//
você está lendo...
Cidades, Política, Transporte

No cravo e na ferradura

O Liberal e Diário do Pará publicam um grande anúncio do governo do Estado, ocupando ¾ de página dos dois jornais. A peça é bancada pelo governador Helder Barbalho, mas poderia ter a assinatura de Simão Jatene, sem precisar de qualquer ajuste no conteúdo, que anuncia a construção do BRT Metropolitano, com 11 quilômetros, de Ananindeua a Marituba..

A ordem de serviço para a execução da obra foi assinada pelo então governador Simão Jatene a menos de um mês do final do seu duplo mandato, de oito anos. Tudo que seu sucessor e adversário poderá fazer já estava definido, em função de o projeto ter sido aprovado pela agência de cooperação internacional do Japão, a Jica, agente do financiamento para a obra.

O executor dos serviços também já fora definido, a Odebrecht, vencedora da licitação internacional. A ordem de serviço foi emitida apenas quatro meses depois do anúncio do resultado, em agosto. Foi uma vitória tranquila da empreiteira, a principal personagem da Operação lava Jato entre as empresas privadas. Sua proposta foi de 385 milhões de reais, R$ 150 milhões a menos do que a sua única concorrente, a Construtora Marquise, que apostou com inflacionados (ou realistas?) R$ 535 milhões.

Como sucessor do tucano, o emedebista poderia criticar o legado. Zenaldo Coutinho não poupou críticas a Duciomar Costa, seu antecessor (e aliado do PSDB) na prefeitura de Belém, por iniciar o BRT municipal sem projeto executivo. Mas alegou que precisaria continuar a obra mesmo assim. Já havia muito dinheiro público gasto.

A atitude de Helder foi mais sutil. O anúncio (tão caro quanto os de Jatene) serviu de pretexto para uma referência indireta à má fama que cercou a relação de Jatene com o trabalho: “O Pará de volta ao trabalho”, anuncia a peça. Ao mesmo tempo, a verba publicitária adoça mais um pouco as relações com o jornal dos Maiorana e fortalece o caixa do jornal do próprio governador.

Pará é isso.

Discussão

Um comentário sobre “No cravo e na ferradura

  1. falar ok dessa nefasta familia Barbalho

    Curtir

    Publicado por luiz carlos | 18 de fevereiro de 2019, 19:17

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: