//
você está lendo...
Imprensa, Justiça, Política

A desunião nacional

Reproduzo mais um post do jornalista Francisco Ucha, a seguir.

Quando publiquei a carta aberta a meu caro amigo (inimigo?), o jornalista e escritor Gonçalo Júnior (leia aqui: https://goo.gl/9jDTBk), esperava que, de alguma forma, ele tomasse conhecimento desse texto. Mas sei que é difícil, pois, como ele me bloqueou, minhas postagens não aparecem em sua linha do tempo nem que ele queira (só se ele me desbloquear). Por isso, conto com amigos em comum para que essa carta chegue até ele.

Mas, para minha surpresa e grande (enorme) orgulho, quem leu e compartilhou em seu site o meu texto, foi o jornalista Lúcio Flávio Pinto!

Só para vocês, que não são da área, entenderem quem é essa pessoa elegante e inquebrantável na sua luta pelas coisas da Amazônia e pela ética, e que certa vez me recebeu para uma entrevista, vou elencar alguns prêmios que ele recebeu desde a década de 70 (disponível na Wikipédia):

  • Quatro prêmios Esso de Jornalismo: o primeiro, em 1971, pela edição especial de 400 páginas sobre a Amazônia, publicada na revista Realidade, cuja tiragem foi de 450 mil exemplares; o segundo veio em 1977, quando trabalhou na série de reportagens “Amazônia: A Ocupação Ilegal”, pelo jornal O Estado de S. Paulo, em que “se opunha à retórica desenvolvimentista do governo militar no prolongamento da ‘corrida para Oeste’ em desbravar a fronteira amazônica”. Os outros dois prêmios Esso foram concedidos em função da reportagem “O caso Fonteles: um crime bem planejado” da primeira edição do seu Jornal Pessoal que saiu em 15 de setembro de 1987.
  • Em 1988, a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) considerou o Jornal Pessoal a melhor publicação do Norte e Nordeste do País, recebendo também um prêmio pela reportagem do caso Fonteles.
  • Em 1997, Lúcio Flávio recebeu, em Roma, o Colombe d’Oro per la Pace, uma das altas honrarias no jornalismo italiano, concedida pela ONG Archivio Disarmo, por “contribuir para o combate às injustiças sociais e à violação dos direitos humanos”. Lúcio Flávio, indicado pelo jornalista Maurizio Chierici, foi o primeiro não europeu a recebê-la.
  • Em 2005, foi um dos laureados com o Prêmio Internacional de Liberdade de Imprensa, outorgado pelo Committee to Protect Journalists (CPJ), de Nova Iorque, àqueles profissionais que enfrentam o autoritarismo e perseguições de qualquer espécie.
  • Em 2012, recebeu o Prêmio Wladimir Herzog pelo conjunto da sua obra. Nesta premiação, tive a honra de estar presente.
  • Foi considerado pela ONG Repórteres Sem Fronteiras, com sede em Paris, com um dos mais importantes jornalistas do mundo, o único selecionado no Brasil para essa honraria.

RESUMINDO: Lúcio Flávio Pinto deveria ser festejado em todo o país pela sua importância mundial!

No texto que divulga minha carta aberta, Lúcio Flávio escreve o seguinte na abertura:

“Da noite para o dia, a intolerância política se transforma em ódio e faz de amigos de muitos anos (e mesmo de parentes) inimigos para sempre. Esse clima de guerra entre facções, do tudo ou nada, do a meu favor para não ser contra mim, está destruindo o ethos brasileiro. Pela volta do entendimento, da tolerância e do diálogo racional, reproduzo um post que Francisco Ucha, jornalista, publicitário e desenhista do Rio de Janeiro escreveu a um amigo, tentando salvar um dos bens mais nobres da vida humana: a amizade.”

Obrigado Lúcio Flávio! Você, como sempre, é muito gentil!

Lúcio Flávio Pinto De nada, meu caro. Pode ser considerada uma retribuição. Você fez comigo uma entrevista excelente, das melhores que dá dei, graças à acuidade das suas perguntas da forma gentil de as formular. Com grande alegria retomo nosso contato. Grande abraço e parabéns por este seu espaço, raro na constelação da internet.

Discussão

Um comentário sobre “A desunião nacional

  1. Confesso que não conheço Ucha mas parecia eu escrevendo. Não quanto à forma porém quanto ao conteúdo.

    Curtir

    Publicado por jjss555 | 10 de abril de 2018, 19:05

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: