//
você está lendo...
Imprensa

40 mil comentários

O blog acabou de ultrapassar os 40 mil comentários, derivados de 8.812 posts publicados neste espaço, que provocaram 3.614.792 visualizações desde que surgiu, em agosto de 2014.

Discussão

13 comentários sobre “40 mil comentários

  1. Compartilho mais dois textos de Mario Sabino (um sobre as manifestações de esquerda do sábado e sua relação com as eleições do ano que vem, e a filiação de Bolsonaro ao partido PATRIOTA, mais um desses partidos nanicos de aluguel que predominam no país), de O Antagonista:

    “O REAL ADVERSÁRIO DE LULA NÃO É BOLSONARO” (31/05/2021)

    [A POLARIZAÇÃO DE 2022 NÃO SERÁ A MESMA DE 2018 E O CHEFÃO PETISTA SABE DISSO. POR TRÁS DAS BANDEIRAS VERMELHAS, HÁ MUITA ARTICULAÇÃO]

    AS BANDEIRAS VERMELHAS DAS MANIFESTAÇÕES DE ESQUERDA no sábado passado podem ter feito JAIR BOLSONARO SORRIR, mas é preciso entender que a polarização de 2022 não será a mesma de 2018. Se na última eleição presidencial boa parte dos eleitores de Jair Bolsonaro tapou o nariz e votou nele, para evitar A VOLTA DO PT AO PODER, na próxima esses mesmos eleitores devem tapar o nariz e votar em LULA, para impedir que Jair Bolsonaro permaneça no Palácio do Planalto. Ou dividir-se votando massivamente em branco ou nulo, o que deverá ajudar o petista. Há ainda um primeiro turno no meio do caminho do atual presidente, e ele pode até mesmo não passar ao segundo tempo no qual Lula já está garantido, visto que muita gente que votou em Jair Bolsonaro em 2018 poderá votar num terceiro nome que não significará necessariamente uma terceira via.

    NÃO SERÃO PETISTAS OU BOLSONARISTAS QUE DEFINIRÃO O RESULTADO NO ANO QUE VEM. Será o eleitorado que, na falta de um candidato com ar de novidade que se mostre viável até o início do ano que vem, acostumou-se a oscilar entre o que fede mais e o que fede menos. E Jair Bolsonaro fede muito mais, porque fede a mortes, enquanto o cheiro da corrupção e lavagem de dinheiro de Lula está se tornando cada vez mais rarefeito. Trata-se de constatação.

    O chefão petista é muito mais esperto do que o oponente. Por trás das bandeiras vermelhas, há articulação intensa com políticos de todos os matizes e grandes empresários — entre eles, os mesmos que tentam segurar Paulo Guedes, elogiando algumas ações suas em público, não para agradar a Jair Bolsonaro, mas por entender que, sem o ex-super ministro da Economia na Esplanada, a situação poderia degringolar de vez. É preciso entregar um país não completamente arruinado ao ex-condenado. A divulgação do encontro dele com Fernando Henrique Cardoso é só a ponta do iceberg.

    Enquanto Jair Bolsonaro aposta no antilulismo, com discurso extremado como se a polarização fosse a mesma de 2018, Lula aposta no antibolsonarismo, com discurso afável a ouvidos sensíveis (sem perder a ternurinha), menos ideologizado, de “união nacional”, porque sabe que A POLARIZAÇÃO EM 2022 SERÁ OUTRA, A DO EXTREMISMO VERSUS “POLO DEMOCRÁTICO”, e que o seu cheiro de ralo já não incomodará tanto, visto que o cheiro de morte do oponente já é bem mais acentuado. De qualquer forma, Jair Bolsonaro não saberia e não poderia fazer diferente: é um sujeito de inteligência limitada e enveredou pelo caminho sem volta da sociopatia. O atual presidente não é o real adversário de Lula, apesar da retórica do chefão petista. O real adversário de Lula é um nome forte que represente uma alternativa honesta e racional a ele. Mas esse nome ainda não existe e não se sabe se existirá a tempo.]

    “BOLSONARO NÃO TEM PARTIDO. ELE ALUGOU (OU COMPROU) UM” (31/05/2021)

    [SE HÁ UMA QUALIDADE NO PRESIDENTE DA REPÚBLICA, É A DE ESCANCARAR A PALHAÇADA DEMAGÓGICO-FISIOLÓGICA DE PARTIDOS QUE COMPÕEM O GROTESCO CENÁRIO NACIONAL]

    [Qual é a importância da notícia de que está aberto o caminho para Jair Bolsonaro ir para o Patriota, agora que Flávio Bolsonaro se filiou à sigla? Nenhuma. O que não significa que a notícia podia deixar de ser publicada. É o que temos, afinal de contas, com esse estranho presidente que não tinha partido nenhum e, dado ainda mais pitoresco, não conseguiu formar a sua própria agremiação.

    A importância de que falo é para a sua vida, a minha ou a de todos os brasileiros que não fazem parte do Patriota ou que não transformaram a política na segunda profissão mais antiga do mundo. Relevância zero, menos do que nada, a não ser pela conta a pagar. O Patriota é uma legenda de aluguel, nada mais do que isso, embora haja gente lá dentro que ache o contrário. Nesse aspecto, é como quase todos os outros que compõem o grotesco cenário nacional. Ao que tudo indica, os seus dirigentes deram à famiglia Bolsonaro a “porteira fechada” que ela queria — ou seja, viraram donos da sigla que quase os hospedou para a eleição de 2018. Vão fazer o rachuncho do Fundo Partidário do jeito que quiserem. Em 2020, essa merreca foi de 27,5 milhões de reais. A ideia para além de 2022, imagina-se, é que Bolsonaro consiga alavancar a sigla de tal forma que ela ultrapasse a cláusula de barreira de 2,5% dos votos válidos em 2026 (obteve 2% em 2020), em pelo menos um terço dos estados, para continuar a ter direito a receber a bufunfa e engrossá-la ainda mais, inclusive ou principalmente com outras fontes de arrecadação.

    Hoje, o partido se chama Patriota, mas se chamava Partido Ecológico Nacional. Antes de selar o negócio com o Patriota, a famiglia Bolsonaro andou conversando com o Partido da Mulher Brasileira, que, para agradar ao clã, passou a se chamar Brasil 35, incorporando ao nome o número do registro oficial. Quando concorreu à presidência da República, o atual inquilino do Planalto pertencia ao Partido Social Liberal, com o qual rompeu por razões pecuniárias. Como Jair Bolsonaro nunca foi ecológico, é misógino e jamais foi liberal, ao menos ele tem a qualidade de escancarar a palhaçada demagógico-fisiológica que está na base da criação desses partidos que nasceram para alugar-se — ou vender-se. E que se dispõem a mudar de nome com a mesma facilidade do primeiro autobatismo, porque programa mesmo não há. Quer dizer, há, mas não no sentido estritamente político do termo.]

    Curtir

    Publicado por igor | 31 de maio de 2021, 23:35
  2. Parabéns, Lúcio, nunca desista.

    Curtir

    Publicado por ADEMAR A DO AMARAL | 1 de junho de 2021, 02:52
  3. Parabéns pelo trabalho herculeo. Sei que remar contra a mare nunca é fácil, Mas o senhor não está sozinho, sua obra já ecoa longe e transcende nossos confins amazônicos ao alcance do restante das terras de Pindorama, chegando até mesmo ao buana.

    Curtido por 1 pessoa

    Publicado por Rosinaldo Oliveira | 1 de junho de 2021, 07:09
  4. Parabéns, Lúcio.

    Curtir

    Publicado por Andrey tavares | 1 de junho de 2021, 09:41
  5. Meu comemtário postado ontem a noite aqui foi de número 40.001 . Parabéns, Lúcio.

    Curtido por 1 pessoa

    Publicado por Igor | 1 de junho de 2021, 16:45
  6. Parabéns, Lúcio

    Curtir

    Publicado por brunooromao | 1 de junho de 2021, 19:30
  7. Parabéns, Lúcio. Continue o trabalho. Ando sumido dos comentários, mas continuo acompanhando os textos. Um super abraço para você, família e amigos.

    Curtir

    Publicado por Aldrin Iglesias | 2 de junho de 2021, 11:59

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: