//
você está lendo...
Cultura, Sem categoria

Panem et circenses

Futebol de hoje: 22 milionários correndo atrás de uma bola. É o que diz o personagem principal de um filme argentino. Os salários das maiores estrelas do mais popular dos esportes neste planeta são descomunais, desproporcionais e injustificáveis. Para que essa irracionalidade continue a violentar a fixação de valores a partir do trabalho humano subsiste, outras irracionalidades se sucedem numa cadeia que leva ao delírio e à histeria.

Só assim dá para entender atitudes insensatas que associam jogadores como Cristiano Ronaldo e Neymar ao cometimento de atos como o estupro ou qualquer outra forma extravagante de demonstração do poder que possuem. Como o de Ronaldo (“o fenômeno”) com um grupo de travestis.

Diga-se, a bem da verdade, que esses escândalos são generalizados no universo do entretenimento, onde celebridades vazias e fúteis demonstram que, na sociedade atual, com seus miasmas liberados pela rede mundial de computadores, há muito mais circenses do que panem.

Discussão

2 comentários sobre “Panem et circenses

  1. Lúcio, quanto aos salários desses jogadores, penso que os clubes se dispõem a pagar por causa do mais que milionário $$$ retorno que os mesmos dão aos clubes, aliás, creio que a soma que recebem – embora descomunais para um mero mortal como nós – representa uma ínfima parte da receita que esses mesmos jogadores geram à instituição. Do contrário, duvido muito que um clube aceitaria pagar tanto para ter prejuizo.
    Em relação à acusação de estupro, o caso é mais complexo. O próprio escritório de advocacia que representava a moça admitiu que a mesma mentiu e que a acusação agora é outra: deixou de ser estupro e o foco é tentar enquadrá-lo no crime de agressão.
    Mas enfim, os milhões na conta bancária devem mesmo subir à cabeça para esses caras cometerem tantas asneiras e ainda se iludirem com as pessoas, achando que elas se interessam por eles serem “lindos”, sem nenhum interesse por trás…rs

    Curtir

    Publicado por Gleydson | 5 de junho de 2019, 15:53
  2. O futebol tornou-se um teatro de horrores. É como se fosse uma corrida entre uma ferrari e um fusquinha onde o primeiro se choca, propositalmente, com o segundo, sendo o fusca o único prejudicado. E tendo ainda que arcar com a conta da batida, por óbvios motivos.

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 6 de junho de 2019, 07:46

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: