//
você está lendo...
Imprensa

Obrigado, leitores e amigos

No dia 30, recebi o aviso de quem alguém comentara uma postagem feita na véspera pelo Diógenes Brandão no blog dele. Segui pelo link e vi, surpreso, que o Diógenes fora rápido e certeiro o suficiente para me flagrar numa parada de ônibus da Djalma Dutra, em uma das entradas do campus da Uepa (Universidade do Estado do Pará). Nem percebi a ação do Diógenes. Nem podia imaginar também que o flagrante motivaria tantos comentários.

Não por vaidade ou orgulho, mas por me sentir honrado com as manifestações, decidi partilhá-las com os leitores deste blog. Espero que eles aprovem a iniciativa. Mantive os textos originais, eliminei muitos dos meus agradecimentos, para não alongar a transcrição demasiadamente. Vamos a ela.

Hoje a tarde, ao passar de ônibus em frente à UEPA do Telégrafo, vi o Lúcio Flávio Pinto em uma parada de ônibus e pensei comigo: Um dos melhores jornalistas da Amazônia, continua a viver do jeito que escolheu: Livre e sem vender sua alma aos diabos.

[No original, aparece a foto, aqui não incluída]

Lúcio Flávio Pinto Caros amigos e leitores. Poucas vezes na minha vida me senti tão emocionado e honrado como neste momento, lendo os comentários feitos a partir da foto do Diógenes Brandão, de cuja existência só agora tomo conhecimento. Sou um cidadão comum, comum como todos os milhões de trabalhadores brasileiros, que trabalham muito, ganham mal, são maltratados pelos serviços públicos e explorados pelos serviços privados, mas, ainda assim, não renunciam aos seus princípios. No período em que dei aulas no curso de comunicação social da UFPA, recomendava aos alunos que estabelecessem seus princípios. Podia até ser um. Podiam ser 10, como o decálogo bíblico. Uma vez estabelecidos, intimamente, sem precisar de divulgação, jamais o (os) negociem(m). Jamais. A imagem fortuita do Diógenes é de um cidadão que exerce seu ofício como tantos outros, mas com princípios. Só isso. Lembro de uma frase do Millôr Fernandes quando lhe perguntaram se era difícil ser honesto. Respondeu que era facílimo: “Não tem concorrência”. Todos podemos – e devemos – ser honestos. Basta seguir sua consciência, seus princípios e os mais edificantes exemplos. A melhor das democracias, que combina com civilização, é aquele na qual os desonestos são a mais insignificante exceção. Baseada nesse princípio, em tal sociedade andar de ônibus – ou de bicicleta – não será a fonte de problemas, aborrecimentos e sobressaltos, como na nossa sofrida Belém do Pará. Em viagens mais longas ou quando andar (minha opção preferida) é inviável, ando de ônibus porque os outro meio de transporte, como o táxi ou o mesmo uber me são proibitivos (como à massa dos trabalhadores brasileiros). Mas os ônibus são conduzidos com imprudência, selvageria e incivilidade, na maioria dos casos. São sujos, velhos, mal conservados. Queimam paradas. Não respeitam o sinal de pessoas idosas. E por aí vai. Em Parma, na Itália, vi moças e senhoras em trajes de noite sobre bicicletas, como em vários lugares da Europa (cito Parma porque o dono da Parmalat era amigo do meu anfitrião, Maurizio Chierici, na época no Corriere della Sera). Em Bruxelas, onde fiquei na casa do querido e saudoso Jean Hebette, nos pontos de ônibus está afixado o horário ao longo do percurso, que o veículo cumpre, se não o motorista leva broncas feias. Espero que um dia consigamos ter, ao mesmo tempo, democracia e civilização por aqui. As palavras de vocês, que me fizeram recorrer a uma tosse providencial para não chorar de emoção, me estimulam a prosseguir na busca por essa utopia. Muito obrigado a todos.

Claudia Maues Belíssimo! !!!Simples , assim como você é! !!

Rauda Graco Tá aí uma pessoa que honra o Pará e o Brasil.

Diógenes Brandão Lúcio, por mais que você não esteja lembrado, já nos conhecemos e vivenciamos momentos de grande honra em ter te encontrado, tal como no evento de apoio ao movimento Pessoal do Lúcio Flávio Pinto, quando gravei em vídeo e o transmiti ao vivo. Além disso, te indiquei para ser convidado de 03 dos 05 Encontro Nacional de Blogueiros e Ativistas Digitais, no qual um você participou pelo telefone e outro presencialmente. Além disso, já conversamos por telefone e te considero um exemplo a ser seguido.

[Só agora, na transcrição, dei com este comentário do Diógene. Claro que me lembro de ti e dos nossos encontros, meu caro. E leio o teu blog. Obrigado.]

Carmen Americo Muito orgulho de ti Flávio – há bons tempos.

Helio Oliveira Paid’égua, Lúcio Flávio Pinto!!

Kayo Fonseca Desculpe minha ousadia, mas compartilhei suas palavras. Peço permissão por ter compartilhá-las.

Marcus Benedito Já disse pessoalmente, em e-mail publicado no Jornal Pessoal e digo aqui: você é um mestre e extraordinário incentivo, Lúcio Flávio Pinto. Orgulho de ti! Vida longa, meu caro!

Reis Nanna Mestre!! Te admiro muito Lucio Flavio Pinto!!

Pollyanna Sales Bravíssimo!

Rinaldo Lobato Num mundo de escuridão, Lúcio Flávio Pinto é luz! E que brilhe, iluminando o caos premeditado pelos donos do poder! Estamos juntos!

Dom Jair Alves Costa A questão não é, andar ou não de ônibus, más, porquê as outras pessoas incomodam-se tanto com o factor…etc… É tal…

Diógenes Brandão Agora explica, pois não ficou nada inteligível.

Dom Jair Alves Costa Mano, tenho carros e dependendo do meu destino vou em um deles ou de ônibus, quando encontro pessoas conhecidas dentro do coletivo me questiona porque não estou de carro…. Merda, fico puto!

Dom Jair Alves Costa Desenhado?

Diógenes Brandão Continua difícil compreender o que realmente você quer comunicar. Desculpa, talvez não falte desenho e sim objetividade.

Dom Jair Alves Costa Brother, concordo quando dizes que ele optou blá blá blá blá … eu fico puto com pessoas que não têm noção de liberdade e quando vêm uma cena dessa em tela, viaja na maionese….. blá blá blá blá

Max Tuba Amigo do Barbalho e do Gueiros

Diógenes Brandão Olha o recalque!

Cássio de Andrade Do Gueiros, não, Max. Lembra da odiosa carta?

Max Tuba É verdade. Hehehe

Diógenes Brandão Que verdade?

Max Tuba Sobre a carta do Gueiros esculachando o LFP

Mardonio Frota dai tu tira o quanto jornalista é mal renumerado e desvalorizado, eu te falo por que tambem sou um

Fernando Rei Ponçadilha Aprendamos com ele. Sejamos firmes no testemunho. E não defendamos bandido, seja quem for.

Elizeu Souza Verdade.

Joana D’arc Ferreira Inacreditável!!! O poderio do $$$ não deixa ELE em paz!!!

Glauco Augusto Borges Jornalista com jota maiúsculo. Tem meu respeito e admiração.

Nilton Silva Lúcio foi professor de minha turma na UFPA. Nos deu muitos bons exemplos. E sua simplicidade é uma permanente fonte de inspiração.

Lúcio Flávio Pinto Fico feliz de saber que minhas aulas lhe foram úteis. Obrigado.

Baba Tayando O caráter de um grande homem que o dinheiro sujo nunca valeu para nada. Exemplo de dignidade raríssima em nosso mRio. A onde passa é visto como honesto e coerente este é o nosso LUCIO FLÁVIO PINTO

Walter Moraes Estive é uma outra capital e fique surpreso qdo minha filha me disse: “vamos descer que nosso ônibus passa em 10 min”…e passou.
Qto LF, de ônibus ou avião, é uma das nossas últimas elegantes reservas morais goste ou não da sua opinião. E eu não gosto mto não.

Lúcio Flávio Pinto Muito obrigado, Walter. Quando não gostar, escreva. Estará me dando a oportunidade de aprender com você. É na divergência que mais se aprende, não na concordância.

Cris Salgado Grande Ser Humano! Esta cidade não está para NINGUÉM ficar em paradas, ruas, pé, ônibus ou bicicleta e no caso de uma personalidade que certamente teve sua vida ameaçada inúmeras vezes, demonstra verdadeira coragem!

Lúcio Flávio Pinto Quem não gosta disso é o meu anjo da guarda, Cris. Trabalha muito mais do que eu. Mas confio nele, como nos meus leitores e em todos que, mesmo anonimamente, apoiam o que faço.

Cris Salgado Grande abraço Lúcio Flávio Pinto!

Michele Lobo Fui entrevista-lo para meu TCC em péssimo momento: sua casa estava inundada depois da chuva. Estava tentando salvar seus livros espalhados por toda parte. Mesmo assim respondeu todas perguntas. Uma admiração linda que tenho por ele.

Lúcio Flávio Pinto É verdade, Michele. Por deferência, não a convoquei como bombeira voluntária. A chuva me trata como aos moradores de baixada. Não reclamamos dela. Reclamamos é do administrador público letárgico e insensível ao inverno de todos os anos. Sem as chuvas e as mangueiras, Belém seria insuportável.

Michele Lobo Sensacional. Obrigada, por tudo: pelo exemplo, pelo Jornal Pessoal e pelas lições de vida 😊

Neilce Santos Infelizmente, ainda causa espanto uma pessoa (re)conhecida no meio acadêmico e fora dele, como o Lúcio Flávio, andar de ônibus. Primeiro, porque as condições dos transportes urbanos de Belém é realmente lastimável, somando-se a isso a falta total de segurança que enfrentamos nestes últimos tempo; e sabemos que os ônibus são constantemente alvo de bandidos. Causa espanto também porque vivemos em na sociedade do espetáculo, e ter um carro importado, e/ou do ano é o que mtos almejam para se auto-afirmar, para aparentar que tem dinheiro, etc e tal. O que não é o perfil desse jornalista. Qto a sua independência sociopolíticoprofissional, é admirável, uma vez que as pessoas se vendem por cargos, por favores, por R$ 50,00, entre outros. Enfim, LFP, você merece nosso respeito.

Lúcio Flávio Pinto Muito obrigado, Neilce. Por saber da precariedade do transporte público na grande Belém, que tanto dissabor causa ao usuário, tenho dedicado muita atenção ao tema.

Maria Amujaci eu tambem Jonny. Fiquei surpresa ele estava na mesma parada que eu ali na Gadpar Viana em frente ao Diario do Pará, tirou o dinheiro trocadinho do bolso e ficou segura do na mão.
Imaginei. Como pode, um jornalista desse naipe.?

Diógenes Brandão Que Jonny?

Cássio de Andrade Andar de transporte coletivo e bike é normal na Europa. Só aqui que acham sinal de simplicidade.

Diógenes Brandão A questão destacada pelo post não é se o LFP anda de ônibus por opção, glamour ou simplicidade e sim pelo notório reconhecimento de que poderia, caso quisesse, ter bens, gozar de luxo e prestígio entre empresários e diversos membros da casta política do nosso Estado e não o faz. Pelo contrário: Afasta-se desta e mantêm-se como um dos baluartes do jornalismo independente brasileiro. Mas já que o assunto foi aventado, na minha modéstia opinião, andar de ônibus não traz nenhum prazer ou orgulho aos belenenses ou turistas que nos visitam, ainda mais conhecedores das condições dos veículos ofertados pelas empresas de transporte público de nossa mangueirosa, as quais não são fiscalizadas pelos órgãos competentes, estes voltados única e exclusivamente à lucrativa indústria da multa.

Fernando Rei Ponçadilha Cássio de Andrade mas, aqui não é a Europa e nem é esse o problema.

Flávio Miranda Achei boa a visão do Diógenes Brandão, pois tem “jornalista” ai que vive de glamour e na verdade não manja das coisas

Salete Souza de Oliveira lá é normal, os ônibus são bons, melhores até que carros daqui, motoristas bem educados.

Salete Souza de Oliveira Aqui a selvageria impera nos ônibus, então não vejo como alegria alguma andar de busão por aqui. Parabéns a este ilustre Brasileiro que poderia andar nos melhores carros e preferiu andar de busão em Belém, pois andar de busão na europa é muito fácil. Vai andar aqui. Eu entendi claramente o que Diógenes escreveu.

Ray Damasceno Bascom Chego a pensar que Newton só expôs a tal lei de que DOIS CORPOS NÃO OCUPAM O MESMO ESPAÇO, porque ele não andou de ônibus no Brasil em horários de pico. Rsrsrsrsrsrsrsrs

Rafael Lima Outro dia estavam “batendo” no Lucio, aqui. Acho q temos q puxar um pouco pela nossa historia. Só o fato d’ele ter varios processos dos Maioranas contra ele, e tb nao ter se vendido pra esses porras, ja o credenciam… Grande lucio Flavio Pinto.

Renato Gusmão Todo respeito e reverência a esse cidadão. Independente de ser jornalista é um homem bom, simples e educado.
Do alto de sua intelectualidade, tira inteligência para interagir com as pessoas de qualquer lugar e posição, por onde passa. Um transeunte do dia a dia, pelas ruas de Belém. Trabalhador sério, honesto feito a grande maioria dos cidadãos de família, em meio a essa podre burguesia.

Lúcio Flávio Pinto Jornalista que não interage com o povo, está se desviando da finalidade mais nobre da sua profissão. No primeiro comício que fez depois de eleito governador pela primeira vez, numa das invasões da periferia de Belém, transformada em bairro depois, Jader me chamou para o palanque. Não fui. E disse lá de baixo que meu lugar era ali, no meio do povo. Sempre foi assim. Nunca subi ao poder, seja lá com quem fosse, amigo ou ex, em seguida.

Mariano Lisboa Antunes Lisboa Se tivesse o despreparo de muitos mas, fosse um bajulador emérito, estaria melhor. Poderia também aceitar fazer acomodações com a verdade, participar de maracutaias ou buscar agasalho político. Na Alepa tem alguns escrivinhadores a esperar a aposentadoria sem qualquer atividade no órgão. Sem o compadrio é difícil sobreviver no jornalismo.

Avelino Ganzer Este Lúcio Flávio Pinto é mesmo um bom exemplo a ser debatido é estudado em nosso tempo. Poderia ser ainda mais famoso com muito dinheiro vendendo sua capacidade e inteligência jornalística as grandes empresas de comunicação regional e nacional. Mas optou em ser este exemplo que é perseguido o tempo todo por ser autêntico.

Lúcio Flávio Pinto Obrigado, caro Avelino, pela coragem de dizer estas palavras. Sei o quanto elas valem.

Antonio Alfonso Andar de ônibus em Belém não é um hábito saudável e seguro. Se puder recomendo fortemente o uso de outros meios de locomoção.

Paulo Aviz Lucio Flavio é um homem que optou por viver uma vida simples, sem perder sua intelectualidade. Parabens!!!

Suely Jucá Conheci a familia mãe irmão e irmã nunca tiveram ganância por dinheiro sempre foram simples que juventude boa tivemos

Lúcio Flávio Pinto Agradeço em nome da família e pela lembrança da nossa juventude.

João Evangelista Dorme o sono dos justos, se a campainha tocar 6 da manhã, vai abrir a porta tendo a certeza que é engano.

Ray Damasceno Bascom E, muitas vezes o engano, é a polícia federal cumprindo mandado, sei lá de quem, nem sobre quais acusações

Salete Souza de Oliveira Andar de bus na Europa é orgulho. Aqui os ônibus não prestam e os motoristas muito mal educados.Fatima Afonso Ainda tem pessoas coerentes que vivem de acordo com o que acreditam, conheço vários e é bom sim enfatizar, nos dá ânimo pra nossa luta

David Vieira Vieira #LucioFlávioPinto PRA MOSTRAR HONRADEX E INTELECTUALIDADE ANDAM JUNTAS.

João Nascimento Um homem digno, correto e honrado! Um grande brasileiro!!!

Antonio Marques Santos Isto sim é exemplo. tenho a honra de conhecer esta referencia Amazônica dez de 1988.

Antonio Marques Santos Egua!!!

Luiz Felipe Tiberius Kirk Ele provavelmente está no top 10 de melhores jornalistas do Brasil

Antonio Pantoja Nada como ter a alma livre! O espírito vive solto. E o corpo leve!

Avelar Cunha Maurilo Passa todos os dias andando, em frente a minha casa.

Helio Oliveira Se quisesse poderia está Rico,grande Lúcio Flávio Pinto!!

Arlete Guimaraes Andar de ônibus deveria ser encarado como absolutamente normal!

Valderez Carreira Merece todo o respeito nao a se vendru

Jean Brito Respeito muito essa figura.

Arlete Guimaraes E isso mesmo.

Carmen Americo Grande Lúcio Flávio!

Claudia Maues Também!

Suely Jucá Certíssimo. Dorme em paz

Atini Pinheiro Força e resistência

Panatto Panatto Verdade

Marcia Lopes Com certeza.

Fabricio Gomes Já falou mal de mim em uma de suas edições e conseguiu despertar em mim o sentimento de tê-la como honra por eu ter sido parte de seus escritos. Queria muito uma cópia, acredito que ele deva guardar as edições anteriores, data de 2007, época da ocupação da reitoria da UFPA.

Orlando Cardoso A Universidade da Flórida tomou a iniciativa de digitalizar todos os números do Jornal Pessoal. Olha neste endereço: https://fauufpa.org/…/jornal-pessoal-e-agenda…/Gerenciar

 

Jornal Pessoal e Agenda Amazônica digitalizados pela Universidade da…

fauufpa.org

Lea Amorim Amorim 👏👏👏👏👏👏👏👏👏

Izabel Pavao Pavao Verdade DIMI….Na Europa se anda fe onibus e de bicicleta, porem a realidade de lá e outra,seja dos meios de transporte, a educação do transito com os pedestres e tudo mais, não se compara com a qualidade de transporte que temos aqui,

Thiago Diniz Mito. Se fosse na minha parada eu tietaria. Selfie, autógrafo e tudo!

Claudia Maues Acredito que o Lúcio é um exemplo de contribuição e integridade social. Deveríamos nos mirar nele. Acontece que falamos em uma sociedade mais justa e o que a maioria preza e um status e uma vaidade absurda que cega. Realmente precisamos de pouco para viver, mas com qualidade e oportunidades. Quem disse que todos têm que ter cargos importantes para contribuir para uma sociedade melhor!!!

Luiz Cunha O que me causa ojeriza é ver a cada dia “jornalistas /comunicadores, se renderem aos donos da mídia. Isto sim é preocupante, mesmo sendo fato corriqueiro cá por estas bandas.

Aderlindo Alves Fonseca Os grandes homens jamais vendem sua honra, sua dignidade, suas verdades, parabéns homem de Deus!

Cássio de Andrade Qual o problema de um jornalista andar de coletivo?

Mardonio Frota nenhum apenas as pessoas glamourizam a profissçao achando que a gente vive de apresentar jornal e aparacer na TV, quando falo que sou jornalista até gente que tem mais estudo fala nunca t vi na TV vc é de que jornal, o buraco é mais embaixo, o país ta cheio de bons jornalistas desempregados, aguentando calados humilhados com medo de perder o emprego, fora que nas empresas jornalisticas os chefes costumam queimar os funcionários pra outras empresas

Cássio de Andrade Sei disso. Minha irmã é jornalista.

Mardonio Frota fora que acham que jornalismo da dinheiro são pouquissimos que ganham bem e concurso tambem sao poucos

Mardonio Frota è uma profissão linda, amo mas prefiro ter com o que me sustentar que viver de sonhos, ja dizia o padeiro

Cássio de Andrade Verdade. Nós comemos o pão que é fruto do suor do padeiro. Literalmente…

Rinaldo Lobato Literalmente!?!?!🤔

Reis Nanna Que foto!! Esse senhor é um ícone

Even Pontes Moisés Rosa

Jose Augusto da Silva Verdade, grande profissional e intelectual.

Jadir Baphtista Baphtista Parabéns

Odranoel Conduru Gente como a gente!

Odinea Ferreira Bom dia ao ser humano que é fantástico

Emília Medeiros Eu o parabenizo.
Não é o transporte que utiliza que o define!
Kellwin Leray olha ai Gabriel foto do nosso Grande Jornalista!

Helena Araujo Do Mar Rio tb é normal andar de bike

Otto Vasconcelos Larissa

Larissa Mendes Eu vi. Rs

Larissa Mendes Os comentários são fantásticos.

Discussão

11 comentários sobre “Obrigado, leitores e amigos

  1. Se de ônibus, carro, limousine ou avião, irrelevante a discussão. Superou com maestria os conceitos e chavões, o preconceito e a ilusão. Sublimou o próprio ofício, distingui-se na elegância, decoro e fineza, numa terra onde impera a covardia e a torpeza. Não importa como o homem vai; importa o que leva consigo, cujo pior assaltante não pode roubar.
    Que mais se pode provar que o requinte prescinde da condição material, abstrai das coisas terrenas?
    Poucas vezes tive a oportunidade de apertar a mão de um ser humano profundo nessa escuridão que nos abateu a visão, desde tempos imemoriais. Aproveito e dou meu alô e abraço apertado ao seu irmão, nosso cavaleiro das deliciosas crônicas de todos os dias. Sei que me leem. E me reconhecem…
    Certa vez recebeu-me com a mais cativante elegância, arrefecendo minha severa angústia, tantas vezes expressadas por aqui de forma não tão nobres. Abraçou-me a causa indigesta de décadas, tornou-se meu aliado pessoal contra quem me deveria resguardar o direito. Presenteou-me obra filosófica, não por mero ato figurativo, mas com sentimento de proveito. Conseguiu. Venceu. Espero um dia voltar a apertar-lhe a mão, e tão somente dizer: Bom dia, Lúcio!, ‘Ex toto corde’, obrigado por tudo. Queria ter um amigo assim…

    Curtir

    Publicado por Anônima | 31 de janeiro de 2018, 18:49
    • Pois conquistou. Venha de novo. Um jornalista alemão que veio e viu tudo, ao final me disse o que sou: um remanescente do iluminismo. Uma amiga poeta, que há tanto tempo não vejo e dela nada mais sei, Annamaria Barbosa Rodrigues, retrocedeu mais ainda para me definir. Eu seria um cavalheiro medieval, com seu código. Pois que seja. Para pessoas como eu, conversar é um ato tão sublime quanto pensar. Portanto, renovo o convite, agradecendo por sua mensagem tão cativante e fidalga.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 31 de janeiro de 2018, 20:15
  2. Interessante. Andar de ônibus deveria ser o normal em uma cidade decente e não causar estranheza. Estranhar que o LFP anda de ônibus pela cidade demonstra como estamos nos afastando muito rapidamente do que seria considerado um patamar mínimo de civilidade.

    Sempre andei de transporte público em todas as cidades nas quais morei. Nunca gostei de carro. Apesar de úteis para algumas situações, eles são caros, ruins e poluem o planeta. É possível sim viver sem depender deles. No transporte público você aprende muito sobre a sociedade na qual você vive ou visita. Basta observar como as pessoas interagem. Melhor laboratório não há.

    Se o nosso prefeito fosse minimamente decente, ele andaria de transporte público todos os dias. Talvez assim ele compreendesse um pouco o coração e a mente da população da qual ele se serve.

    Curtir

    Publicado por Jose Silva | 31 de janeiro de 2018, 19:12
  3. Dois espíritos, especiais, que por aqui passaram, iluminam meu caminhar: Gandhi e meu pai.
    Dois “homo sapiens”, diferentes, eu aprendo o caminhar : padre Bruno Sechi e o jornalista/professor Lúcio Flávio. Mamaste.

    Curtir

    Publicado por valdemiro | 1 de fevereiro de 2018, 08:29
  4. As manifestações sobre a figura impar do jornalismo brasileiro – LÚCIO FLÁVIO PINTO – não se constituem novidade. O Brasil e o mundo sabe quem ele é e o que representa para a frágil democracia que vivemos!Um homem íntegro, modesto e culo. Parabéns cao Lúcio!

    Curtir

    Publicado por José de Arimatéia M. da Rocha | 1 de fevereiro de 2018, 10:31
  5. Considerando que nesta existência sempre somos “passageiros”, e como dizia Thomas Edison: “Não caminho, levo meu cérebro para passear”, utilizar o coletivo público nos confere a mesma estatura de andar em um veículo mercedes-benz (já que a Mercedes também fabrica ônibus públicos), depende do órbita da observação……

    Curtir

    Publicado por Thirson Rodrigues de Medina | 1 de fevereiro de 2018, 12:54
  6. obrigado pelo seu exemplo de ser humano e grande profissional.

    Curtir

    Publicado por SERGIO GUSTAVO FIGUEIRA FIALHO | 1 de fevereiro de 2018, 21:29
  7. Queremos ser Europa, já podemos dizer que somos Veneza, Lúcio é sensacional, fiel aos seus princípios, por isso anda de ônibus! Acredito nesse transporte, pois sabe sua importância, crítica as “autoridades”, pedido melhorias, mas nós? Cobramos também ou só reclamamos?!

    Curtir

    Publicado por Everaldo | 4 de fevereiro de 2018, 21:43

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: