//
você está lendo...
Imprensa, Justiça

Liberal: sem mediação do MP

Durou apenas 20 minutos a audiência de conciliação entre os antigos e os novos dirigentes de Delta Publicidade, responsável pelo jornal O Liberal, e TV Liberal, realizada hoje de manhã, no Ministério Público Federal do Trabalho.

A mediação do MPFT foi solicitada por Ronaldo Maiorana e Rosângela Maiorana, novos dirigentes das duas empresas, que destituíram o irmão, Romulo Maiorana Júnior, do cargo de presidente executivo do grupo Liberal, que ocupava há mais de 30 anos.

A destituição foi promovida através de assembleia geral extraordinária de Delta e TV Liberal, convocada por cinco irmãos dissidentes (Ronaldo e Rosângela mais Rose, Ângela e Roberta). Ao saber da medida, Romulo, que estava na Europa com a família, teria dado ordens para que o diretor industrial, Pojucan Moraes, e o responsável pela contabilidade, Deijair Uchoa, não fossem trabalhar e levassem consigo toda documentação financeira.

Sem conhecimento e acesso às contas bancárias, os novos dirigentes não poderiam pagar os salários dos funcionários. Por isso, pediram a mediação do Ministério Público, solicitando à procuradora do Trabalho, Carol Porto, que convocasse Romulo Jr. e Deijair Uchoa. Romulo estava de novo viajando (segundo fonte, para Dubai) e Deijair também foi substituído por uma advogada.

O pedido perdeu a razão de ser porque na véspera do último dia para o pagamento, com o registro feito na Junta Comercial das atas das assembleias gerais, os bancos concederam novos tokens e senhas, permitindo o acesso às contas. Segundo informações de fonte ligada à empresa, havia dinheiro suficiente para o pagamento das folhas de pessoal, o que foi efetuado. Os recursos estavam em aplicação financeira.

A mesma fonte assegurou que não só foi cumprida a obrigação legal como os novos dirigentes do jornal e da televisão restabeleceram a prática tradicional de pagamento quinzenal, abandonada anos atrás, e antecipou a quitação de parte do 13º salário, ambos sujeitos a atrasos na gestão anterior.

Discussão

4 comentários sobre “Liberal: sem mediação do MP

  1. Avante!

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário. | 27 de outubro de 2017, 17:47
  2. Meu prezado e respeitado Lucio Flávio, estou achando muito estranho esta posição de omissão ou no mínimo desinteresse do antigo Diretor Geral da Organização. Será que ele não estaria se posicionando para tentar voltar? Como largar tudo isso é não lutar pelo seu próprio patrimônio? Você não acha que tem algo estranho ou que ele está agindo por de baixo dos panos? Quem sabe assumir a concessão?

    Seu leitor assíduo Luís Claudio

    Curtir

    Publicado por Luís Claudio de Souza | 27 de outubro de 2017, 18:47
    • Obrigado por sua leitura assídua, Luís Cláudio.
      Ele está lutando pela volta. Até contratou advogado caríssimo para o assessorar nas ações judiciais. Saiu de cena por uma semana para se poupar, acho eu, Ou para ficar um pouco de pernas pro ar, que ninguém é de ferro (quando pode pagar pelo fareniente).

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 28 de outubro de 2017, 12:29
  3. Ele não foi porque é prepotente mesmo. Sempre foi assim. Nunca pagou tributos, achando sempre uma brecha para se desvencilhar disso.

    Curtir

    Publicado por Carlos Benedito da Silva Brito | 30 de outubro de 2017, 10:38

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: