//
você está lendo...
Cultura, Imprensa, Política

“Roubalheira” na Pará 2000

Mais de um bilhão de reais foram desviados da organização social Pará 2000 durante os governos do PSDB, chefiados pelo médico Almir Gabriel e pelo economista Simão Jatene, que foram governadores do Estado durante 16 anos. Nesse período, o principal responsável pela OS foi o arquiteto Paulo Chaves Fernandes, secretário de cultura ao longo de todo esse período.

A denúncia está na edição de ontem de O Liberal. Não na primeira página, como exigiria a gravidade da informação, mas em duas colunas do Repórter 70, a principal coluna do jornal, pela qual os seus donos, os irmãos Maiorana, agora chefiados por Ronaldo Maiorana, mandam recados, elogiam ou atacam.

A coluna lamenta que “forças das trevas querem que a roubalheira do dinheiro público continue e derrubaram o presidente da OS somente porque ele queria que o dinheiro público, que pertence a toda a população, não fosse saqueado por esse grupo” do PSDB, que teria montado o esquema de desvio de dinheiro.

A Organização Social Pará 2000 administra a Estação das Docas, Mangal das Garças, Hangar Convenções & Feiras da Amazônia, Mangueirinho, Carajás Centro de Convenções (em Marabá) e o Parque Estadual do Utinga, todos criação de Paulo Chaves Fernandes. No governo de Helder Barbalho, do MDB, desde janeiro, a área está sob a influência de Ronaldo Maiorana.

 

Discussão

5 comentários sobre ““Roubalheira” na Pará 2000

  1. Quando no CAP ( Conselho A. Portuária), alertei o secr. J.A. Affonso e o arq. P.C. para que fosse a iniciativa privada a fazer a gestão. Quando vão consertar o erro?

    Curtir

    Publicado por Valdemiro A. M. Gomes | 3 de junho de 2019, 14:16
  2. O que aborrece, ilustre jornalista, é que os órgãos/agências que compõem a nossa segurança jurídica sequer analisam, investigam ou passam um pente fino nas contas ou nos gastos dessas OSs. Se apresentam algum resultado, é algo pró-forma ou coisa maquiada. Tanto dinheiro concentrado em màos que fingem administrar e usar bem, na verdade, desenvolvem viciada gestão, impedindo seleçào, através de concurso, de profissionais talhados para atuar nesses órgãos. Se não estou enganado, o novo governador, ao assumir, disse que ia fazer uma revisão nas OSs, acabar com ” arranjos”, etc. Foi só empulhação?

    Curtir

    Publicado por alce | 3 de junho de 2019, 22:05
  3. E a bela social-democracia plantou mais uma semente, pelas “mãos invisíveis” da sociologia da reeleição, para a corrupta elite consagrar o status quo. Alguma surpresa?!

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 4 de junho de 2019, 10:32
  4. Mais detalhes sobre a influência de Ronaldo Maiorana na Sec. de Cultura?

    Curtir

    Publicado por igor silva | 4 de junho de 2019, 19:57
  5. Mais uma correção. Foram 20 anos de tucanagem.

    Curtir

    Publicado por Pedro Pinto | 10 de junho de 2019, 19:06

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: