//
você está lendo...
Imprensa, Minério

Autocensura

Os leitores do Diário do Pará e O Liberal ficaram sem saber que a Polícia Federal foi à residência do presidente afastado da Vale, Fábio Schvartsman, e do diretor executivo Peter Poppinga, também afastado. A missão da PF era apreender documentos e material requisitado como prova no inquérito que apura a tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais, pelo rompimento de barragem da mineradora, com 229 mortos e 48 desaparecidos até agora.

Os dois jornais, fartamente premiados com publicidade da mineradora, fizeram autocensura, provavelmente para retribuir à generosidade da companhia. Por isso, reproduzo a matéria publicada pela Folha de S. Paulo de hoje.

Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira (16) como parte do inquérito que apura a tragédia do rompimento da barragem na mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). Até o momento, são 229 mortos e 48 desaparecidos.

Um dos mandados foi cumprido em São Paulo, na casa do presidente afastado, Fábio Schvartsman. Outro, no Rio de Janeiro, na casa do diretor executivo afastado, Peter Poppinga. Houve ainda dois em Belo Horizonte e um em Nova Lima, na região metropolitana da capital mineira, também em residências de funcionários da Vale.

Equipes de bombeiros civis e militares com auxílio de helicópteros fazem busca por desaparecidos na região do Córrego do Feijão, próximo à Casa Branca, após o rompimento da barragem de rejeitos de mineração na região de Brumadinho (MG). Um local foi montado para atendimento de feridos e desabrigados da tragédia Pedro Ladeira/Folhapress

Segundo a Polícia Federal, as buscas foram necessárias devido a novos fatos que surgiram em oitivas, análises de documentos e de outras mídias coletadas pela investigação.

O inquérito, que estava previsto para ser desmembrado em dois, pelo delegado responsável pelo caso, Luiz Augusto Pessoa Nogueira, irá seguir como um só, por enquanto, devido a necessidade de mais informações e diligências. A PF pretende chamar mais pessoas para depoimento.

As buscas desta terça foram um pedido da PF, com manifestação favorável do Ministério Público Federal e autorização da 9ª Vara da Justiça Federal em Belo Horizonte. Não houve resistência ao cumprimento em nenhum dos locais.
A Vale respondeu que, desde o rompimento da barragem, “seus empregados têm apresentado todos os documentos e informações solicitados voluntariamente e, como maior interessada na apuração dos fatos, continuará contribuindo com as investigações”.

Ainda de acordo com a PF, fatos que estão sendo levantados na comissão parlamentar de inquérito da Assembleia Legislativa de Minas Gerais já eram do conhecimento da polícia e não estão influenciando as investigações.

Em oitiva realizada nesta segunda, Wagner Araújo, chefe de Divisão de Segurança de Barragens de Mineração, vinculado à Agência Nacional de Mineração (ANM), disse que a barragem que se rompeu não era vistoriada pelo governo federal desde 2016.

Discussão

11 comentários sobre “Autocensura

  1. Não assino mais os jornais locais.
    Além da censura interna, as equipes de jornalismo não fazem reportagens à altura do nome.
    Por exemplo, boa parte de Belém está sofrendo com o desabastecimento d’água potável fornecida pela Cosanpa, há mais de 20 dias. As reportagens não vão ao Utinga e locais onde pode ser o foco do problema, limitando-se a ler relatórios, twitter e notas oficiais fornecidas pelas assessorias da empresa. Ninguém investiga e questiona as razões apresentadas. A Cosanpa faz promessas e não cumpre, diz que faz racionamento, sem fixar horários, lamenta que recebeu uma massa falida, mas não dá soluções imediatas, como fazia o Governo que acusam de incompetência, no mínimo.
    Outros problemas, como o lixo, o trânsito, a saúde, a miséria, o tráfico de drogas e a violência, são tratados como corriqueiros e aceitando-se as declarações das autoridades quando dizem que jã estão preparando licitações e ações para resolver o caos que paira no Estado.

    Curtir

    Publicado por Jab | 17 de abril de 2019, 22:09
  2. Olha o Roma News e o Carlos a Provincia do Para Santos….todos pegaram dinheiro p caramba do PSDB e fizeram campanha explicita para o Marcio Miranda…..POIS BEM A CADA DIA MAIS HELDER…Pk TU N FALAS SOBRES ESTES 2 PLANFLETOS…TB.

    Curtir

    Publicado por Psdb 45. | 17 de abril de 2019, 22:38
  3. Não sei porque alguns querem que o LFP seja o superjornalista. Se algo não se faz em termos de jornalismo, lá o provocam.
    Levantamos a bola aqui neste espaço, um dos poucos onde se pode trocar ideias e informações, para que o assunto jornalismo entre em pauta, já que estamos vivendo um momento inusitado em nosso Pará, onde pontes caem, o lixo derrama pelos veios d’água, passarelas caem, BRT se eterniza em um inferno da mobilidade urbana. a água some das torneiras em pleno inverno amazônico e a grande media local apenas lê e transcreve notas oficiais, sem investigar, sem questionar, sem ouvir os atingidos e sem provocar debates e tempestades de opiniões, para se encontrar a luz, que está cara enquanto não se vislumbram coisas boas no horizonte.
    O LFP não é o xerife do jornalismo.

    Curtir

    Publicado por Jab | 18 de abril de 2019, 17:37
    • Lúcio você está com toda razão, por isto a importância sua para o jornalismo do Pará.
      Vou tentar corrigir.
      E é muito importante as pessoas terem acesso ao seu Blog, pois você conhece e critica os jornais,
      nao para desacreditar e sim para que tenhamos uma imprensa melhor no nosso estado.
      E não vou ser hipocrita, os jornais por uma série de motivos erram sim. E a sua independência engrandece e ajuda os próprios jornais. Sei que você não gosta do termo, mais você é o OMBUDSMAN dos veículos jornalísticos do Pará.
      E com sinceridade digo o seu trabalho ajuda e muito o jornalismo paraense.
      Continue assim e não é fácil, fazer o que você faz
      Precisa ser desprendido de coisas materiais e apaixonado pela informação e pela democracia.
      Hoje sexta-feira santa. Que Deus lhe proteja e PARABÉNS.
      Com sinceridade e emoção

      Curtir

      Publicado por Ronaldo Maiorana | 19 de abril de 2019, 12:17
      • Ronaldo, seu comentário é realmente um evento pascal, no sentido etimológico da expressão, de passagem – espero que passagem para um jornalismo melhor. Vou continuar a ler O Liberal, estimulado pelas palavras que você escreveu. sempre com o compromisso de cobrar as responsabilidades da imprensa com o seu leitor.

        Curtir

        Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 19 de abril de 2019, 16:45
  4. Já respondeste, com certeza, a causa da autocensura: verbas generosas da Vale às duas famiglias. Até nem sabem quem é o intragável e Imperial diretor presidente afastado que disse jocosamente ser a empresa ” uma joia “. Mas, já reparaste que ninguém agride ninguém ninguém? Que um não chama o outro de maiotralhas?! Que o outro não diz pro um que está fazendo barbalhidades?! Kkkkkkkkk. Um repórter que já esteve até na Veja, desapareceu. E um outro, no outro jornal, que, aos domingos, tece verdadeiros encômios ao judiciário? Parabéns pra ti, amigo, que só, e absoluto, comandes uma real Agenda Amazônica.

    Curtir

    Publicado por Alce | 18 de abril de 2019, 17:39
  5. Já cancelei minha assinatura de O Liberal, que mantinha há anos para confrontar vers]pes com outra força midiática e política. Reportagens que incomodem governantes, são enjeitadas.
    Agora, todos do mesmo lado, até as fofocas e elucubrações dos articulistas nas colunas perderam a graça.
    Notícia insossa são mais úteis pela internet. Como pago caro por esse serviço, vou cancelando assinaturas. A próxima é a Veja.
    Mas não largo o Jornal Pessoal, ficando melhor informado com os artigos do LFP e debates neste blog.

    Curtir

    Publicado por Jab | 20 de abril de 2019, 18:30

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: