//
você está lendo...
Polícia, Segurança pública, Violência

Violento Pará

Eram cinco horas da manhã. Três homens encapuzados arrombaram a porta da frente e entraram numa casa do conjunto Júlia Sefer, em Ananindeua. Identificaram-se como policiais. Cinco pessoas foram surpreendidas pela invasão. Os invasores pediram a identificação de Jovelino Alves dos Reis Júnior, de 41 anos, e de Claudionor Batista de Lima Júnior, de 19. Feita a identificação, retiraram os demais do quarto, obrigaram os dois a se ajoelharem e os executaram ali mesmo. Fugiram sem ser identificados. A polícia os procura desde então, sem sucesso.

Apesar de os assassinos se terem apresentado à família como policiais, a própria polícia classificou-os como milícia privada, sem ter qualquer informação sobre eles. As testemunhas nem mesmo viram que veículo eles usaram para fugir.

Tudo indica que os três foram contratados para matar padrasto e enteado ao mesmo tempo. Seria fácil cumprir a tarefa com um ou dois tiros. Mas descarregaram as 12 balas dos seus revólveres. Mesmo parecendo ser um serviço profissional, o excesso indicaria qualquer forma de envolvimento ou ânimo emocional, traço incoerente com a natureza do “contrato” de execução por encomenda, a pedido de terceiros.

É um traço do agravamento das mortes por execução na região metropolitana de Belém. Talvez a polícia saiba que há mais milícias privadas (como policiais) agindo na área, por isso logo interpretou esse assassinato. Quanto a cidadãos serem surpreendidos dentro de suas casas, numa hora de sono e descanso, por bandidos que invadem para matar com selvageria as pessoas que estiverem no local, isto já se tornou macabra rotina na violenta capital do violento Pará.

Discussão

4 comentários sobre “Violento Pará

  1. Estamos caminhando rapidamente rumo ao campeonato mundial de região metropolitana mais violenta. Será este o único plano integrado de impacto dos prefeitos que compõem a RMB?

    Curtir

    Publicado por Jose Silva | 13 de agosto de 2017, 19:37
  2. Social democracia, na prática.

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 14 de agosto de 2017, 18:37

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: