//
você está lendo...
Saúde

Atenção

O hábito brasileiro de se vacinar, após décadas de campanhas públicas contínuas de imunização da população, está vencendo o governo Bolsonaro. Mas o país ainda não alcançou uma posição de segurança para voltar a agir como se a pandemia do coronavírus estivesse vencida. Ainda há o risco de um refluxo.

O Brasil continua a ser o terceiro do mundo no total de casos, com 21,5 milhões, abaixo apenas dos Estados Unidos (45 milhões) e da Índia (34 milhões). Depois vem o Reino Unido: 8 milhões (números arredondados).

É o segundo em mortes (599 mil), depois dos EUA (730 mil), mais do que a Índia (450 mil) e a Rússia (214 mil).

Dos países com mais mortes e casos, é o de maior proporção de óbitos por milhão de habitantes (2.779), acima de EUA (2.190), Reino Unido (2.013), Rússia (1.469) e Índia (322).

Discussão

Um comentário sobre “Atenção

  1. Triste e revoltante. O Brasil superou hoje 600 mil mortos pela Covid. Isso é a população de cidades inteiras, são quase 8 Maracanãs lotados de cadáveres! Ao mesmo tempo que familiares e amigos choram suas perdas, cresce em todos nós a indignação com aquele que escolheu matar seu povo. Bolsonaro, Pazuello e demais responsáveis devem pagar dobrado cada lágrima rolada no penar de 600 mil brasileiros assassinados. Isso não pode ficar impune!!!

    Essas foram as verdadeiras prioridades do DESgoverno Bolsonaro: disseminar o vírus, distrair com cloroquina, boicotar qualquer política sanitária (da testagem à máscara, da campanha educativa à vacina) e deixar morrer. Morremos 600 mil.

    Já o Queiroga é o Pazuello de jaleco e tem sua parte nesta marca sanguinária. Entre a medicina e o patrão psicopata e homicida em massa, fez sua escolha criminosa. Pra piorar e mostrando se dedo do meio para os familiares dos 600 mil, hoje ele resolveu desencorajar o uso de máscaras. Aliás, quando foi dito que “a ditadura matou pouco” e nada ocorreu, o caminho passou a ser pavimentado para as narrativas e atitudes mais absurdas.
    Cargo público, de qualquer natureza, está vinculado aos princípios constitucionais, sem falar das responsabilidades cível e criminal. Uma declaração desta, num contexto de responsabilidade, respeito institucional e à vida das pessoas, num país sério, resultaria em queda do Ministro…

    Quanto ao Conselho Federal de Medicina? Bem, quando diziam defender a “autonomia dos médicos” endossaram o charlatanismo genocida do Jaguara. Alíás, só pra ficar registrado, faz 540 dias (e 600 mil mortes) que o parecer do CFM maliciosamente induz confusão entre autonomia médica e erro médico. Faz 540 dias (e 600 mil mortes) que o parecer que libera o deixar morrer continua vigente. E sabe o que o presidente do CFM disse hoje? Que estudos científicos não bastam.

    Está mais do que provado que a política deste governo foi genocida. Bolsonaro e seus capangas precisam pagar pela morte de centenas de milhares! Meus sentimentos a todas e todos que perderam entes queridos.

    Essa pandemia é a maior tragédia da história do país. Nunca foi só uma “gripezinha”. O Guaramputa é um irresponsável e foi a público dizer que poucas pessoas morreriam. Negou o vírus. Se colocou do lado da morte. Mais de 600 mil famílias choram. O país inteiro sente a dor. Bolsonaro não.

    Curtir

    Publicado por igor | 8 de outubro de 2021, 20:28

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: