//
você está lendo...
Economia, Imprensa

As contas das empresas

As empresas de capital fechado (sem ações listadas na bolsa de valores) com faturamento de até 78 milhões de reais foram dispensadas pelo governo de publicar balanços e demais atos societários em jornais e diários oficiais de grande circulação. Agora, basta que os divulguem pela internet.

Os documentos podem ser publicados na Central de Balanços do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), de graça. O programa, desenvolvida pelo Ministério da Economia, possibilita a publicação de documentos, incluindo também relatórios de auditoria, atas ou quaisquer outros atos societários exigidos pela lei das sociedades anônimas.

Em nota, o ministério argumentou que a medida reduz significativamente o custo para as empresas de menor porte, aumentando a competitividade dos negócios. Ela também proporciona ganhos com a redução da burocracia e com o aumento da transparência na divulgação dos atos obrigatórios. 

Claro: reduz ainda mais o faturamento de revistas e jornais impressos em papel, efeito localizado que se agrega a outros para tornar ainda mais difícil a sobrevivência dessa mídia. Mas realmente a publicação apenas na internet permite maior transparência e acompanhamento pela opinião pública da movimentação econômica e financeira das empresas? O perfil do frequentador dessa mídia sugere que não.

Discussão

Um comentário sobre “As contas das empresas

  1. A publicação na Central de Balanços é uma segurança para a própria empresa. Ela armazena a configuração do balanço de forma idônea, podendo ser facilmente mobilizada para comprovar condições exigidas para participação em licitações, por exemplo.

    A publicação mídia impressa privada é quase inútil pra esse fim, pois só os assinantes de cada jornal têm acesso aos arquivos eletrônicos dessas publicações. Como atualmente as licitações têm caráter interestadual, cada órgão público teria que fazer assinatura de centenas de jornais, para ficar em condições de checar a autenticidade de certos documentos.

    Então, na hora do vamos ver, apenas as publicações nas imprensas oficiais tinham sentido prático, já que os arquivos dos diários oficiais podem ser consultados, independentemente de assinaturas. É dizer: as imprensas oficiais, sim, é que são as grandes prejudicadas com essa medida governamental.

    Curtir

    Publicado por Elias | 24 de outubro de 2021, 14:58

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: