//
você está lendo...
Polícia

Uma pista

Jacilene Souza teve Jayson Serra quando tinha 15 anos. Passados 32 anos, ela se apresentou, ontem, para defender o filho, dono de uma padaria no bairro da Cremação. Sustentou para a imprensa que ele é honesto e trabalhador. Mantém a família e seus cinco empregados. Foi preso pela polícia como suspeito de integrar o bando que executou 11 pessoas no último domingo no Guamá, um bairro próximo.

A polícia diz ter recebido informação segundo a qual o bando se reuniu na padaria para organizar a chacina. Prendeu Jayson porque ele tinha uma pistola calibre 380, compatível com uma das armas usadas na matança. A mãe, que trabalha como promotora de vendas, disse que a arma era necessária para garantir a vida do filho dentro do seu estabelecimento comercial, onde houve a apreensão. Ex-policial militar, ele registrara a pistola, mas não o seu porte. Foi preso mesmo sem estar usando a arma, pelo porte ilegal, que não estava caracterizado.

Se a linha de investigação da polícia estiver certa, Jayson é o terceiro dos presumidamente sete integrantes do grupo (ou milícia) que fez a chacina já presos. Se não, dentre outros efeitos, há a advertência para os que decidirem se armar, estimulados pelo capitão-presidente da república.

Discussão

8 comentários sobre “Uma pista

  1. ++++ armas, ++++bang bang, ++++cadáveres,
    Segurança é um direito do cidadão, um dever do Estado.
    Estado que não garante os direitos fundamentais do cidadão é ……
    Paz&paz

    Curtir

    Publicado por Valdemiro A. M. Gomes | 24 de maio de 2019, 13:34
  2. Quais as condições, ou qualidades, para se tornar um miliciano?

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 24 de maio de 2019, 16:11
  3. Lúcio, não temos um capitão presidente da república. Temos um Presidente da República, quer gostem ou não.

    Curtir

    Publicado por Abdon | 24 de maio de 2019, 19:02
    • Ele é capitão. Ou melhor: ex-capitão, já que pediu demissão. Só fiz referência a esse fato (que ém um fato) porque é esse lado que impulsiona certos atos e manifestações de Bolsonaro. Diga-se que os únicos destaques na carreira castrense dele foram o preparo físico (decisivo para se salvar do atentado que sofreu) e sua eficiência no uso de arma. As outras referências, feitas por escrito por diversos dos seus superiores, foram negativas.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 25 de maio de 2019, 07:50
  4. O curioso disto tudo, é que em regime socialista, a sua policia política, extermina todos aqueles que ela, através do seu “DITADOR” tem como inimigo do estado. Sendo que esse tirano, tem um exercito muito bem armado para proteger-lhe a vida e a de seus parentes, aí estão documentos históricos para comprovar a veracidade dos fatos! “- Lúcio, cite-me um ditador do regime socialista, o qual a classe jornalística tanto venera que tenha morrido de “MORTE NATURAL”?

    Curtir

    Publicado por Henrique Miranda | 25 de maio de 2019, 09:28
  5. Uma hipótese: o correto não seria pensar em ex-militar?

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 25 de maio de 2019, 19:25
  6. Pessoal,o homi não conseguiu concluir nem a ESAO,caso raro no exército,queriam o quê?

    Curtir

    Publicado por Wilton Almeida | 27 de maio de 2019, 05:38

Deixe uma resposta para Abdon Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: