//
você está lendo...
tráfico de drogas

Haja droga

Nunca se apreendeu tanta droga, principalmente cocaína, no Pará e no Brasil quanto nos últimos meses. É recorde atrás de recorde. Nem assim os traficantes desistem ou arrefecem. Pode ser que tenham adotado a tática de abrir várias frentes de remessa ao mesmo tempo para abrir canais de passagem em meio a apreensões, talvez utilizando novas rotas ou novos meios de transporte.

A manobra pode estar sendo favorecida por uma explosão na produção das drogas e pelos preços compensadores nos mercados nacional e internacional Pode ser uma combinação desses fatores e de mais algum que se desconhece. A quantidade impressiona.

Discussão

3 comentários sobre “Haja droga

  1. As medidas restritivas impostas pela pandemia estão provocando rupturas nas cadeias de negócios ilícitos. Segundo um relatório do UNODC, escritório da ONU para o crime e as drogas, a quarentena global está bloqueando uma série de rotas de tráfico. Os traficantes estão experimentando nova metodologia.

    Curtir

    Publicado por Vilma Reis | 24 de fevereiro de 2021, 14:45
  2. A legalização das drogas poderia ser um caminho? Incrível como os seres humanos consomem drogas. Na série “Narcos”, disponível na Netflix, mesmo descontando o ficcional, dá para se ter uma idéia razoável do poder dos entorpecentes. Pablo Escobar tinha de enterrar tambores inchados de dinheiro nas suas enormes propriedades rurais, porque não havia onde guardar tanto lucro advindo do tráfico. Lúcio, quanto mais a polícia apreende, mais se consome, mais se trafica. É gelo sendo enxugado.

    Curtir

    Publicado por Rafael Araújo | 24 de fevereiro de 2021, 14:46
  3. Quando o mundo se torna uma droga, ou seja, quando perde o sentido para a maioria das pessoas, é razoável pensar que a droga-mercadoria acabe sendo o melhor negócio do mundo. Por quê? Porque entediadas, frustradas, deprimidas, amedrontadas pelo espectro de um mundo distópico, a maioria das pessoas é capaz dos mais extravagantes sacrifícios para escapar da droga do mundo… E aí, “haja droga” para atender a demanda de um mundo em fuga de si mesmo… É obvio que também há uma parte da sociedade (minoria) que, vivendo em sintonia e gozo contínuo com este mundo (que para os outros é uma droga), também curte uma droga-mercadoria… Considerando que o prognóstico para o futuro próximo não é nada animador (segundo filósofos, sociólogos e ecologistas, brancos ou negros, orientais ou indígenas), então, a conclusão é que hoje, no Brasil, pelo menos, é muito mais negócio investir no mercado de drogas do que nas ações da Petrobrás… O Bezerra da Silva, intelectual formado na escola de samba, também tem algo a nos dizer sobre a matéria.

    Curtir

    Publicado por Marly Silva | 24 de fevereiro de 2021, 18:24

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: