//
você está lendo...
Justiça, Polícia, Segurança pública, Violência

Tolerância zero aqui também

A Superintendência do Sistema Penal do Pará liberou da prisão na sexta-feira, 11,  1.128 detentos. Se a média do ano passado (quando a liberdade beneficiou 71 condenados a mais), de 5%, for mantida, 55 não retornarão. Deverão voltar ao mundo do crime, incluindo a possibilidade de matar pessoas. Terão uma semana para organizar a fuga. Só depois do dia 17 serão considerados foragidos e começarão a ser perseguidos para captura.

Parece um exercício anual do gato com o rato, que começa com uma trégua. O rato ignorando quem é o gato e vice-versa.

Todo ano a Susipe responde aos protestos da população explicando que apenas cumpre ordem. O benefício da saída temporária de detentos é decisão da justiça. É concedido a presos que cumprem pena em regime semiaberto, apresentam bom comportamento e já cumpriram pelo menos um sexto da pena.

Esse benefício se soma a tantos que a sentença judicial parece existir para não ser cumprida. Depois da impunidade geral e da ineficiência do aparato estatal, a redução da pena, por vários mecanismos, é a causa mais importante para os criminosos se sentirem impunes e serem estimulados a delinquir. Com violência, cinismo e selvageria crescentes.

O Estado tem que respeitar todas as garantias individuais, inclusive dos criminosos. Mas ter o máximo rigor e a mão mais pesada para fazer cumprir a lei. Adotando a tolerância zero, com  qual o prefeito Rudolph Giuliani reduziu em 67% os homicídios em oito anos, em Nova York. Várias cidades brasileiras já estão com um grau de violência e assassinato pior do que NY antes de Rudy. Belém dentre elas. A região metropolitana da capital também.

Portanto, tolerância zero com os criminosos. As penas terão que ser cumpridas exatamente como foram sentenciadas. O poder público que trate de investir pesado para colocar os punidos nas cadeias, em condições humanas, mas para pagar na exata medida dos seus crimes, conforme definidos pela justiça.

Discussão

2 comentários sobre “Tolerância zero aqui também

  1. LFP. Muito bom. Tolerância zero. Além disso é preciso rever as penas. São muito brandas para a gravidade dos crimes cometidos. Do jeito que está, ser criminoso vale a pena. Basta ver o que temos no Congresso Nacional.

    Curtir

    Publicado por Jose Silva | 13 de agosto de 2017, 19:33
  2. Com a inversão de valores sociais, impunidade e péssimos exemplos fornecidos pelos poderes públicos, fica muito difícil até de se produzir raciocínios capazes de apresentar alguma proposta viável, para diminuir os indicadores de violência tanto no Pará quanto no país.

    Curtir

    Publicado por Fernando | 13 de agosto de 2017, 23:42

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: