//
Arquivos

Arquivo para

O jornal e as fontes

A Folha de S. Paulo, no meio de uma das suas matérias publicadas hoje, informou, como já é sabido, que teve acesso ao pacote de mensagens atribuídas aos procuradores da força-tarefa da Operação Lava-Jato e ao então juiz Sergio Moro e obtidas pelo site The Intercept Brasil. Segue-se o texto, que reproduzo, rompendo momentaneamente meu … Continuar lendo

A política no Pará (10)

(Prossigo a reprodução da matéria publicada em 1982) O próprio secretário estadual de finanças, Oscar Lauzid, causou furor ao revelar, pouco depois de assumir o cargo, a acelalia administrativa que recebeu dos seus correligionários. O governo devia grandes somas ao funcionalismo em atraso. Não pagava cotas obrigatórias, como à SPVEA [Superintendência do Plano de Valorização … Continuar lendo

Ainda assim, se move

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em São José dos Campos (São Paulo), que existe há 58 anos, recebe quase 250 imagens, enviadas todos os dias por 10 satélites estrangeiros, sob contrato com o governo brasileiro. Alguns desses satélites são geoestacionários, como o Goes-16, que orbita a 36 mil quilômetros da superfície da Terra. … Continuar lendo

Tratamento de esgoto diminuiu

De todas as capitais, apenas quatro tiveram saldo negativo no tratamento de esgoto entre 2013 e 2017. Belém foi uma delas, com redução de 1,0 p.p., segundo os dados do Instituto Trata Brasil, que estou divulgando. O maior índice foi alcançado em 2016: 3,6 p.p.. O pior foi justamente no ano seguinte, o último da … Continuar lendo

Quem tem esgoto?

Em 2013, apenas 7,09% da população de Belém dispunha de esgoto. Em 2017, o crescimento atingiu 5,90 p.p., o 11º melhor no Brasil (apenas três tiveram saldo negativo, diante da extrema carência nacional). Ainda assim, o percentual de moradores com esgoto era de 12,99%, inferior ao de outras duas capitais amazônicas: Manaus (12,25 p.p.), Macapá … Continuar lendo

Menos água em Belém

Oito capitais brasileiras tiveram uma redução no atendimento em água à sua população. Belém foi uma delas, ao lado de Fortaleza (a pior), São Luiz, Belo Horizonte, Salvador, Vitória, Maceió e Natal, a única capital da Amazônia nesse ranking ruim. Os municípios que mais aumentaram, pela sequência, foram Rio de Janeiro, Palmas, Manaus e Rio … Continuar lendo

Uma tragédia amazônica

Em matéria de acesso à rede de coleta de esgoto, a situação do Pará é ainda pior. Nem 1% da população de Ananindeua dispõe desse serviço vital da civilização. Por isso, é o último município do ranking nacional. Santarém é o penúltimo. A situação de Belém só é melhor do que as de outras três … Continuar lendo

Grande Belém: uma tragédia

Compõem a região metropolitana de Belém, a maior do Note do Brasil, dois dos 10 piores municípios do país em matéria de acesso à rede de água. No município da capital, só 71,27% dos seus moradores recebem água tratada. Em Santarém, 3º município em população do Estado, apenas 52,19%. E em Ananindeua, 2º mais populoso, … Continuar lendo

A política no Pará (9)

A Folha do Norte, principal reduto do anti-baratismo, acusou Assunção de ter traído seus compromissos, permitindo que os pessedistas  continuassem a controlar setores da administração estadual e até mesmo alguns cargos importantes no interior. Para o jornal, a coligação só poderia se estabelecer no poder varrendo completamente os pessedistas, qualquer que fosse o método usado. … Continuar lendo

E Brasília, o que é?

Dou passagem a um texto que o advogado Alcides Alcântara me mandou como comentário e que cabe como delicioso artigo neste blog. Nos anos 1950, os Estados Unidos faziam de Cuba o seu quintal. O que os ianques não ousavam praticar em seu próprio território, esbanjavam na Ilha, carente de lei e de ordem. Nos … Continuar lendo