//
Arquivos

Arquivo para

O começo da Albrás

Vou começar a pagar a promessa que fiz algum tempo atrás: recuperar textos meus – já publicados em papel ou inéditos – que possam ser úteis à compreensão da Amazônia dos nossos dias. Revendo centenas de artigos e reportagens, fica a impressão de que nem sempre caminhamos para frente. Parece estarmos sempre a voltar a … Continuar lendo

Motins, 50 anos depois

No ano que vem a 2ª e última edição de Os Motins Políticos, de Domingos Antônio Rayol, completará meio século. Maior obra da historiografia paraense e das mais importantes da bibliografia nacional, o livro (com o subtítulo (“história dos acontecimentos políticos da província do Pará desde o ano de 1821 até 1836”) foi reeditado pela … Continuar lendo

Propaganda oficial

A assinatura de um protocolo de intenções para a implantação de uma usina de laminação de aço em Marabá serviu de pretexto para mais publicidade oficial do governo do Estado na imprensa neste domingo. Os jornais da família Maiorana e da família do próprio governador receberam novamente anúncio de 2/3 de uma página. Desafio o … Continuar lendo

Bairro do narcotráfico

A Cabanagem, onde vivem quase 30 mil pessoas, entre Belém e Ananindeua, é o bairro da seção de hoje de O Liberal. A matéria é curta e superficial. Não impede o jornal de afirmar que o bairro “é uma área dominada pelo narcotráfico”. As provas? Ali atuou Jocicley Braga de Moura, o Dote, considerado pela … Continuar lendo

Quem defende a corrupção?

No dia 20, a Câmara dos Deputados decidiu, por 228 votos a 210,  transferir o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) do ministério da Justiça para o ministério da Economia. O resultado significou uma grande derrota para o governo Bolsonaro; em especial, para o ministro Sérgio Moro. Esse parece ter sido o objetivo de … Continuar lendo

A Vale que se foi

Em 2004, a Vale – que nasceu Companhia Vale do Rio Doce, em 1942, no Estado Novo de Getúlio Vargas, em plena Segunda Guerra Mundial, em Minas Gerais – completou 60 anos de vida. Comemorou a data lançando o belo álbum Histórias da Vale, com 300 páginas, escrito pelo jornalista mineiro Geraldo Mayrink, a partir … Continuar lendo

Minas não há mais?

Há semanas, 90 mil moradores de uma região serrana de Minas Gerais em torno da cidade de Barão de Cocais vivem sob enorme tensão. Há uma semana, o medo aumentou muito. Foi quando os técnicos começaram a monitorar as rachaduras na barragem do Gongo Seco, da Vale. No momento em que escrevo, o rompimento pode … Continuar lendo

Fuga para a frente

O poder executivo não pode realizar plebiscito no Brasil se não tiver a aprovação do legislativo. É uma regra constitucional sólida, baseada na melhor tradição republicana, seja ela presidencial ou parlamentarista. O presidente não tem base parlamentar suficiente para poder convocar legalmente um plebiscito. É um caminho vedado a ele, ainda mais porque soaria impróprio … Continuar lendo

Comprando opinião

O chefe do poder legislativo parece estar imitando o chefe do poder executivo estadual, do qual é aliado político, sem ser do mesmo partido. O Dr. Daniel (Barbosa Santos), conforme ele se assina, o mais votado na última eleição, com 113 mil votos, está comprando espaço na imprensa para divulgar as atividades da Assembleia Legislativa. … Continuar lendo

Uma pista

Jacilene Souza teve Jayson Serra quando tinha 15 anos. Passados 32 anos, ela se apresentou, ontem, para defender o filho, dono de uma padaria no bairro da Cremação. Sustentou para a imprensa que ele é honesto e trabalhador. Mantém a família e seus cinco empregados. Foi preso pela polícia como suspeito de integrar o bando … Continuar lendo