//
você está lendo...
Imprensa, Política

Liberal: um poderoso chega ao fim?

Ao longo das últimas três décadas Romulo Maiorana Jr. se manteve como uma das pessoas mais influentes na sociedade paraense. Esse poder lhe foi conferido pela posição que ocupava – e ainda ocupa – à frente do maior corporação de comunicação do norte do país.

Durante esse período, mandou e desmandou nos veículos do grupo Liberal, os mais influentes, em especial por ter a sua emissora de televisão afiliada à Rede Globo. Mandou e desmandou também nos políticos que assumiram o governo do Estado em aliança com ele, sempre do PSDB, mas também com líderes de outros partidos.

Todos o temiam não por ele em si, mas pelas ordens que dava, sem contestação, aos seus órgãos de imprensa,de alto a baixo, à revelia dos seis irmãos, mantidos em posição secundária na empresa. Embora a esmagadora maioria dos áulicos e aliados igualmente falassem mal dele pelas costas e nos bastidores. Nunca foi admirado; apenas invejado.

Se as duas assembleias gerais extraordinárias, convocadas para as 14 e 15 horas de hoje, responderem afirmativamente aos itens do edital, Romulo Jr. perderá a posição de principal executivo do grupo Liberal. Tudo que ele fez será auditado e, se for comprovado o pressuposto da convocação, de que ele fez uma má gestão da corporação, ele ainda sofrerá uma ação de responsabilidade na justiça, tal a gravidade dos atos que pode ter praticado.

Assumindo o cargo que a morte do pai e fundador do império, Romulo Maiorana, deixou vago pela sua morte, em abril e 1986, Romulo Jr. recebeu plena delegação de poderes da mãe, Lucidéa Maiorana. Talvez ela tenha retirado esse apoio, sem o qual a iniciativa pelo afastamento de “Rominho”, liderada por dois irmãos (Rosângela, diretora administrativa, e Ronaldo, diretor jurídico), não passaria de aventura, sujeita a ser desfeita na reunião.

O que eles propõem é uma mudança profunda na companhia a partir do afastamento do cabeça da organização, de tal maneira que ele não volte mais ao posto nem o seu ocupante possa concentrar tantos poderes. Algo que se mostra ainda mais profundo em relação à TV Liberal, hoje comandada, de fato, pela TV Globo, que praticou uma intervenção branca na afiliada.

Por seu modo arrogante, autoritário e prepotente de conduzir o grupo Liberal, Romulo Maiorana Jr. cultivou a aversão dos irmãos Marinho, donos da Globo – o que pode lhe ter sido fatal.

Discussão

5 comentários sobre “Liberal: um poderoso chega ao fim?

  1. Não seria a Rede Amazônica,que cobre 5 dos 7 estados do Norte, o maior conglomerado de comunicação da região?

    Curtir

    Publicado por Hiran | 30 de setembro de 2017, 15:20
  2. A chaminé já liberou alguma fumaça ? Qual a cor ?

    Curtir

    Publicado por Pedro Pinto | 30 de setembro de 2017, 16:05
  3. teremos uma nova “Papa”

    Curtir

    Publicado por Pablo Xavier | 1 de outubro de 2017, 09:27

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: