//
você está lendo...
Segurança pública, Violência

O estupro: chocante

Mais da metade dos casos registrados de estupro em São Paulo no ano passado foram praticados contra vulneráveis, com 14 anos e menos. Na faixa entre zero e 11 anos, a proporção é ainda mais assustadora: 42%. Entre 12 e 17 anos, 24. Ou seja: 66% das vítimas de estupro são menores; 85% deles, mulheres.

Esses dados foram obtidos (e acabam de ser divulgados) pela Globo News, a partir de 2,3 mil boletins de ocorrência feitos na polícia. As estimativas oficiais são de que eles representam apenas 10% dos casos de estupro realmente praticados no mais populoso e mais rico Estado do Brasil. A maioria dos crimes acontece em ambiente familiar, praticados por pessoas da família ou amigos. Daí a demora ou a recusa das vítimas em admitir a violência sofrida.

Esses números chocantes atestam a gravidade do problema, para o qual não se deve ter qualquer tolerância. A sociedade brasileira precisa adotar meios mais rigorosos e eficazes de prevenção desses abusos e de acolhimento das suas vítimas.

Discussão

2 comentários sobre “O estupro: chocante

  1. Cenário horripilante e em meados de proximidade dos festejos da “festa da carne”, torna-se dantesco.

    Curtir

    Publicado por Thirson Rodrigues de Medina | 28 de fevereiro de 2019, 12:23
  2. A moral machista, chancelada pela mentalidade religiosa que determina a posição hierárquica do macho supremo, divino, sempre fará da mulher um ser inferior.

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 28 de fevereiro de 2019, 18:50

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: