//
você está lendo...
Governo

Igeprev pode estar perdendo

O Conselho Fiscal do Igeprev, em sua última reunião, em junho, questionou a diretoria executiva do instituto sobre a aplicação dos recursos administrados pela previdência estadual. Em abril, o Núcleo Gestor de Investimentos apresentou uma nova proposta de enquadramento da política de investimentos do instituto, sugerindo o resgate de 250 milhões de reais de um fundo do segmento IRF-M, a serem aplicados em fundos de renda fixa e multimercado, “que oferecem rendimentos satisfatórios quando comparados aos resultados alcançados” pelo fundo usado, mas a diretoria executiva não acatou a proposta até agora, segundo relato durante a reunião do presidente do Conselho Fiscal, Antônio Fernando de Oliveira Dantas Amoras.

Os conselheiros questionaram os motivos levaram a diretoria executiva a não aprovar a proposta, “visto que manter investimentos no fundo faz com o que Instituto deixe de ganhar rendimentos que poderiam estar ajudando a carteira neste momento, dado a instabilidade financeira trazida pela pandemia de Covid-19”.

Amoras informou que o Núcleo de Investimentos também aguarda a manifestação da diretoria executiva. Ressaltou acreditar que a aplicação de R$ 100 milhões em um único fundo pode ser o que preocupa a diretoria, “pontuando que os rendimentos e a baixa volatilidade do fundo sugerido para aplicação são satisfatórios para as necessidades do Instituto”.

Os conselheiros observaram que a diretoria aprovou a aplicação de R$ 200 milhões em único fundo, conforme observado na proposta de enquadramento de fevereiro de 2021, “e ressaltaram que não conseguem compreender os motivos que podem estar levando a Diretoria Executiva do Igeprev a não aprovar a movimentação financeira sugerida”.

Os conselheiros ressaltaram que o órgão “possui um comitê de investimentos para assessorar o Nugin e a diretoria executiva nos assuntos financeiros, questionando por quais motivos o comitê não foi consultado pela Dorex”.

O conselheiro Henrique Mascarenhas informou que o comitê de investimentos não está com a sua composição completa, “motivo pelo qual encontra-se inoperante até o momento”.

Os conselheiros ponderaram que acompanham mensalmente o trabalho cuidadoso e minucioso realizado pelo núcleo de investimentos e desconhecem “registros de quaisquer sugestões do Núcleo que tenham acarretado perdas ou prejuízos para os fundos”.

CONTAS

O patrimônio líquido das carteiras de investimento administradas pelo Igeprev foi de 4,5 bilhões de reais (R$ 4.287.099.879,26 do Funprev e R$196.473.755,58 do Finanprev, segundo o relatório de abril da instituição de previdência do Estado, divulgado ontem.

Houve uma aplicação no valor de R$1,4 milhão, proveniente da arrecadação previdenciária desse mês, e uma amortização no valor de R$ 3 milhões do Fundo BTG Pactual. O Igreprev solicitou um resgate de R$100 milhões do Fundo Itaú Institucional Phoenix FIC Ações. Os indicadores de desempenho de renda fixa foram considerados, em sua maioria, acima da meta atuarial.

O rendimento do Funprev, de R$ 47 milhões, foi utilizado na compensação e R$ 23 milhões foram transferidos para o Finanprev, por exigência legal.

Discussão

Um comentário sobre “Igeprev pode estar perdendo

  1. Não podemos esquecer que o atual gestor é aquele rapaz que passou pela AGE É esta envolvido em várias polêmicas com seu escritório de advocacia.

    Curtir

    Publicado por Carlosss | 23 de julho de 2021, 14:44

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: