//
você está lendo...
Ciência, Cultura, Educação, Sem categoria

Humanizando a virtualidade com a virtude

Abro uma exceção na linha editorial deste blog para reproduzir a matéria abaixo. É um resumo de reportagem do El País, jornal espanhol que resistiu à era da mídia sem impressão em papel, adaptou-se a ela e se tornou melhor.  O objetivo do texto, a partir de um caso real, é expandir uma convivência saudável e positiva no ambiente virtual, sem suas distorções e malefícios, com atenção, sensibilidade, lucidez e coragem. No final, um link do texto compleot para os interessados. Espero que todos ganhem com essa contribuição.

No Vale do Silício proliferam *escolas sem tablets nem computadores* e jardins da infância onde o celular é proibido por contrato.

***

No Waldorf of Peninsula, uma escola particular onde são educados os *filhos de administradores da Apple, Google e outros gigantes tecnológicos* que rodeiam esta antiga fazenda na Baía de São Francisco, as telas só entram quando eles chegam ao secundário (o ensino médio).

***_

“Se você coloca uma tela diante de uma criança pequena, você *limita suas habilidades motoras, sua tendência a se expandir, sua capacidade de concentração*”_ (Pierre Laurent, pai de três filhos, engenheiro de computação na Microsoft, na Intel e várias startups, e agora preside o conselho da escola).

***

Os adultos que melhor entendem a tecnologia dos celulares e dos aplicativos *querem que seus filhos se afastem dela*. Os benefícios das telas na educação infantil são limitados, argumentam, enquanto *o risco de dependência é alto*.

***_

“Não temos telefones na mesa quando estamos comendo e só lhes demos celulares quando completaram 14 anos”_ ( *Bill Gates*, criador da Microsoft).,

***_

“Em casa, limitamos o uso de tecnologia para nossos filhos”_. ( *Steve Jobs, criador da Apple* – ele também proibia os filhos de usarem iPad.).

***_

“Na escala entre doces e crack, isso_ (o uso excessivo de telas) _está mais próximo do crack”_( *Chris Anderson*, ex-diretor da revista Wired, bíblia da cultura digital).

***

O problema da relação das crianças com a tecnologia é que *o ritmo vertiginoso em que se transforma dificulta a reflexão e o estudo* (pesquisa da _Common Sense Media_, organização dedicada a ajudar as crianças a se desenvolverem em um mundo de mídia e tecnologia).

***

Estudos relacionam o uso excessivo de telefones celulares por adolescentes com *falta de sono, risco de depressão e até suicídios*.

***

As famílias com elevado poder aquisitivo têm mais facilidade para impedir que seus filhos passem o dia na frente de celulares. Enquanto os filhos das elites do Vale do Silício são *criados entre lousas e brinquedos de madeira*, os das *classes baixa e média crescem colados em telas*.

***

A escola] Waldorf of Peninsula introduz as telas no secundário. [A escola] Hillview anuncia um programa pelo qual cada aluno tem um iPad. Na primeira, o visitante é recebido por um espantalho rústico, colocado em uma horta que os alunos cultivam. Na segunda, por uma tela de LED que expõe os comunicados do dia.

***

É uma *luta desigual*. Pais superatarefados contra equipes de engenheiros e psicólogos que projetam tecnologia para manter seus filhos viciados.***No ano passado, dois grandes investidores da Apple, a Jana Partners ea CalSTRS enviaram uma carta aberta aos chefes da empresa, pedindo que tomem mais *medidas contra o vício das crianças nos celulares*.

***https://brasil.elpais.com/brasil/2019/03/20/actualidad/1553105010_527764.html

Discussão

3 comentários sobre “Humanizando a virtualidade com a virtude

  1. Reconheço que sou apenas um observador leigo nesse tema controverso, no nível do senso comum mesmo.

    Como a contribuição do post, amplia a reflexão sobre a virtualização da realidade e seus efeitos colaterais à sociedade, me arrisco em tecer um comentário.

    Pesquisas sobre os efeitos cumulativos à saúde humana na utilização de dispositivos móveis, sem conclusões definitivas e comprobatórias da veiculada nocividade ao qual estamos expostos e bombardeados pela ressonância eletrônica irradiada por aparelhos eletrônicos, nos predispõem a médio e longo prazo a alterações ortomoleculares, dentre os malefícios, a predisposição ao desenvolvimento de câncer, principalmente, cerebral.

    É claro, que a industria desse mercado trilionário não alardearia em seu mercado consumidor.

    Mesmo assim, especialistas na área, como bem citados alguns experts, no artifo do El País, ascendem a luz vermelha em sinal de stop, diante da tecnologia 5G, realidade no mercado varejista norte-americano.

    Se hoje, a controvérsias sobre os efeitos à saúde humana, principalmente neurologicamente falando, com a expansão da tecnologia 5G, o cenário é extremamente devastador à saúde humana, por um lado, devido a ausencia de maiores pesquisas que orientem diretrizes à OMS, em orientar os usuários e por outro lado, a corrida econômica por novos mercados, não poderia ser fragilizada por “hipóteses não confirmadas” por cientistas antistabilishment .

    Enfim, um bom tema, para analise continuada.

    Curtir

    Publicado por Thirson Rodrigues de Medina | 7 de abril de 2019, 13:26
  2. A tática do “pão e circo” sempre foi usado para alienar o Povo. O mais que deprimente é a maior parte daquilo que se diz auditor do Povo fazer do jogo da alienação.

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 7 de abril de 2019, 19:17
  3. Interessante a apreciação-resumo. Mais interessante é saber que foi na Califórnia que, praticamente, tudo surgiu. É fácil impor essas regras ao discente quando há profissionais comprometidos em fazer andar bem o processo da educação formal. Pais, professores, psicólogos, administradores, supervisores, agentes, aliado a um bom ambiente de estudos são, a meu ver, condições sine qua non para um bom desenvolvimento afetivo/cognitivo. Precisamos copiar essas boas práticas.

    Curtir

    Publicado por Alce | 8 de abril de 2019, 01:41

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: