//
você está lendo...
Justiça

Tribunal não julga

Por falta de quórum, o pleno do Tribunal de Justiça do Estado deixou de julgar, hoje, processo administrativo disciplinar instaurado em 2017 contra a juíza Juliana Lima Souto Augusto. O relator, desembargador José Maria Teixeira do Rosário, pediu prorrogação de prazo para apresentar seu voto na sessão da próxima semana.

Antes, o órgão pleno apreciou outro PAD, também de 2017, relatado pela desembargadora Gleide Pereira de Moura. Mas a sessão foi sigilosa. O tribunal retirou o sigilo do processo contra os juízes Raimundo Moises Flexa e Marco Antonio Castelo Branco, acusados de corrupção, para enquadrar o caso nas normas do Conselho Nacional de Justiça, que quer transparência na tramitação desses processos.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: