//
você está lendo...
Educação, Memória

Memória – Educação retroativa

O belo prédio que hoje abriga a Codem já foi a sede do Ginásio Municipal Alfredo Chaves. Compunha, com os outros estabelecimentos de ensino da vizinhança, cenário para as alegres e barulhentas movimentações de estudantes pelo quadrilátero das mangueiras, ainda numa época risonha e franca.

O Alfredo Chaves enfrentava seus problemas, dentre os quais a situação indefinida dos seus professores, que não faziam parte do quadro permanente do município. Para tentar resolver esses problemas, o jovem professor Lúcio Vespasiano do Amaral (futuro advogado) concebeu um projeto de lei, enviado à câmara de vereadores.

Um artigo publicado na Folha do Norte chamava a atenção dos distintos edis para a importância dessa iniciativa para a consolidação do ginásio. O Alfredo Chaves, em cinco anos de atividades, mesmo com dificuldades, “jamais deixou de formar turmas de alunos que, terminado o curso ginasial, procuram outros estabelecimentos para o prosseguimento de sua formação humanística com os cursos clássico e científico em outras casas de ensino”.

Ao invés de consolidar seu único ginásio, a municipalidade o extinguiu – e quase fez o mesmo com toda a sua precária rede de ensino, tornando-a simbólica no conjunto das escolas de Belém.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: