seu conceito a meu respeito conforme as variações do entendimento sobre quem é o autor do texto do qual diverge e condena. Continuo a admirá-la e a respeitá-la, mesmo quando divergimos – e, pelo jeito, divergiremos ainda bastante.

Miguel também se viu na contingência de responder a Miro Canto, que emprestou sua ofensa à ofensa de quem, além disso, gostaria de me ver novamente agredido fisicamente.

Primeiro o diálogo de Miguel com Canto:

Miro Canto – L Flavio, estás caduco rapaz. Ou o q andaste cheirando estragado?

Lúcio Flávio Pinto – Aqui é o administrador deste perfil do Lúcio Flávio Pinto. O Miguel Nogueira de Oliveira que tu bem conheces. Raramente me manifesto neste espaço, pois apenas publico os textos do LFP. Lamento que tu embarques nesse jogo sujo de ofensas ao Lúcio, um jornalista que tu bem sabes muito bem que não se vendeu aos donos do poder, após mais de 50 anos de jornalismo, sejam estes de que matizes ideológicas forem. Discordar é salutar, enriquece o debate. Faz parte da democracia. Mas insinuar jocosamente que o Lúcio usa entorpecentes, não se faz nem de brincadeira. Outra coisa: fazes coro em comentário de alguém que incita e justifica a violência física contra o Lúcio, atitude abominável. O que é lamentável duplamente. Espero que reflitas e corrija este seu posicionamento. Estes comentários já estão printados, caso aconteça alguma coisa que atente contra à vida do Lúcio Flávio Pinto, mesmo que ele não me autorize, levarei o caso – espero que isso não ocorra – às autoridades da segurança pública.

Agora o contencioso de Miguel com Mary Cohen:

Maria Cláudia Rocha – Não é propriamente a opinião do Lúcio Flávio Pinto mas sim, do administrador (Miguel Nogueira de Oliveira) do perfil dele, como ele bem explica para sr. Miro Canto.

Miguel Oliveira – Maria Cláudia Rocha. Escrevo agora de meu perfil pessoal para esclarecer que você interpretou equivocadamente meu comentário. Como administrador do perfil do Lúcio Flávio Pinto no Facebook, cabe a mim apenas publicar o que ele escreve. Isso deixei bem claro ao Miro, pois somos conterrâneos. Então, de onde você tirou essa informação de que o texto é de minha autoria? Assino embaixo, mas todos os textos do perfil do Lúcio são de autoria dele.

Mary Cohen – Só uma perguntinha : Miguel Nogueira de Oliveira então não foi o Lúcio Flávio Pinto que escreveu a postagem? Me confirme, pois se for assim peço mil desculpas a ele e restauro o conceito que tenho como um dos maiores jornalistas da atualidade. Bjus

Miguel Oliveira – Que pergunta estranha? Escrevi que administro o perfil do Lúcio Flávio Pinto. Público os textos de autoria dele no perfil que é dele. Aliás, leia isso:

https://lucioflaviopinto.wordpress.com/…/agressoes-por…/

Mary Cohen – Ok Miguel Nogueira de Oliveira estranhei a postagem, pois sempre achei Lúcio um profissional que primava pela isenção nas análises, embora saiba dos seus problemas com o PT, inclusive na época que Edmilson foi prefeito. Desculpe a vc, achei que ao administrar o perfil tb publicavas texto, obviamente autorizados por ele. Discordo e abomino quaisquer agressões, sejam verbais ou físicas, acho que refletem um despreparo para o debate, onde deve prevalecer o confronto das idéias, mantendo o respeito e a cordialidade. Grande abraço e que venham dias melhores. #foraTemer

E uma solitária manifestação de apoio:

Sergio Gustavo Gustavo – Temos pessoas que alimentam seu ego com palavras depreciativas para quem fala a verdade.não me assusto com este tipo de cidadão que tenta defender os usurpadores dos cofres públicos. Minha solidariedade ao jornalista lúcio Flávio Pinto

Discussão

38 comentários sobre “Mais agressões

  1. Os dois últimos comentários me aliviam um pouco. É bom saber que temos pessoas educadas em meio a essa loucura.

    Curtir

    Publicado por Monteiro | 11 de maio de 2017, 12:24
  2. Contrariar o pessoal da boquinha é sempre um grande risco. Parabens pela coragem.

    Curtir

    Publicado por José Silva | 11 de maio de 2017, 16:28
  3. Eu apoio Lúcio Flávio Pinto na sua posição lúcida. E jamais descei ao rés do chão para agredi-lo quando discordar.

    Curtir

    Publicado por Paul Nan Bond | 11 de maio de 2017, 17:36
  4. *descerei

    Curtir

    Publicado por Paul Nan Bond | 11 de maio de 2017, 17:36
  5. Sociologia da reeleição…

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 11 de maio de 2017, 18:13
  6. Trabalhando muito , não pude acompanhar e nem ler o depoimento do ex-presidente Lula. Mas os comentários raivosos e mal-educados são lamentáveis e inúteis , só servem mesmo para jogar no lixo da história ,e mostra o quanto de baixo clero nos temos entre gentes que vem das Universidades e outras instituições reconhecidas. Esse fenômeno das idiotices e agressividades verbais virtuais só reforça a tese de Umberto Eco sobre o lado sombrio da Internet …
    Queiram ou não seus adversários , você é o nosso whistle-blowers e muito mais .

    Curtir

    Publicado por Marly Silva | 11 de maio de 2017, 19:29
  7. Mestre lúcio há muito que vc deixou de ser a vanguarda do jornalismo. Até acho que ás vezes tu queres voltar a ser colunista do Liberal!

    Curtir

    Publicado por João Paulo. | 11 de maio de 2017, 22:40
  8. Pra vc ver que as pessoas acordaram. Vc foi um dos que apoiaram o golpe, e quebraram a cara com o depoimento de ontem! Mas vamos aos fatos. Diga-me qual o fato novo apresentado pelo juizeco imparcial. Sim, juizeco, porque ir pra facebook e gravar video, não é papel de juiz. Diga-me cadê as PROVAS??? O juizeco não apresentou prova nenhuma. Cadê as PROVAS? É por isso que o juizeco saiu escondido do tribunal!!!

    Curtir

    Publicado por João Paulo. | 11 de maio de 2017, 22:49
    • João Paulo,

      Quais são as provas que você quer mais? Não basta todas as evidências coletadas a partir dos depoimentos dos empreiteiros mais o pessoal que era ligado ao Lula, tal como o marketeiro e o senador do Mato Grosso? Há inumeras provas de pagamentos das empreteiras para o Instituto Lula mais pagamentos para alguns dos seus familiares (o filho e o irmão, por exemplo) por serviços que não foram prestados.

      Qual a prova que você quer? Um recibo assinado pelo Lula? Um ladrão assina o recibo dizendo que roubou? Um assassino assina um recibo dizendo que matou alguém?

      O juiz foi firme e correto. O ex-presidente foi frouxo e inseguro. Qual a razão? a resposta é óbvia. O ex-presidente está mentindo.

      Curtir

      Publicado por Jose Silva | 11 de maio de 2017, 23:14
    • Escreva um romance, João Paulo. Qualidades de ficcionista não lhe faltam. Tentei lhe dar previamente as respostas nos dois artigos que escrevi sobre o tema. Se não leu, peço-lhe a caridade de ler. Se leu, fique então com a sua opinião. Não tenho a pretensão de mudá-la, tão forte ela é.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 12 de maio de 2017, 08:01
    • Infelizmente vejo aqui a arrogancia da qual boa parte dos paraenses possui qdo não estamos de acordo com eles.A maneira como se refere ao Lúcio é lamentável, assim como se refere ao Moro.Sim eles merecem muito respeito, pois pelo que parece não se venderam. São donos de uma consciéncia rara nesses dias.Lucio, por mais que muitas pessoas não te mereçam, muitos de nòs precisamos segui lo pra que tenhamos um pouco de esperança no ser humano.Salve Moro.Salve esse jornalismo indeoendente e respeitável.

      Curtir

      Publicado por Ana Neusa | 12 de maio de 2017, 16:34
  9. Isso mesmo José Silva, PROVAS!? Delação de preso encarcerado há um ano, não é PROVA. Tem que mostrar as provas! Recibo, escrituras, papel de cartório, fatura de cartão, video revelador, grampo telefônico,emails comprometedores, conta em banco estrangeiro, ou seja, PROVAS!!!! ISSO É QUE É PROVA!!! Qualquer advogado sabe disso. PROVAS!!!! O juizeco se lascou. Ei, ele saiu escondido do tribunal. Enquanto, Lula saiu ovacionado.

    Curtir

    Publicado por Junior. | 12 de maio de 2017, 00:27
    • Interessante Júnior. Vamos ao seguinte caso. eu estou andando pela rua e vejo um cara matando o outro e depois o assasino fugir sem deixar nenhuma evidência. A polícia faz a investigação e descobre que o matador de forma indireta queria se apossar dos bens da vítima. O matador é preso e o meu testemunho é a única evidência que a polícia tem. Pelo seu argumento o assassino deveria ser liberado, certo? É isso que você está falando? Algum advogado de plantão para ajudar?

      Curtir

      Publicado por José Silva | 12 de maio de 2017, 10:34
  10. Ei Mestre Lucio. Ficou com saudade do tempo da Liberal, que vc escrevia sem ser contestado! Ei cadê as PROVAS????

    Curtir

    Publicado por Junior. | 12 de maio de 2017, 00:29
    • Você é daqueles historiadores que desconhece a história. Fui processado pela Lei de Segurança Nacional por causa de um suplemento dominical, o Encarte, que editava em O Liberal, em 1976 (você já tinha nascido?). Rompi duas vezes com Romulo pai porque ele tentou me censurar. Na segunda, não houve reconciliação. Ele morreu antes. Fui perseguido por Jader e os baratistas por causa das denúncias que fazia contra o governador em uma coluna diário em O Liberal.
      Leia um poema no qual Brecht aconselha o leitor dele a estudar. Estude.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 12 de maio de 2017, 08:16
  11. Realmente não há fotos e nem vídeos comprovando a versão dissimulada e desmentida dos atos. Só sabemos dos efeitos e da dinheirama que rolou dos cofres públicos para as empreiteiras e depois ao caixa-dois de partidos, contas no estrangeiro e uma porção de ratos menores já presos.
    Todos sabem agora que transações tenebrosas foram feitas por mais de dez anos, assustando até quem estava acostumado com as falcatruas de políticos tradicionalmente frequentadores das páginas policiais, que escapam da Lei devido à morosidade e distorções que permitem quem tem bons advogados, amparados por pessoas que eles mesmos colocam nos tribunais, a escaparem da cela devida.
    No Brasil se testemunhas veem alguém matando ou roubando, é questionado seus depoimentos denunciando os acusados. Para ter valor o testemunho, parece que têm de pedir autorização aos juízes de plantão antes do fato acontecer, para fotografarem o crime e revelarem as fotos no IML, de forma que essas provas valham como verdadeiras no julgamento. Se gravarem um vídeo não autorizado, é capaz de serem processadas, as testemunhas de um crime, por invasão de privacidade dos acusados. A palavra da testemunha e as evidências apontadas, mesmo que repetidas por várias outras e se encaixem, não valem nada na opinião de fieis escudeiros .
    Pasmem-se que a delação de pessoas como os dirigentes e donos de empreiteiras, como nessa Lava-a-Jato, não mereceram dos acusados uma reação através de processos judiciais por danos morais motivados pela injúria e difamação, como seria natural para quem vê seu nome enlameado nos jornais.
    Incrível, ainda, que mesmo que sejam inocentes os envolvidos, seus defensores não repudiam a corrupção ocorrida, o desemprego de milhões de trabalhadores, a falta de reformas, inclusive a agrária, o fisiologismo dos acordos com os aliados para elegerem seus pares, dizendo que isto é feito desde 1500, esquecendo os discursos gritados desde os anos 80. Ainda dizem ou creem que a economia destroçada é culpa do governo golpista de seus antigos aliados, em dez meses de impeachment.
    Também não estranham a má gestão e cegueira dos gestores máximos, durante tantos anos e perante tantas maracutaias e degradações, deixando que tudo isto acontecesse diante de suas barbas, achando-os mesmo assim capazes de voltar a gerir o País, mesmo sem a bandeira da esperança que empunharam em 2002, jurando que iam mudar as práticas e métodos de seus antecessores, em favor do desenvolvimento sustentável de nosso País.
    E nós “acreditemos”!
    P.s.: Lamento muito que o debate se deixei empanar por agressões. O jornalista merece nossa solidariedade, pois é livre para pensar e escrever. Não estamos na Coreia do Norte, nem na Síria, pelo menos ainda.

    Curtir

    Publicado por JAB Viana | 12 de maio de 2017, 02:21
  12. Corrijo o PS.: “se deixei empanar por agressões”, por “se deixe empanar por agressões”

    Curtir

    Publicado por JAB Viana | 12 de maio de 2017, 02:25
  13. Lúcio, nem se abale com baixarias, é típico de quem já beira o desespero… E, exatamente pela total ausência de argumentos, recorrem a isso… Mas, ora, que argumentos podem apresentar em defesa de Lula (os seus asseclas)?? Se nem ele consegue defender-se com argumentos convincentes, por isso é evasivo em seu depoimento e tenta transformar em palanque… E se fosse um outro juiz qualquer, isso não mudaria os fatos. Daí a necessidade de tentarem – a qualquer custo – mudar o foco, sob o discurso ultrapassado de “perseguição política”. O problema, então, passa a ser o “Moro”, a “Lavajato”… E os fatos??? O triplex é só o começo né (será q essa espetacularização circense vai aguentar até o fim??) Há o sítio, há o tal apto colado ao dele, há “doação” de terreno para o Instituto, ou seja, tem muitaaaa coisa, desde tentativa de obstrução da Justiça a tráfico de influência, organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção etc que o tornam réu. Lula é alvo de diversos inquéritos, são muitas denúncias que revelam a profunda intimidade/envolvimento com os já comprovadamente corruptos… Inocente não é, tão pouco são inocentes os que insistem em sua inocência. Esses, por sua vez, pecam por conivência…

    Curtir

    Publicado por Socorro Brasil | 12 de maio de 2017, 02:31
  14. Lucio,

    Vamos inverter a questão para os lulistas de plantão. Quais são as evidências concretas que existem apontando que o Lula e o PT não se beneficiaram de forma direta e indireta dos favores das empreiteiras?

    Curtir

    Publicado por José Silva | 12 de maio de 2017, 10:36
  15. O jogo é apenas para tornar, momentaneamente, Lula inelegível?

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 12 de maio de 2017, 11:24
  16. Moro poderia ter ouvido o Palocci e, talvez, encurtado o caminha para a prisão de Lula.

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 12 de maio de 2017, 17:55
  17. Parabéns Lúcio, seus textos são perfeitos. As agressões beiram a insanidade,lamentáveis. Admiração incondicional por você. Continue sempre. 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

    Curtir

    Publicado por Sonia Soares | 13 de maio de 2017, 00:30
  18. Quando o diálogo deixa o âmbito das ideias e passa à desqualificação pessoal, deixa de ser diálogo. Nada mais sensato do que parar. 🙂

    Curtir

    Publicado por Raimundo Louzada Júnior | 13 de maio de 2017, 03:27
  19. Lúcio, não tivesse lido alguns “bostejamentos messiânicos” via Facebk de uma colega, não me seria crível. Meu irrestrito parabéns sempre, ao teu destemido e brilhante talento com as ideias e as palavras. A estratégia dos asseclas é a intimidação grotesca e desmedida da total falta de limites, e sem nenhum embasamento lógico de seus ataques. Sofrem de vagueza de elementos críticos ao debate nivelado por conteúdo de relevância.
    Sabemos q na vida, cada um dá aquilo que tem. Nada mais. Nada menos. És nosso orgulho Amazônida, Paraoara, que nos alimenta todos os dias com temáticas da mais alta relevância, dotadas de avaliações críticas, contributivas e essenciais ao debate franco e lúcido. Em terras dominadas por máfias, és um Farol de Alexandria!
    As investigações capitaneadas pelo MPF/RF/PF são algo ímpar e, de orgulhar qualquer cidadão republicano. Cidadão esse que luta por ter respeitado o fruto diário de seu suor p/ que desfrute na Pólis, o que se lhe arrecadam em pesados impostos. O Estado está dominado por máfias poderosíssimas, que dispensam cor partidária. Amalgamou-se o pavoroso exercício do Vale-tudo nas diuturnas engrenagens do submundo do crime assaltando o Erário, a verdadeira socialização dos privilégios, da gatunagem, às quais ficaram translúcidas em sobejas colaborações premiadas. Nossa República é jovem, e muito já se superou e ainda falta construir por um Estado Pluriétnico, multidiverso, ainda carente de Educação estratégica no seu horizonte Republicano e Democrata. Viva a Liberdade de Expressão!
    Avante, Caríssimo Lúcio. Força e Saúde! Obrigada.

    Curtir

    Publicado por Amélia Oliveira | 14 de maio de 2017, 22:50

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: