//
você está lendo...
Cidades

E o BRT de Belém?

O BNDES aprovou financiamento de 200 milhões de reais para a implantação do BRT de Sorocaba, quarta mais populosa cidade do interior paulista, com mais de 670 mil habitantes. Os recursos do banco representam 51% do investimento total, no valor de R$ 394 milhões.

O projeto visa a implantação da concessão pública, com validade de 20 anos. Inclui a execução de obras civis de vias BRT e vias estruturais, estações, terminais, abrigos, pátio e garagem, além de aquisição de material rodante.

O sistema de BRTs e de faixas exclusivas serão integrados a linhas alimentadoras de ônibus, ciclovias e contarão com a utilização de bilhete único e reconhecimento biométrico. A integração irá valorizar o transporte público. A segurança e a manutenção do sistema de BRT ficarão a cargo da concessionária, sujeita a controle por uma empresa pública responsável pela gestão do sistema de transportes de Sorocaba.

O comunicado do BNDES observa que o BRT é uma solução adequada para cidades médias, principalmente quando estruturado em um modelo de rede do tipo tronco alimentado, em que as linhas de ônibus dos subúrbios “alimentam” os eixos radiais de BRTs. Com a implantação do BRT espera-se a criação de condições para redução de viagens motorizadas individuais, com efeito positivo no consumo de energia, na poluição sonora e do ar.

A operação de financiamento buscou garantir o uso dos recursos advindos do pagamento de passagens como garantia do empréstimo, de modo que o repasse das tarifas aos operadores de transporte público locais respeitará estritamente os contratos de concessão pública estabelecidos.

E o BRT de Belém, tem alguma semelhança com o de Sorocaba?

Discussão

6 comentários sobre “E o BRT de Belém?

  1. Quem ganha com a reforma administrativa do congresso nacional?
    1º A Terceirização Corrupta – aquela que leva milhões dos governos, que drena verbas que deveriam estar sendo aplicadas em outros setores e que por debaixo dos panos contribui generosamente para o caixa-2 do partido da situação e para o patrimônio familiar dos chefes de executivo.
    2º A Política de Empreguismo Público – os políticos corruptos fazem coro (e ganham votos) com parte da sociedade que sente antipatia por funcionário público, mas na realidade estes políticos adoram nomear milhares de servidores públicos como forma de garantir um bom curral eleitoral. Certa vez o falecido deputado Júlio Viveiros me disse que esse curral só durava 4 anos; mas ele esta errado, pois quem se pendurou num cabide pelos 12 anos do jatenismo no Pará, agora está passando mais 4 com o Barbalho.
    3º Aspones da governadoria (a todo vapor no governo atual); nepotismo amplo de clãs familiares (famílias com mais de 10 membros num mesmo órgão); “temporários que vão ficando por décadas” – todos felizes da vida com o Helder Barbalho, que vem adiando o concurso público que certamente ceifaria mais de 90% destes privilegiados.
    Não é atoa que o Pará vem conquistando os piores índices nacionais – o último destes é o de maior mortalidade de mulheres durante o parto. São milhares de absurdos no dia-a-dia de quem trabalha com saúde pública; até casos como o de um terceirizado feliz (empoleirado na assembleia e com representante familiar na câmara) que remeteu ao SUS contas de todo o pré-natal de uma gestante, inclusive ultrassonografias, procedimentos obstétricos, exames laboratoriais, etc (toda a cadeia produtiva amarrada) e no final, na mesa de parto, a mãe descobriu que não havia bebê dentro da barriga dela.

    Curtir

    Publicado por J.Jorge | 30 de outubro de 2019, 06:11
  2. Bom dia,Lúcio.Podias perguntar pro ilustríssimo ex-prefeito Dudu Costa,ele deve ter as respostas.Outra coisa,só para rirmos um pouco(se é que dar para rir),na tua importante opinião,quem é mais “perseguido” pela Globo:
    o capitão boçal ou o ex-presidente encarcerado?
    Se puder, respondas.Um ótimo dia para ti e melhoras para a tua saúde,sempre.

    Curtir

    Publicado por rafael gomes araújo | 30 de outubro de 2019, 07:46
    • É claro que a Globo, por motivos distintos e ênfases diferentes, não gosta nem de Lula nem de Bolsonaro. Assim, as manipulações são inevitáveis. Mas acho que a cobertura da Globo, pela televisão, rádio e jornal, é a melhor em muito tempo. Justamente porque nunca esteve tão afastada do governo como agora.

      Curtir

      Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 30 de outubro de 2019, 08:16
      • Concordo Lucio. Mas ontem deveria ter dado ênfase ao seguinte fato: como o porteiro falou com o mito pelo interfone, se ele estava em Brasília? Por falar nisso, você acha que ele não renovará a concessão, por causa da dívida astronômica global com o Fisco?

        Curtir

        Publicado por jjss555js | 30 de outubro de 2019, 08:36
      • Agora todos vão poder acompanhar a renovação, que acontecerá em 2022, para ver quem tem razão. Bolsonaro diz que há maracutauia. A Globo diz que é tudo correto e que não depende de verba pública para se manter.

        Curtir

        Publicado por Lúcio Flávio Pinto | 30 de outubro de 2019, 12:01
  3. Pra Rede Globo ter uma “dívida tributária” astronômica é preciso muito esforço, digamos… sonegatório!

    É que o ramo de atividade em que ela opera goza do que é quase uma imunidade tributária. E mais: garantida na Constituição Federal! O dono da padaria da esquina, tendo lucro, e por menor que seja, paga Imposto de Renda e Contribuição Social Sobre Lucro Líquido. O dono de uma rede de jornal/revista/rádio/tevê, lucrando centenas de vezes mais que o humilde dono da padaria da esquina… não paga nada! Está constitucionalmente dispensado dessa obrigação, que, neste país, só obriga os menos iguais.

    Quando li a presepada sobre os R$ 358 milhões da Globo, só pensei numa coisa: fake!

    Não deu outra. O Estadão checou e desmentiu. Um mínimo de raciocínio desconfiaria no ato: R$ 358 milhões sobre uma base de cálculo de R$ 732,5 milhões, dá 48,9%. Não existe essa tributação no Brasil. Ainda mais pra cima de uma rede de tevê!

    Foi fake. E feito por alguém que não manja nada de tributação brasileira. E, quem acreditou… idem!

    Curtir

    Publicado por Elias Granhen Tavares | 30 de outubro de 2019, 18:46

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: