//
você está lendo...
Cidades, Saúde

Lixo para todos

O contrato para a operação do aterro sanitário da região metropolitana de Belém, por ter começado torto, cinco anos atrás, pode terminar torto, hoje. Em uma reunião de emergência, marcada para o fim da manhã desta sexta-feira, os responsáveis (ou irresponsáveis) pela questão tentarão encontrar uma saída para evitar que a área mais densamente povoada e de maior importância econômica e política do Estado retroceda a 2015 em matéria de saneamento básico. Lixo é item fundamental à vida humana, mas sem a prioridade que deveria ter, pode ser o caos. Não por acaso, Belém é a capital do lixo na rua.

O problema é controverso e complicado, mas cabe num enredo básico. O contrato assinado com a empresa privada Guamá Tratamento de Resíduos Sólidos, subsidiária da multinacional italiana Solvi, foi para inglês ver. Seria experimental por um ano. Depois, seus termos, principalmente em relação ao valor do lixo a ser recebido e tratado, seria revisto. A prefeitura de Marituba, por receber os rejeitos, teria um bônus sobre as demais.

Qual  razão desse favorecimento? Só o recebimento do lixo não justificava. Devia-se ao método primário e ineficiente do processo, que gerou um fedor insuportável, causando problemas de saúde e até econômicos no entorno do aterro. A pressão popular e institucional obrigou a empresa a melhorar o sistema que implantara. Segundo ela, exigindo investimento de 40 milhões de reais, que não estava previsto no contrato. Esse fator, a inadimplência dos municípios e outros custos acarretaram prejuízo de R$ 100 milhões. Por isso, a Guamá reivindica a elevação da tonelada de lixo, que é de R$ 65, para quase o dobro.

Esse pagamento poderia destravar fatores que a obrigariam a encerrar hoje as suas atividades e manter-se no lugar atual, enquanto o Estado não conclui o licenciamento e não se encontra uma nova área, muito mais distante (no Acará ou na já problemática Barcarena) para receber o estorvo. As autoridades só faltam dizer a palavra implícita nas críticas que fazem à empresa: chantagem. O termo é um tanto inapropriado e injusto, por esconder as omissões e erros do poder público na condução desastrosa do assunto, que leva a metrópole da Amazônia de volta ao vergonhoso lixão do Aurá, desativado em 2015 e ilegal desde então, além de danoso

Seria, porém, o preço irrecusável pela incapacidade de todos de evitar o desfecho da trajetória de uma bomba de efeito retardado ativada há tanto tempo. Deixar de recolher as 1.500 toneladas diárias de lixo que tem uma destinação certa significaria transformar num inferno acabado o cenário cotidiano – e considerado normal – de uma cidade na qual o lixo de uma população incivilizada e predadora se espalha por todos os lados.

Discussão

3 comentários sobre “Lixo para todos

  1. Pois é, prezado Jornalista, o que aconteceu, segundo li nas agências de notícias , há pouco, é que houve uma determinação de um juiz pra que as empresas envolvidas continuem descartando o lixo de Belém em Marituba até no mês de setembro; que se pague 80 reais por carrada Dê lixo… até os atores do processo encontrarem uma solução a contento. Que não mais se descarta lixo no Aurá, e que o prefeito de Marituba está tentando o benefício da decisão aos munícipes. Lúcio, estão empurrando o problema com a barriga. Aonde anda a gestão competente?

    Curtir

    Publicado por alce | 31 de maio de 2019, 23:59
  2. Prefeitura decreta situação de emergência sanitária e ambiental em Belém | Pará |

    G1 https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2019/06/23/prefeitura-decreta-situacao-de-emergencia-sanitaria-e-ambiental-em-belem.ghtml

    E AGORA ZELIXO E CIA ILTDA?

    Curtir

    Publicado por Jab | 23 de junho de 2019, 22:53

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: