//
você está lendo...
Ecologia, Minério

Os tubarões e a raia miúda

O governo Bolsonaro quer mostrar que desta vez o chocante crime ambiental cometido novamente pela Vale, o segundo em 38 meses, não ficará impune.

A Polícia Federal, o Ministério Público Federal, os ministérios públicos estaduais de Minas Gerais e de São Paulo, e as polícias civil e militar de Minas cumpriram, nesta manhã, cinco mandados de prisão e outros de busca e apreensão contra engenheiros e funcionários que atestaram a segurança da barragem 1 da mina do Feijão, em Brumadinho.

A ação é para apurar a responsabilidade criminal de funcionários da empresa alemã Tüv Sud e da Vale. Por enquanto, sabe-se apenas que seus crimes são os de terem participado diretamente no licenciamento da barragem. Todos foram presos temporariamente por cinco dias.

O laudo de estabilidade, emitido em setembro do ano passado, atestava que a barragem era de baixo risco, mas com dano potencial “alto”.

A juíza plantonista da comarca de Brumadinho, Perla Salibo Brito, entendeu que os laudos indicam envolvimento dos engenheiros responsáveis. “Os documentos demonstram a existência de indícios de autoria ou participação dos representados nas infrações penais de falsidade ideológica, crimes ambientais e homicídios, crimes estes punidos com penas de reclusão”.

Naturalmente, a gravidade do desastre induz as autoridades a dar uma resposta à opinião pública. Até agora, porém, não há fato algum sobre a falha na inspeção ou fraude nos documentos produzidos pelos técnicos. A presunção de culpa resulta da incredulidade geral: como uma barragem atestada como sólida desmorona quatro meses depois de ser inspecionada?

Pode ter havido negligência, imperícia ou incompetência tanto dos fiscais quanto dos operadores da barragem e dos seus chefes e dirigentes máximos, na cúpula da Vale, isoladamente, em sequência ou em conjunto – e também nas estruturas oficiais relacionadas à mineração e ao meio ambiente, quase sempre ignoradas ou inatingidas. No entanto, provas ainda precisarão ser produzidas para confirmar – ou não – os indícios. Mesmo sendo públicos e notórios, podem não ser verdadeiros.

O que provocou o rompimento da barragem ainda é matéria futura dentre hipóteses previsíveis. Os técnicos disseram que a estrutura era estável e segura. Mas acrescentaram: se ela se romper, o dano será alto. A razão: mais de 500 pessoas trabalhando lá embaixo, a serviço da Vale, além da população agregada à mineração.

Quem colocou essa gente ali e quem a mantinha ali, apesar dos reiterados alertas dos inspetores e da tragédia de Mariana? Estes, sim, já deveriam estar presos. Se é para punir temporariamente sem provas, mas em função do morticínio da natureza, de seres humanos e de animais, deviam ser os da cúpula. Eles podem destruir provas, prejudicar a instrução criminal ou se evadir. Os que foram presos hoje não têm esse poder.

Por baixo do ímpeto justiceiro fica uma sensação de que, ao menos por enquanto, o mordomo é novamente o culpado.

Discussão

13 comentários sobre “Os tubarões e a raia miúda

  1. No tempo do teu PT até o mordomo saía achando graça

    Curtir

    Publicado por Adriano Guimarães | 29 de janeiro de 2019, 17:33
  2. Concordo que os Tubarões tem que ser acusados, processados condenados e presos, juntando-se ao ex-governador petista Pimentel e Dilma, por omissão e ação. Agora o fato da prisão dos “peixes pequenos” como se fosse “jogar para a plateia”. Vamos aguardar um pouco mais, e cobrar sim que este governo de fato puna os criminosos, seja de onde e quem for, mesmo que esteja “dentro de casa”. Foi por isso e para isso que votei nele. Quem o chama de fascista, nada mais reproduz do que a verve doentia de Lenin: acuse-os do que voçe é “.

    Curtir

    Publicado por Alex Bouth | 29 de janeiro de 2019, 17:44
  3. Fui fazer uma retrospectiva do q falaste sobre mariana e só houve um textinho quase 1 mês depois, diferente da pressa de agora, e ainda foi apenas para falar de um desses maconheiros da UFRJ q a mídia amiga chamou pra aliviar pra tua presidanta disléxica.

    Teu “jornalismo” é menos q o lixo, é o chorume

    Curtir

    Publicado por Adriano Guimarães | 29 de janeiro de 2019, 17:45
  4. Concordo. A cúpula deveria estar presa. Há fundamentos de fato e de direito de sobra para tanto.

    Curtir

    Publicado por Augusto Cesar Cavalcante | 29 de janeiro de 2019, 17:57
  5. INTERVENÇÃO FEDERAL NA VALE, JÁ!

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 29 de janeiro de 2019, 18:31
  6. Tá complicado ser jornalista hoje, Lúcio.

    Curtir

    Publicado por Everaldo | 29 de janeiro de 2019, 18:46
  7. Lúcio, acredito que já esteja ciente da reportagem que cita seu nome.

    Neste link:
    https://outraspalavras.net/outrasmidias/como-a-vale-espiona-ativistas-sindicatos-e-criticos/?fbclid=IwAR2iqnkvkJbL1qUK6uXE7ece9xAS0BndLoSU5IJZ8CuXGA8XqvsFSfhcCS8

    O Spoiler da matéria registra seu nome como investigado pela Vale.

    Curtir

    Publicado por Thirson Rodrigues de Medina | 29 de janeiro de 2019, 18:47
  8. Kkkkk agora o Lucio tá sendo acusado de ser petista!!! Kkkk o mundo da voltas!!!
    Desculpa Lucio, mas vai rindo de alguns malucos mesmo!

    Curtir

    Publicado por Joseane | 29 de janeiro de 2019, 21:49

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: