//
você está lendo...
Política

Lula ainda

Reproduzo o trecho inicial do discurso de Lula, que não foi reproduzido pelo Brasil de Fato, embora o jornal – de esquerda –  diga que publicou a íntegra do pronunciamento. Destaquei em negrito a transcrição das palavras do ex-presidente e fiz meus comentários em itálico, entre colchetes, como fiz no sábado passado.

Querido companheiro Vagner [Freitas], presidente da CUT, querido companheiro Aloízio Mercadante, ex-senador, ex-deputado federal, ex-ministro da Ciência e Tecnologia, ex-ministro da Educação, ex-ministro da Casa Civil da presidenta Dilma… porra, se eu tivesse tantos títulos assim, eu seria presidente da República.

[Lula não tem tantos títulos assim, mas foi presidente da República. A falsa modéstia se desvanece antes de concluir o discurso, quando cita os cursos que frequentou.]

Companheiro Guilherme Boulos, nosso companheiro que está iniciando uma jornada sendo candidato a presidente da República pelo PSOL, mas é um companheiro da mais alta qualidade, que vocês têm que levar em conta a seriedade desse menino.

Eu digo ‘menino’ porque ele só tem 35 anos de idade, e, quando eu fiz a greve de 78, eu tinha 33 anos de idade e consegui, através da greve, chegar a criar um partido e virar presidente. Você tem futuro, meu irmão, é só não desistir nunca.

[O que Lula busca, ao elogiar um outro, é elogiar ainda mais a si próprio, estabelecendo um paralelo que o engrandece. Mas diz a verdade ao declarar que só se tornou presidente graças ao verdadeiro comando de greve que exerceu. Assim, contribuiu para o projeto elitista da redemocratização “lenta, segura e gradual”, articulada pelo general Golbery, o criador do SNI.

Voltou atrás quando se negou a apoiar Tancredo e Sarney, ao renunciar ao mandato de deputado federal, negar a constituição de 1988 e desdenhar do Plano Real, radicalizando a sua posição para assumir uma posição pessoal. Foi derrotado duas vezes por FHC, já no 1º turno. Só se elegeu presidente, com a face de “Lulinha paz e amor”, quando se engajou de novo no projeto elitista de poder.]

Quero cumprimentar essa garota, essa garota bonita, garota militante do PC do B, que também está fazendo a sua primeira experiência como candidata a presidenta da República pelo PC do B –e que eu acho um motivo de orgulho e uma perspectiva de esperança para esse país ter gente nova se dispondo a enfrentar a negação da política, assumindo a política e dizendo: ‘nós queremos ser presidente da República para mudar a história do país’.

Quero agradecer a companheira dessa mulher, possivelmente a mais injustiçada das mulheres que um dia ousaram fazer política nesse país. A injustiçada pelo jeito de governar, acusada de não saber conversar, acusada de não saber fazer política… Mas eu quero ser testemunha de vocês: a Dilma foi a pessoa que me deu a tranquilidade de fazer quase tudo o que eu consegui fazer na Presidência da República pela confiança, pela seriedade e pela qualidade e competência técnica da Dilma.

Eu sou grato, grato de coração, porque não teria sido o que foi se não fosse a companheira Dilma. Portanto, Dilma, você sabe que eu serei profundamente, para o resto da vida… repartirei o meu sucesso na Presidência com Vossa Excelência, independentemente do que aconteça nesse mundo.

[Aí é um exercício de absoluta hipocrisia e má fé. Lula bufou, falou mal e incentivou a luta interna no PT quando Dilma frustrou os seus planos de voltar ao Palácio do Planalto, apresentando-se rebeldemente para disputar a reeleição, na mais cara campanha eleitoral de todos os tempos, calculada por Gilmar Bentes – o neopetista de ocasião, por interesse escuso – em 50 bilhões de reais. Palavras ao ar que é preciso unificar a esquerda sob a liderança do Eu Supremo, El Lula-Lá.]

Quero cumprimentar o meu querido companheiro Fernando Haddad. Ele viveu o melhor período de investimento na educação brasileira nesse país.

Quero cumprimentar o meu companheiro Celso Amorim, o companheiro que certamente foi mais importante ministro das Relações Exteriores que esse país já teve, que colocou o Brasil como protagonista mundial durante todo o nosso governo.

[Um projeto montado com dinheiro público e a parceria de grandes empreiteiras brasileiras para vender serviço, corromper e dissipar a poupança nacional.]

Quero parabenizar o nosso companheiro Ivan Valente, deputado pelo PSOL, companheiro que está aqui. Quero cumprimentar o nosso valoroso, extraordinário João Pedro Stédile, presidente coordenador do Movimento Sem Terra.

Quero cumprimentar, eu não tenho o nome, mas o presidente do companheiro do PSOL, o Juliano, jovem presidente do PSOL.

Quero cumprimentar o nosso querido escritor Fernando de Morais, que está escrevendo a biografia do meu governo –que nunca termina, porra! Eu estou quase para morrer e ele não termina a minha biografia.

Quero cumprimentar o nosso querido companheiro Paulo Pimenta, líder do PT, o homem que tem o blog dos deputados mais importantes de Brasília e o cidadão que melhor tem enfrentado o Moro e a operação Lava Jato naquilo que são os defeitos dela. Parabéns, companheiro Pimenta.

Quero cumprimentar o índio mais esperto do Brasil, o presidente do Piauí, o governador do Piauí — o companheiro Wellington [Dias] está cumprindo o terceiro mandato e, pelo andar das pesquisas, ele está a caminho de cumprir o quarto mandato como governador do estado do Piauí.

[A sonhada perenidade no poder, grande objetivo de Lula.]

Quero aqui cumprimentar o companheiro Emídio [de Souza], tesoureiro do PT, ex-prefeito de Osasco, que tem trabalhado incansavelmente pra gente recuperar o papel do PT na história deste país.

Quero cumprimentar o companheiro Orlando Silva, presidente, ou melhor, deputado do PC do B.

Quero cumprimentar o nosso companheiro [Edson Carneiro] Índio, que é da Intersindical — é um companheiro de muita qualidade.

Quero cumprimentar o presidente da CTB [Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil], que está aqui, o companheiro Adílson [Araújo], que é um companheiro também muito importante no movimento sindical.

Quero cumprimentar a nossa companheira Gleisi Hoffmann, a nossa querida presidenta do nosso partido.

[Por que Lula foi agora tão telegráfico na referência à sua mais fanática companheira?]

Quero cumprimentar o companheiro Luiz Marinho, presidente do PT, ministro do Trabalho, ministro da Previdência. Eu vou contar duas coisas do Marinho. O Marinho foi catador de algodão, catador de café e catador de amendoim em Santa Fé. O Marinho foi pintor na Volkswagen. O Marinho foi presidente deste sindicato, o Marinho foi presidente da CUT. O Marinho foi certamente o mais importante ministro de Trabalho do meu governo e foi melhor ministro da Previdência, que foi ministro que acabou com a fila na Previdência. E o Marinho foi o melhor prefeito que São Bernardo teve. E agora é o nosso presidente estadual.

Quero cumprimentar o nosso senador, nosso querido Lindbergh [Farias] — grande Lindbergh, que eu conheci ainda na campanha para derrubar o Collor. Tentei tirá-lo do PC do B para levar para o PT, mas a minha relação de amizade com o João Amazonas era tão forte que eu não tive coragem de conversar com ele.

Quero cumprimentar, aqui — gente, eu não tenho nome de todo mundo–, eu quero chamar aqui o Wagner [Santana], presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo e companheiro Moisés [Selerges].

Ah, é que está ali atrás e eu não estou vendo: o nosso companheiro senador da república — não, vereador, mas futuro senador, Eduardo Suplicy. Olha eu não posso falar que ele teve uma tontura, porque isso não é recomendável para quem está sendo o candidato, viu? Eu vou dizer que você estava ali sentado conversando com eleitores, está bem?

[O Amigo da Onça, imortal criação do cartunista Péricles, não faria melhor.]

Eu pedi para vir aqui o companheiro de Sergipe, que é o companheiro vice-presidente do PT que tem a incumbência de coordenar as caravanas da cidadania por todo o território nacional e vocês têm acompanhado pela internet o companheiro Márcio [Macedo].

Eu pedi para vir aqui dois sindicalistas porque eu nasci nesse sindicato. Quando eu cheguei aqui, esse sindicato era um barraco. Esse prédio foi construído já na nossa diretoria. Aqui, para vocês saberem, eu fui diretor de uma escola de madureza que tinha 1.800 alunos. Vocês pensam que eu sou só torneiro mecânico? Pode dizer: ‘diretor de escola com 1.800 alunos também’. 

E a minha relação com esse sindicato… aqui está o Paulão, que é vice-presidente do sindicato e é presidente da Confederação Nacional dos Metalúrgicos e é da secretaria do movimento sindical do PT. Eu não tenho nome de nada, estou chutando de improviso o que eu estou vendo.

Mas eu queria aproveitar, Wagner, a tua presença aqui, para que esse pessoal soubesse que, na minha consciência, parte das conquistas da democracia brasileira a gente deve a este sindicato dos metalúrgicos a partir de 1978.

Aqui foi a minha escola, aqui eu aprendi sociologia, aprendi economia, aprendi física, química e aprendi a fazer muita política porque, no tempo que eu era presidente deste sindicato, as fábricas tinham 140.000 professores que me ensinavam como fazer as coisas.

Discussão

3 comentários sobre “Lula ainda

  1. Dando eco pro maior bandido da história republicana brasileira… Que vergonha professor!

    Curtir

    Publicado por Marcio Monteiro | 12 de novembro de 2019, 14:08
  2. Lula foi forjado no jogo da Política, montou o seu próprio time a anda conquistando campeonatos. Os Outros não suportam isto.

    Curtir

    Publicado por Luiz Mário | 13 de novembro de 2019, 05:24
  3. O ex – Presidente Luis Inácio esqueceu de citar em seu discurso ( mesmo estando ausentes) os seus Amiguinhos do peito dos tempos dourados do seu reinado na Presidência : Emilio Odebrecht e seu filho Marcelo, o Léo Pinheiro da OAS, o Antonio Palocci, os irmãos Wesley e Joesley Batista , o Cerveró, o Renato Duque (Petrobras ), o Zé Dirceu grande revolucionário de araque, o Bunlai e muitos outros que me fogem a memória.

    Curtir

    Publicado por Cliff | 13 de novembro de 2019, 10:36

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: