//
você está lendo...
Transporte

Sem ferrovia

Não interessa ao centro dominante do país iniciar uma política oficial de investimentos para ampliar a rede de ferrovias na Amazônia que não sejam de domínio privado ou exclusivas para drenar recursos naturais para a exportação, como é a ferrovia de Carajás. É este o significado real da obstrução que alguns dos principais partidos na Câmara Federal adotaram ontem. Com isso, extinguiram a Medida Provisória 845/18, que criava o Fundo Nacional de Desenvolvimento Ferroviário.

A intenção do governo federal era incrementar investimentos no setor, principalmente na Amazônia, com ênfase na extensão da ferrovia Norte-Sul até Barcarena, no Pará. Com essa abertura, reduziria custos de transportes, de emissão de poluentes e do número de acidentes em rodovias. Como não foi votada no último prazo da sua validade, a MP morreu.

 

Discussão

4 comentários sobre “Sem ferrovia

  1. Vida de colônia é assim: aos interesses da Corte Imperial, da Matriz, tudo! A Cabanagem não valeu de nada!

    Curtir

    Publicado por Jab | 29 de novembro de 2018, 22:11
  2. Também, com os representantes que temos, esperar o quê?

    Curtir

    Publicado por Jab | 29 de novembro de 2018, 22:12
  3. Demanda Reprimida:

    Mais um medicamento antigo, o bom e velho “Atroveron”, está sendo retirado da oferta em algumas redes de farmácias. Tentei comprar para dar a um animal de estimação sofrendo de cólicas e descobri que a política esquizofrênica do governo federal já induziu mais este desabastecimento. É mais um produto que traz na sua constituição um opióide e como tal passou a ser discriminado pela política equivocada do Ministério da Saúde-ANVISA, não importando as décadas de uso e as várias gerações que já se beneficiaram com o medicamento.
    Outro remédio antigo e de grande utilidade em desarranjos intestinais, o Elixir Paregórico (Lab Catarinense) teve de se ajustar a atual política oficial de “criminalização de medicamentos” do MS, retirando de sua composição a morfina anidra para colocar um extrato vegetal que pode conter opióide – porém em concentração bem menor que a original. E nem me dou ao trabalho de verificar o que foi subscrito por um desses conselhos do MS, coisas do tipo “pesquisas recentes revelaram a ineficácia do produto”, ou “a China está fazendo pressões comerciais na indústria”. Enquanto isso os norte-americanos consomem anualmente cinquenta vezes mais opióides que os brasileiros (Folha de São Paulo), mesmo sob as condições mais severas de vigilância sanitária.

    Curtir

    Publicado por J.Jorge | 30 de novembro de 2018, 07:15
  4. Mais uma família foi vítima da polícia militar na BR-316. Eu vejo que tive mais sorte há alguns meses atrás, quando o carro foi abordado por uma patrulha com o buzinão ligado e militares me apontaram quatro armas. Agradeci a “eficiência do trabalho da polícia”, apresentei meus amigos (todos setentões menos uma de sessenta e oito) e após intermináveis cinco minutos eles baixaram as armas. Ufa!

    Curtir

    Publicado por J.Jorge | 30 de novembro de 2018, 07:30

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: